9400 – Mega Personalidades – Nelson Mandela – 1918-2013


História de um Mito:
mandela_escritoriodedireito_1952

1918…………………………………………………
Rolihlahla Mandela nasce no pequeno vilarejo de Mvezo, na África do Sul, no dia 18 de julho.

1925…………………………………………………
É o primeiro membro de sua família a frequentar a escola. Um professor passa a chamá-lo de “Nelson”, nome que adotou dali em diante.

1941…………………………………………………
Mandela voa para Johanesburgo, fugindo de um casamento arranjado. Lá conhece Walter Sisulu e começa a trabalhar em sua empresa de advocacia.

1943…………………………………………………
Inicia um curso de Direito, na Universidade de Fort Hare. Por se envolver com greves estudantis, acaba sendo expulso e atrasa sua graduação.

1944…………………………………………………
Depois de entrar no Congresso Nacional Africano, ele e 60 outros membros jovens formam a Liga da Juventude do CNA. Mandela se casa com Evelyn Ntoko Mase.

1948…………………………………………………
O governo, liderado pelo Partido Nacional, oficializa a política de segregação racial do apartheid. O CNA inicia uma campanha de resistência pacífica contra as leis.

Antes da prisão (1918 – 1962)
Mandela iniciou sua militância política antes mesmo de terminar a faculdade de Direito, ao se unir ao Congresso Nacional Africano (CNA) – organização que tinha como principal objetivo combater a segregação racial no país. Após divergências com a cúpula da entidade, Mandela e outros membros formaram a Liga da Juventude do CNA, que defendia uma postura mais agressiva frente ao governo, embora sem uso da violência.
O embate ficaria ainda mais duro após 1948, quando chegou ao poder o Partido Nacional, que oficializou o apartheid. Depois do massacre de Sharpeville – em 1960, quando a polícia sul-africana atirou contra manifestantes negros desarmados –, Mandela passou a defender a resistência armada e coordenou uma campanha de sabotagem contra alvos militares e do governo. Acabou preso, sob a acusação de traição e terrorismo.

1952
Mandela obtém a licença para advogar e cria a primeira firma de advocacia de negros da África do Sul, com Oliver Tambo, também membro do CNA.

1953…………………………………………………
O CNA, temendo ser banido, encarrega Mandela de assegurar que o partido trabalhe clandestinamente.

1956
Ao lado de outros 155, Mandela é preso por traição. Depois de um julgamento de quatro horas, as acusações são retiradas.

1957…………………………………………………
Mandela e Evelyn Mase se divorciam. Ele se casa posteriormente com Winnie Madikizela, com quem ficaria até 1996.

1960…………………………………………………
A polícia mata 69 pessoas e fere 180, incluindo mulheres e crianças, em um protesto de negros em Sharpeville. Um estado de emergência é declarado, e o CNA, banido.

1961…………………………………………………
O CNA conclui que seu protesto pacífico não é suficiente para combater o apartheid e forma um braço armado: o Umkhonto we Sizwe (“Lança da Nação”).

1962
Depois de um ano na clandestinidade, Mandela é preso por deixar o país ilegalmente. Ele é sentenciado para ficar cinco anos na cadeia.

mandelaforfreedom_1962

mandela morte

6458 – Mega Almanaque – O Estádio Soccer City de Johanesburgo


Construído em 1987 e parcialmente demolido para o evento da Copa do Mundo da África do Sul, este estádio no Soweto, o distrito em que viveu Nelson Mandela, tem uma capacidade para 94.700 pessoas. A abertura do torneio aconteceu em 11 de junho de 2010 e a decisão exatamente 1 mês depois.O desenho do estádio foi inspirado na cerâmica tradicional sul-africana.
Após a reforma, se tornou o maior estádio da África. A maioria dos grandes acontecimentos futebolísticos da África do Sul se desenvolviam, já que se adapta melhor a estes eventos que fica ao redor do Ellis Park Stadium, onde se disputou a final da Copa do Mundo de Rugby de 1995. Soweto e o Centro Nacional de Exposições, em Nasrec estão em suas proximidades.
Uma vez reformado, voltou a receber as partidas internacionais da Seleção Sul-africana de Futebol.
No Soccer City foi disputado a final da Copa das Nações Africanas de 1996, na qual à Seleção Sul-Africana de Futebol consagrou-se campeã.
Também tem sido cenário do primeiro discurso inumerável de Nelson Mandela, depois sua liberação em 1990. Em 1993, celebraram-se no estádio os funerais por Chris Hani, o líder do SACP.
O Soccer City abrigou em 11 de junho de 2010 a partida inaugural do campeonato, e mais quatro partidas da primeira rodada, uma partida das oitavas de final, outra das quartas de final e a grande final.
O estádio foi submetido a uma importante renovação para o torneio, com um novo desenho inspirado na cerâmica tradicional africana. O nível superior se estendeu em todo o estádio para aumentar a capacidade para 94.700 espectadores, com 99 suítes executivas.
Incluiu a construção de uma cobertura elíptica, novas instalações de vestuários e nova iluminação. As obras foram adjudicadas ao consorcio Grinaker-LTA, e começaram em fevereiro de 2007 e terminaram em 2009.

5337 – Existe terrorismo bom?


Mandela: Ex terrorista ganhou o Nobel da Paz merecidamente

4 Terroristas já ganharam o Nobel da Paz:
Ele escondeu seus homens na mata e distribuiu armas, seu grupo explodiu bombas, sabotou fábricas, atirou em guardas desprevenidos, espalhou pavor na manutenção. Até que foi preso e condenado a prisão perpétua. Seu nome: Nelson Mandela, que foi presidente e em seguida se aposentou, após 30 anos cumprindo pena. Em 1993, pendurou no pescoço a medalha dourada do Nobel da Paz. Por que não? Benjin e Arafat também ganharam o prêmio, apesar de ambos terem explodido bombas na juventude. Foram agraciados por conseguirem trégua no conflito que ajudaram a começar. A atuação dos EUA durante a Guerra Fria, apoiando o terrorismo na América Latina, financiando grupos de oposição a países comunistas e fortalecendo extremistas também é condenável. Tal política foi conduzida pelo então secretário de estado Henry Kinssinger, que também ganhou o seu Nobel da Paz em 1973 pelo fim da Guerra do Vietnã.
Mas, a História tem exemplos de quem se recusou a matar inocentes por uma causa. É o caso de Gandhi, o herói da independência indiana, que pregava a resistência pacífica aos colonizadores ingleses. Mas ele não ganhou o Nobel da Paz.