10.723 – Psicologia – Introvertidos ficam mais inibidos após um cafézinho


Santo cafezinho
Santo cafezinho

Depois de algumas xícaras de café, extrovertidos conseguem realizar suas tarefas mais eficientemente, enquanto os introvertidos pioram seu rendimento”, afirma o escritor da obra “Me, Myself, and Us: The Science of Personality and the Art of Well-Being”, Brian Little. No novo livro, ele conta como as pessoas introvertidas devem evitar café antes de momentos importantes
Segundo o psicólogo, isso se deve a ideia de que introvertidos e extrovertidos possuem níveis diferentes de estimulação do neocórtex, no cérebro. “Em outras palavras, isso significa o quão alerta você está em seu ambiente”. De acordo com essa teoria, os mais reclusos costumam possuir níveis ótimos e os extrovertidos mais baixos.
Para o autor, o problema do café está no fato de ele ser um estimulante natural. Ou seja, após sua ingestão ele pode elevar os níveis de atenção dos introvertidos demasiadamente. Assim como outros alimentos que possuem tal fator, o café acaba por atrapalhar – por excesso – aqueles que já estavam preparados. O contrário ocorre com os extrovertidos, que se aproveitam muito da cafeína.
E para concluir, Little também conta aos introvertidos qual o momento ideal para aquele cafezinho: “Tente não tomar antes de grandes reuniões ou momentos muito importantes. A melhor coisa a se fazer é tomar uma xícara no fim da tarde”.

10.722 – Astronomia – Chuva de meteoros do cometa Halley poderá ser vista a olho nu na noite de hoje


meteoro

O cometa Halley passa pelos céus terrestres em média a cada 75 anos, mas o nosso contato com ele é bem mais frequente do que isso: anualmente, nos meses de maio e outubro, a Terra atravessa regiões do espaço repletas de detritos que se desprenderam do núcleo do astro. Quando cruzamos com estes rastros do Halley, os fragmentos se incineram na nossa atmosfera e o resultado são belas chuvas de meteoro, como a que terá seu pico de atividade nas noites desta segunda-feira (20/10) e terça-feira (21/10).
As Orionídeas poderão ser vistas a olho nu de todo o país, se as condições climáticas de sua cidade colaborarem e se o local não apresentar muita poluição luminosa. O horário ideal para a observação começa na noite de hoje, às 23h, e se estende até pouco antes do amanhecer desta terça-feira. Segundo a NASA, a madrugada oferecerá as melhores oportunidades de visualização dos meteoros, que podem aparecer a uma taxa de 20 a 30 por hora. O fenômeno deve continuar nas próximas noites, só que com uma intensidade cada vez menor.
Para apreciar este tipo de evento, não é necessário nenhum tipo de equipamento astronômico, como binóculos ou telescópios: por cruzarem o céu muito rapidamente, as estrelas cadentes devem ser vistas a olho nu. Uma boa notícia é que a lua não atrapalhará as Orionídeas deste ano, já que se encontra em quarto minguante, quase atingindo a fase nova, quando não reflete luz e, portanto, não compromete a visibilidade do céu noturno.
Quem quiser observar o fenômeno deve olhar para a direção leste e encontrar a constelação de Órion, onde estará localizado o radiante da chuva – ponto do qual os meteoros parecem se originar. Uma boa referência são as populares Três Marias, que na verdade são o cinturão de Órion, estrelas que ficam próximas ao radiante.