13.407 – Geografia – Ilhas Famosas e Abandonadas


Hashima (Japão) – No século 19, os japoneses descobriram que esta ilha possuía fartas minas de carvão e começaram a povoar o lugar para explorar o minério. Prédios foram construídos para servir essas pessoas, incluindo um hospital e uma escola. Nos anos 50, o lugar chegou a ter mais de 5 mil moradores. Em 1974, porém, a exploração parou e os habitantes se foram (Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)

hashima

 

Holland Island (EUA) – Esta ilhota na Baía de Chesapeake (EUA), banhada pelo Oceano Atlântico, ganhou muitos habitantes no século 19 devido ao boom da pesca e da agricultura. Em 1920, havia 360 residentes e a ilha chegou a ter 70 estruturas, incluindo uma igreja. No entanto, a erosão do solo diminuiu a área da ilha até que ela desaparecesse completamente em 2012 (Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)

holand_island

Poveglia (Itália) – É dividida em três pequenas ilhas. Uma delas abriga um forte octogonal construído no século 17. No século seguinte, virou ponto de parada de navios que iam para Veneza – até que dois deles atracaram com pessoas infectadas pela peste. Mais recentemente, no século 20, as estruturas foram transformadas num sanatório, até o local ficar desabitada nos anos 60. Hoje, a ilha italiana tem fama de ser assombrada (Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)

Hirta (Escócia) – Esta ilha a 180 km da costa escocesa foi habitada até 1930, quando os últimos residentes foram embora. Hoje abriga uma estação de monitoramento de mísseis, mas não tem nenhum residente fixo. Mas há até um bar lá para atender os funcionários e marinheiros que passam por ali (Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)

North Brother Island (EUA) – Esta ilha e sua “irmã”, a South Brother, ficam pertinho de Manhattan, em Nova York. Durante um tempo, a North Brother abrigou um hospital especializado em doenças que exigiam quarentena, como varíola e tuberculose. Depois, virou um centro de reabilitação para dependentes químicos, que fechou nos anos 60. A ilha está desabitada desde então (Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)

Spinalonga (Grécia) – Fortificada no século 16 para proteger o continente contra piratas e invasores, a ilha, que fica na Grécia, foi tomada pelos otomanos no século 18. No século 20, foi uma colônia para leprosos, o que alimenta boatos de que é assombrada. Hoje está desabitada, mas é muito visitada por turistas (Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)

spinalonga

10.635 – A Casa do Terror – Escola Pública de Manhattan 186


Visual externo da sinistra escola
Visual externo da sinistra escola

Você não precisa sobreviver ao apocalipse para ver como as grandes cidades vão ficar depois dele. Você pode simplesmente observar exemplos do mundo pós-apocalíptico escondidos bem no meio da nossa civilização:
É hoje um prédio abandonado tomado por árvores que crescem para fora das janelas e atestam o fato de que ninguém usa o local há mais de 40 anos. Dentro, pilhas de escombros e cadáveres de animais espalhados completam o look sinistro. A escola, aberta em 1903, começou a ter problemas na década de 1970. Como não atendia aos códigos de segurança contra incêndios, as portas do piso térreo tinham que permanecer abertas o tempo todo para garantir que as crianças não ficassem presas. Essas portas abertas atraíram criminosos que roubavam os pais dos alunos, e uma professora auxiliar chegou até a ser estuprada em sala de aula. Quando os inspetores de incêndio constataram que o alarme da escola não funcionava, em 1972, o prédio declarou seu fim, finalmente fechando em 1975. A escola deveria ter sido renovada em 1980, mas o “Boys and Girls Club of Harlem“, que comprou o edifício, decidiu demoli-lo em vez disso. Moradores pediram para salvar o prédio, mas os proprietários disseram que ficaria muito caro. Enquanto o embate segue, o local parece cada vez mais com um estúdio de filmagem de “Eu Sou a Lenda”.