8812 – Vitamina E na gravidez pode prevenir hipertensão nos filhos


Uma pesquisa feita com ratos como cobaias sugere que a administração em grávidas desnutridas de um tipo ativo de vitamina E, o alfa-tocoferol, durante o período perinatal (gestação ou o período que vai da fertilização até o nascimento) pode ajudar a prevenir o surgimento de hipertensão nos filhos quando adultos.
O efeito ocorre porque a vitamina E tem propriedades antioxidantes que ajudam a prevenir a formação de radicais livres na gravidez, afirma a professora. “O tocoferol age principalmente prevenindo o estresse oxidativo. No entanto, há ações genômicas [da vitamina] das quais ainda pouco se sabe.
Na pesquisa, fêmeas grávidas de ratos foram submetidas à desnutrição. Nessa situação, elas tiveram “estresse oxidativo”, ou seja, formação de radicais livres. No período de gravidez, estas moléculas mudaram a expressão de alguns trechos do DNA do feto, prejudicando seu funcionamento. “Afeta a vida inteira do filhote, [a expressão] do gene fica modificada”.
Nos testes com ratos, a administração da vitamina em fêmeas grávidas e desnutridas foi satisfatória em prevenir que os filhotes tivessem hipertensão. No entanto, efeitos colaterais podem surgir e ainda demandam outras pesquisas para serem conhecidos.
A pesquisa é um passo para saber como os radicais livres influenciam no aparecimento da hipertensão.
Em populações humanas, quadros de hipertensão em adultos que tiveram mães desnutridas foram identificados em várias regiões e épocas, afirma a professora da UFPE. Ela relata terem surgido populações na Holanda com hipertensão e função renal comprometida após a Segunda Guerra Mundial, por conta da desnutrição das mães na gravidez. Casos foram identificados entre aborígenes australianos, indígenas americanos e famílias europeias no pós-guerra.

8093 – Vitaminas C e E podem evitar Catarata


Cientistas canadenses sugerem que as vitamines C e E previnem a catarata, doença que deixa opaco o cristalino, a lente natural do olho. Como o mal atinge duas em cada dez pessoas entre 60 e 70 anos, os pesquisadores analisaram a alimentação de pessoas sadias e enfermas nessa faixa etária e descobriram que as primeiras consomem o dobro de vitamina E e quatro vezes mais vitamina C. As principais fontes de vitamina E sãos leite, ovos e verduras verde-escuras; de vitamina C, as frutas cítricas. As duas vitaminas, por serem antioxidantes, poderiam impedir as células do olho de ficar opacas. Um oftalmologista, da Escola Paulista de Medicina, adverte, porém: “Não há dose de vitamina que, evite a catarata em pessoas com tendência ao problema e que ficam muito expostas ao sol”.