10.932 – Globo Retira “tema da S.Silvestre” do comercial


s silvestre 2014

Após algumas décadas adotando o tema do filme “Carruagens de Fogo”, um tradicional clássico, como tema do comercial da corrida de S.Silvestre, o último grande evento esportivo do ano, a Rede Globo retita o tema do comercial sem se pronunciar sobre o fato. Estima-se que tenha tido problemas com os direitos autorais.
De qualquer forma, aquela “magia de fim de ano” acaba empobrecida com a retirada de um tema que ficou marcado na história do evento.
Mais sobre a São Silvestre
A Prova Pedestre denominada “90ª CORRIDA INTERNACIONAL DE SÃO SILVESTRE”, instituída pelo jornalista Cásper Líbero, doravante denominada EVENTO, será realizada no dia 31 de dezembro de 2014, na cidade de São Paulo, na distância de 15 km, com a participação de PESSOAS DE AMBOS OS SEXOS devidamente inscritas, doravante denominados ATLETAS, independentemente da condição climática.
A Corrida Internacional de São Silvestre é uma realização e propriedade da Fundação Cásper Líbero/FCL, e promovida pela Gazeta Esportiva.net com apoio da Rede Globo de Televisão que é PARCEIRA da FCL na promoção e transmissão da prova. A ORGANIZAÇÃO técnica e entrega de “kits” serão feitas por empresas especializadas.

As inscrições são realizadas EXCLUSIVAMENTE pela FCL no site http://www.saosilvestre.com.br que será responsável pelo recebimento, administração e eventuais reembolsos, quando solicitado, das mesmas.

O EVENTO terá a LARGADA na Avenida Paulista, próximo a Rua Frei Caneca e CHEGADA à mesma Avenida Paulista, nº 900 em frente ao Edifício Cásper Líbero, conforme o percurso detalhado divulgado no site do EVENTO.

O início do EVENTO está previsto para os horários abaixo relacionados, que serão confirmados na entrega do kit, conforme a categoria do ATLETA. Confira:
a. Para a corrida;

– Categoria ATLETAS Cadeirantes (Feminino e Masculino);
LARGADA: a partir das 7h45min em pelotão único.

– Categorias ATLETAS com Deficiência: DEV = Deficiente Visual / AMP = Amputados de Membros Inferiores / DMAI = Deficiente Andante Membro Inferior / DI = Deficientes Intelectuais / DMS = Deficientes Membros Superiores / DAU = Deficientes Auditivos.
LARGADA: a partir das 9h00min em pelotão único.

– Categoria ATLETAS de ELITE A/B (Feminino);
LARGADA: a partir das 8h40min em pelotão único.

– Categorias ATLETAS de ELITE A/B (Masculino);
LARGADA: a partir das 9h00min em pelotão único.

– Categoria ATLETAS Geral (Feminino e Masculino);
LARGADA: a partir das 9h00min em pelotão único.

* Caso prevaleçam os horários acima, os mesmos poderão variar entre 7 minutos a mais ou a menos.
Até a data do EVENTO também poderão ser realizados ajustes de percurso com objetivo de melhorias técnicas e atendimento às necessidades da cidade e órgãos públicos competentes mantendo a LARGADA e CHEGADA aos locais acima descritos.
A ORGANIZAÇÃO solicita extrema atenção às chamadas do sistema de som na área de LARGADA para eventuais ajustes nos respectivos horários.
Quem foi São Silvestre?
São Silvestre I foi Papa entre 31 de Janeiro de 314 até 31 de dezembro de 335, durante o reinado do imperador romano Constantino I, que determinou o fim da perseguição aos cristãos, iniciando-se a Paz na Igreja. Silvestre I foi um dos primeiros santos canonizados sem ter sofrido o martírio. Festa em 31 de Dezembro.
Atribui-se em geral a conversão de Constantino a uma visão que terá tido antes da batalha da ponte de Milvius (312). Mas a tradição medieval, também teria dito que o imperador teria lepra incurável, e logo que Silvestre o batizou por imersão numa piscina ficou imediatamente curado. Esta versão porém não tem fundamento, pois sabe-se que Constantino foi batizado ao fim de sua vida, com a intenção de perdoar seus pecados, por Eusébio, bispo de Nicomédia.

10.914 – Esporte – Usain Bolt X Jesse Owens


Em 1936, Jesse Owens surpreendeu o mundo e obteve quatro medalhas de ouro na Olimpíada de Berlim. Naquele tempo, foi visto um fenômeno difícil de ser igualado. Oitenta e dois anos depois, porém, um outro velocista provocou um tipo de espanto parecido: Usain Bolt bateu seus concorrentes com uma facilidade assombrosa. As conquistas unem Owens e Bolt, mas todo o resto – do perfil físico aos recursos de treinamento – separa os dois.

usain

Usain “Lightning” Bolt

• Ouro nos 100 metros rasos, 200 metros rasos, revezamento 4×100 metros e recordista mundial nas três provas na Olimpíada de Pequim-2008
• Trelawny, Jamaica, 21 de agosto de 1986

• 1,96 metro de altura e 86 quilos

Com apenas 22 anos de idade, Usain Bolt tornou-se medalhista de ouro e recordista mundial nas provas dos 100 e 200 metros rasos e 4×100 metros em Pequim-2008. Na prova dos 100 metros, Bolt deixou o mundo de boca aberta ao quebrar o recorde “sem esforço” – no fim, até desacelerou. Quatro dias depois, Bolt voltou pista para quebrar o recorde dos 200 metros, que já durava 12 anos. Desta vez, porém, o jamaicano teve de fazer seu melhor.
Aos 15 anos, o jamaicano faturou um ouro e duas pratas no Mundial de Atletismo Júnior, em Kingstown, na Jamaica. Em 2003, foi a vez do Canadá ver a performance do jovem, que faturou um ouro no mundial de Sherbrooke, nos 200 metros. Ainda como júnior, Bolt venceu os 200 metros em 2004 (nas Bermudas) e 2005 (nas Bahamas). Já como profissional, ficou em segundo lugar no mundial de Osaka, nas provas dos 200 metros e revezamento 4×100, antes de conquistar os ouros na Olimp ada de Pequim. Sua marca nos 100 metros: 9,69 segundos.
Apesar de preferir as festas, o atleta treina horas a fio todos os dias na Jamaica. Tem ao seu lado muitos profissionais especializados, como nutricionista, fisiologista, massagista, treinador de 100 metros e 200 metros e psicólogo. Além do trabalho na pista, também faz musculação para preparar melhor o corpo para as provas de alta velocidade.
Com um porte físico parecido com o de um jogador de basquete – 1,96 metro e 86 quilos-, Bolt é um visto como um marco nas provas mais velozes do atletismo. Antes, imaginava-se que um atleta tão alto não conseguiria uma aceleração rápida o suficiente para vencer os 100 metros. Carl Lewis, por exemplo, tinha 1,80 metro e 80 quilos quando dominou as provas de velocidade nas décadas de 1980 e 1990.

Jesse
Jesse

James Cleveland “Jesse” Owens
• Ouro nos 100 metros rasos, 200 metros rasos, salto em distância e revezamento 4×100 metros na Olimpíada de Berlim-1936
• Alabama, EUA, 12/set/1913-31/mar/1980
• 1,77 metro de altura e 75 quilos
O atleta venceu os 100 e 200 metros rasos, revezamento 4×100 metros rasos e salto em distância, na Olimpíada de Berlim, em 1936. Quando Owens ganhou a prova dos 200 metros, o líder nazista Adolf Hitler, que pretendia usar os Jogos para demonstrar sua teoria de superiordade da raça ariana, se retirou do estádio para não cumprimentá -lo. Jesse Owens foi aclamado por milhares de torcedores de diversos países naquele dia.
Jesse Owens começou sua carreira na equipe de uma escola de Cleveland. Foi campeão nacional de um torneio interescolar nos Estados Unidos e igualou o recorde americano das 100 jardas, com 9,4 segundos. Ao entrar na universidade de Ohio, passou a sofrer com a discriminação racial. Podia participar apenas dos eventos do “campus dos negros”. Competindo apenas com atletas de sua etnia, baixou outros recordes, forçando o comitê olímpico a levá-lo para os Jogos de Berlim. Sua melhor marca nos 100 metros: 10,20 segundos.
Owens cresceu em Oakville, no Alabama, com seus pais Henry e Emma Owens, e mais nove irmãos. As dificuldades financeiras fizeram com que a família do atleta fosse para Cleveland, em Ohio. O atleta teve que trabalhar desde criança para ajudar sua família – isso até o dia em que obteve ajuda financeira da escola em troca de medalhas conquistadas em torneios de atletismo.
Com 1,77 metro de altura e 75 quilos, Jesse Owens tinha 19 centímetros e 11 quilos a menos que Bolt quando disputou os Jogos de Berlim e conquistou quatro medalhas de ouro. Era rápido por ser muito leve, mas o “baixinho” dificilmente estaria numa final olímpica com os gigantes do atletismo atual.

10.048 – Corrida ajuda a preservar habilidades cognitivas na meia-idade


Physical Fitness Logo_full
É o que afirmou um estudo.
Os pesquisadores contaram com a participação de 2.747 pessoas saudáveis com idade média de 25 anos. Todas fizeram testes na esteira no primeiro ano do estudo e vinte anos depois. Já os experimentos cognitivos foram realizados 25 anos depois do começo da pesquisa e mediram memória verbal, velocidade psicomotora (que relaciona as habilidades de pensamento com o movimento físico) e função cognitiva.
Para o teste na esteira, os participantes andaram ou correram até a velocidade e a inclinação em que não suportavam mais continuar ou em que tinham dificuldades respiratórias. No primeiro teste, a média foi de 10 minutos de duração. Duas décadas depois, esse tempo diminuiu para 2 minutos e 54 segundos, em média.

No experimento cognitivo, foi constatado que cada minuto que o participante completava no primeiro teste se convertia, 25 anos depois, em 0,12 mais palavra recordada no exame de memória, que continha quinze palavras, e 0,92 mais acerto em um teste numérico. A análise dos resultados levou em conta fatores como tabagismo, diabetes e colesterol alto.
Segundo os cientistas, os participantes que tiveram resultados mais próximos no primeiro e no segundo teste mostraram melhor desempenho nas avaliações de funções cognitivas, comparados àqueles que sofreram um declínio mais acentuado. Os voluntários saíram-se melhor, por exemplo, em relacionar corretamente as cores apresentadas. “Essas mudanças são significativas, mesmo que modestas, já que superam os efeitos de um ano de envelhecimento no cérebro”, explica Jacobs.
Existem regras básicas que valem para todos os iniciantes na corrida – independentemente de idade, condicionamento físico e histórico de saúde. A primeira delas: embora a corrida seja um esporte prático que não exige equipamentos, é preciso ter um bom tênis. Não precisa ser o modelo mais caro ou mais novo da loja – basta que ele tenha bom amortecimento e seja confortável. Além disso, é indicado que pessoas que praticam corrida sigam uma planilha para controlar a evolução dos treinos. “O ideal é ter uma planilha feita por um professor. Mas, se não for possível, seguir treinos prontos publicados em revistas, por exemplo, é sempre melhor do que não seguir nenhum”, diz o educador físico Renato Dutra. Conhecer o seu próprio condicionamento físico é essencial para saber o ponto de partida da corrida – se mais moderado ou intenso. Por fim, alimentação e hidratação são essenciais antes, durante e depois da prática. “O ideal é beber 200 mililitros de água ou isotônico a cada 15 minutos de corrida”, diz o nutrólogo Celso Cukier.
A corrida é um esporte de impacto para as pernas. A sobrecarga no joelho e o risco de lesão são maiores para praticantes despreparados que têm sobrepeso ou obesidade. Isso não quer dizer que quem está fora de forma nunca poderá correr. O ideal é que, antes de dar os primeiros trotes, essas pessoas percam peso e pratiquem algum exercício que não cause impacto no joelho. “Elas não devem começar caminhando. O mais seguro é iniciar com treinos de bicicleta de 30 a 60 minutos, entre três e quatro vezes por semana, durante um a dois meses”, diz o educador físico Renato Dutra. Após esse período, o praticante pode passar a fazer caminhadas com a mesma frequência. Somente depois dessa adaptação é indicado inserir a corrida nos treinos, mas sempre com a orientação de um profissional.
Pessoas sedentárias precisam fazer uma preparação antes de começar a correr, já que a corrida é uma atividade que exige força na musculatura da perna e condicionamento cardiorrespiratório. Como o iniciante magro não corre o risco de sobrecarregar o joelho com o excesso de peso, ele já pode começar com treinos com caminhadas. O ideal é caminhar entre 30 e 50 minutos, de três a cinco vezes por semana, durante quatro a seis semanas. “Depois dessa fase, ele pode fazer treinos intercalando 1 ou 2 minutos de corrida leve com 4 ou 5 minutos de caminhada rápida, totalizando entre 30 e 40 minutos cada treino”.
Um dos tipos mais perigosos de iniciantes é o de praticantes de exercícios sem impacto, como a natação ou bicicleta. Eles têm condicionamento cardiorrespiratório suficiente para aguentar longos treinos, mas um aparelho locomotor despreparado para atividades de impacto. Consequentemente, esses indivíduos tendem a correr muito porque têm fôlego, o que os expõe a um risco maior de lesão. É preciso fazer uma transição antes de começar a correr. “Se não houver histórico de lesão, essas pessoas já podem começar com uma ou duas sessões semanais de treinos que intercalam 1 a 3 minutos de corrida com 2 a 4 minutos de caminhada. O tempo total desse treino deve ser de 30 a 40 minutos”, diz Renato Dutra. Depois daí, a evolução do treino dependerá do desempenho de cada aluno.

9086 – Não Confunda! Cooper e Kuiper


Mexa-se: Faça Cooper!
Mexa-se: Faça Cooper!

Cooper:
Jogging, também conhecido como Cooper, é uma forma de atividade física em que o ritmo e velocidade da marcha são mais rápidos que na caminhada e mais lentos que ao correr.Foi uma atividade física bastante difundida nos anos 70 e 80, defendida pelo médico americano Kenneth Cooper como importante para a saúde. Esta prática consiste em trotar ou correr num ritmo lento. Apesar de não haver velocidade máxima para o Jogging, o valor de 9,7Km/h pode ser usado como referência. A intenção principal é aumentar a aptidão física do praticante de forma mais eficaz que na caminhada, mas com menos stress sobre o corpo se comparado a correr.
A definição de Jogging em comparação com a corrida não é padronizada. George Sheehan, um especialista em corrida, é citado por ter dito “a diferença entre um praticante de Jogging e um corredor é uma entrada em branco”. 4 Mike Antoniades oferece uma definição mais específica, descrevendo Jogging como correr em velocidade inferior a 6 mph (10 minutos por milha, ou 9,7 km/h e/ou 6,2 min/km).
ogging pode também ser usado como um aquecimento ou resfriamento para os corredores, antes ou após um treino ou corrida. Um corredor que acaba de completar uma rápida repetição de 400 metros em um ritmo de menos de 5 minutos por milha pode cair para um ritmo de 8 minutos por milha para uma volta de recuperação.

Parece, mas não é

Kuiper:
Gerard Peter Kuiper, batizado como Gerrit Pieter Kuiper (Harenkarspel, 7 de dezembro de 1905 — Cidade do México, 23 de dezembro de 1973) foi um astrônomo neerlandês, onde nasceu e cresceu, naturalizado nos Estados Unidos em 1933.
Gerard Kuiper descobriu duas luas de planetas no nosso Sistema Solar: uma lua de Urano, Miranda, e uma de Neptuno, Nereida. Sugeriu a existência de um cinturão de asteróides além da órbita de Neptuno, hoje designada como Cintura de Kuiper já que se conseguiu confirmar a sua existência. Kuiper foi também pioneiro na observação aérea por infravermelhos utilizado o avião Convair 990 nos anos 60.
Em 1959 recebeu a Henry Norris Russell Lectureship da Sociedade Astrónoma Americana e, na década de 1960, Kuiper ajudou na identificação dos locais de pouso na Lua para o projeto Apollo.
O asteroide 1776 Kuiper e crateras de impacto na Lua, Marte e Mercúrio foram baptizadas com o seu nome, em homenagem.

Cinturão de  Kuiper
Cinturão de Kuiper

7504 – Aniversário de São Paulo 2013 – Este ano tem bolo no Bixiga


SP-458 ANOS-ANIVERSARIO

Ele voltou, o tradicional e polêmico megabolo no bairro do Bixiga para comemorar o aniversário da nossa grande Sampa.
Tradicionalmente, todos os aniversários de São Paulo são comemorados com um bolo gigante. Para os 459 anos da cidade, a partir das 12h do dia 25 de janeiro, dez mil bolos de 350g cada são distribuídos no bairro do Bixiga.
A festa acontece no trecho entre a rua Rui Barbosa e a praça Dom Orionte. Os bolos são feitos nos sabores chocolate e laranja.
Antes da comemoração do bolo, às 10h, são realizados dois concursos no local, o de mulata mais bonita de São Paulo e um de modelos.
Tudo acontece gratuitamente em comemoração aos 459 anos de São Paulo.

Programação
Sexta-Feira, 25 de janeiro, a programação do aniversário de São Paulo promete agitar os paulistanos. Para comemorar os 459 anos da capital, foram organizados os mais diversos eventos para todos os tipos e gostos.
Os organizadores do festival Lollapalooza preparoram para o dia 25, comemoração também do aniversário da Galeria do Rock, uma série de quatro shows gratuitos na galeria. No line-up estão as bandas Tokyo Savannah, República, Revoltz SP e Name the Band.
No Parque Ibirapuera a fonte multimedia fará um show de luzes, música e imagens mostram a fundação da cidade e seus movimentos econômicos e urbanos ao longo da história. A Casa da Rosas recebe oSampoemas evento que durante todo o dia reúne palestra, espetáculo e improvisação coletiva de poemas.
O MIS traz para o público a 3ª edição do Conexão Cultural, que mistura exposições, show e feira gastronômica. Participam do evento o artista Eduardo Kobra e os chefs Lourdes Hernandez e Paulo Yoller.
No Memorial da América Latina, as 16h, um cortejo de baianas farão uma escultura uma lavagem da escultura de Mão, de Oscar Niemeyer, tudo isso, ao som do espetáculo de samba Samba de Sampa. Já as 19h, o quarteto vocal Trovadores Urbanos fazem uma Serenata para São Paulo com alguns dos maiores clássicos da música popular brasileira.

Esportes
O World Bike Tour chega em sua 5ª edição no Aniversário de São Paulo com uma expectativa de público de mais de é de 8 mil pessoas. O evento circula o mundo inteiro tendo passado por cidades como Madri, Lisboa e Porto.
Já os fãs da corrida poderão participas do já tradicional Troféu Cidade de São Paulo que chega a sua 15ª edição. A largada acontece noParque do Ibirapuera, a partir das 7h50. Uma alternativa para a corrida de rua é a Corrida Vertical, que acontece dentro do edifício Abril. Os participantes tem de subir 30 andares e 672 degraus para finalizar a prova.

Os restaurantes e bares da capital também não ficaram de fora das comemorações. Entre os destaques, restaurante Mercearia do Conde criou um menu especial para o aniversário da cidade inspirado no livro “A Culinária Paulista Tradicional”.
O Felix Bistrot oferece um cardápio especial com elementos que combinam com a cidade de São Paulo, como o Entrecôte ao molho Béarnaise com feijão Tropeiro ou Badejo grelhado sobre Arroz à Portuguesa. Já o Living Lounge Bar&Sushi vai oferecer três receitas tipicamente paulistanas e três drinks criados exclusivamente para celebrar o aniversário de São Paulo.

Cinema
Os fãs de cinema também poderão contar com uma ampla e diversificada programação durante o feriado. Destaque para os filmes indicados ao Oscar que ocupam as maiorias das salas de São Paulo, como Lincoln eO Mestre, que estréiam este final de semana.
Já quem quiser só uma diversão descompromissada com os filhos esta é a chance para assistir algumas animações que já estão em cartaz faz tempo, como A Origem dos Guardiões e Detona Ralph. Se você prefere filmes de ação vá de Jack Reacher, do Tom Cruise, ou O Último Desafio, de Arnold Schwarzenegger.
Já os fãs de arte poderão aproveita para visitar algumas exposições que também abrem as portas durante o feriado. Como Cápsula do Tempo: identidade e ruptura no vestir de Ney Matogrosso, contando detalhes sobre a carreira do cantor, e a 2ª Bienal Internacional Graffiti Fine Art, com ilustrações de naus de 50 artistas diferentes.

5602 – Olimpíadas – Competir é melhor do que guerrear


Luta corpo-a-corpo, provas de velocidade, saltos, arremesso de pesos e lanças e corridas de carros de guerra foram as modalidades esportivas praticadas nas primeiras Olimpíadas, criadas em 776 a.C. na cidade de Olímpia, Grécia, onde havia o mais importante templo grego dedicado a Zeus. Os Jogos Olímpicos, realizados de quatro em quatro anos, eram tão importantes entre os gregos que até guerras eram interrompidas no período das competições. Com as Olimpíadas nasce a noção de esporte como meio de confraternização entre os povos, pois as competições reuniam atletas vindos de colônias gregas espalhadas por toda a região do Mediterrâneo. As Olimpíadas duraram mais de 1 000 anos e só terminaram quando, em 394 d.C., o imperador romano Teodósio, convertido ao cristianismo, ordenou o fim da adoração a Zeus entre os gregos – que haviam sido dominados pelos romanos.
O americano Raymond Ewryo foi o atleta que mais ganhou medalhas em toda a história dos Jogos da Era Moderna, com dez medalhas conquistadas entre 1900 e 1908. Já o nadador Mark Spitz, também dos Estados Unidos, detém o recorde de medalhas numa mesma Olimpíada.
No ano de 1972, em Munique, Alemanha, ele conseguiu conquistar sete medalhas.
O homem mais rápido do mundo é o americano Maurice Greene. Ele quebrou o recorde dos 100 metros com 9,79 segundos, no dia 16 de junho de 1999, numa prova em Atenas, na Grécia. Greene conseguiu outros dois feitos memoráveis: pela primeira vez na história, desde 1960, quando o tempo eletrônico foi introduzido, um atleta superou o recorde com uma diferença de apenas 0,05 segundo – a marca anterior, de 9,75 segundos, pertencia ao canadense Donovan Bailey, que a havia estabelecido nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996. Greene também igualou o seu tempo ao de Ben Johnson, o canadense que, em 1998, havia atingido os mesmos 9,79 segundos. A diferença é que o recorde de Ben Johnson foi invalidado depois que testes comprovaram o uso de substâncias proibidas. Ao chegar ao mesmo resultado, Greene provou que é possível aos atletas quebrarem mesmo os recordes mais difíceis sem precisar recorrer a drogas.

• A atleta dos 100 metros mais rápida de todos os tempos é Florence Griffith Joyner, também dos Estados Unidos, conhecida como Flo-Jo. Sua marca, de 10,49 segundos, foi estabelecida em 1988.
• O maratonista mais rápido do mundo é o marroquino Khalid Khannouchi. Em 1999, em Chicago, nos Estados Unidos, ele terminou a prova em 2 horas, 5 minutos e 42 segundos.

5269 – Atletismo – Qual é o recorde de velocidade em corridas?



As corridas de velocidade são disputadas por homens e mulheres em separado.
Nos 60 metros, o record do mundo é detido pelo atleta norte-americano Maurice Greene com o tempo de 6.39 segundos.
100 Metros – Muitas vezes o detentor do record nesta distância é considerado ” o homem/mulher mais rápido do mundo”. O atual record é de 9.69 conseguido por Usain Bolton da Jamaica nos Jogos Olímpicos de Pequim a 16 de Agosto de 2008.
Os 100 metros rasos foram introduzidos no programa olímpico em Jogos Olímpicos de Verão de 1896 para homens e nos Jogos de 1928 para mulheres. Os primeiros campeões olímpicos foram, respectivamente, Tom Burke e Betty Robinson dos Estados Unidos da América.

Florency, a recordista polêmica

O recorde mundial dos 100 metros masculinos pertence a Usain Bolt, da Jamaica, obtido durante o Campeonato Mundial de Atletismo em Berlim, na Alemanha, em 16 de agosto de 2009, com a marca de 9,58 segundos.
Na prova feminina, O record do mundo ainda é 10.49 segundos e foi conseguido pela incrível Florence Griffith-Joyner,estabelecido em Indianápolis em 1988. Falamos dela em um outro capítulo do ☻ Mega sobre o dopping.
400 Metros – Os 400 metros é uma prova que dá uma volta á pista na linha interior. Os corredores são colocados na posição de partida de maneira que assegure que cada um corre a mesma distância.
Embora esta prova seja de velocidade, tem que se utilizar tácticas na corrida;
de fato os 400 metros tem tempos finais 4 vezes o tempo dos 100 m.O record do mundo é detido por Michael Johnson com o tempo de 43.18 segundos.