8735 – Ecossistema – Lagos e Pântanos


lagoa dos patos

Possuem uma particularidade: Vida Breve.
Mas na verdade, trata-se de milhares de anos, um período muito extenso quando comparado ao da vida humana, porém, muito curto em confronto por exemplo, com os milhões de anos necessários para que a água e outros agentes naturais posssam erodir completamente uma montanha. Um lago começa a envelhecer quando suergem vestígios de plantas aquáticas em sua superfície. A difusão destas provoca o aparecimento de lodo e detritos, que rompem o equilíbrio natural do lago, acabando por transforma-lo num pântano. Após outros ciclos evolutivos, chega ao estado de mata ou floresta. A maioria dos lagos não supera os 300 km² de área e apenas 30 alcançam mais de 5 mil km²; entre estes, figuram os grandes lagos norte-americanos (Huron, Michigan, Ontário) e alguns asiáticos (Cáspio,Aral,Baikal) e africanos (Vitória, Tanganica,Niassa); o recorde pertence ao Mar Cáspio, na fronteira da Rússia com o Irã, com 371 mil km². No Brasil, os maiores lagos são chamados de lagoas:
Patos, 9850 km², Mirin,2847 km². Quase todos acima do nível do mar, alguns a mais de mil metros, como o Vitória e o Tama na África. Excessões ficam por conta do Macaraíbo, no nível do mar e o Mar Morto, a 392 metros abaixo do nível do mar.

Pântano é uma área plana de abundante vegetação herbácea e/ou arbustiva que permanece grande parte do tempo inundada. Os pântanos surgem geralmente em áreas onde o escoamento das águas é lento. Desta forma, a massa orgânica presente nas águas se decompõe no próprio local.
No litoral brasileiro, em toda a planície costeira, existem pântanos chamados de mangues. Têm fauna e flora peculiares adaptados à salinidade e ao fluxo das marés, com grande biodiversidade devido à mata atlântica contígua.
No interior do Brasil, o chamado Pantanal Mato-grossense se estende pelos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além de países vizinhos, como o Paraguai, onde é chamado de Chaco. Esta região, apesar da nomenclatura, não é exatamente um pântano, pois fica inundada apenas durante alguns meses. Nos outros, com o solo mais seco, se permite ao pastoreio, pois a água da região pantaneira retorna aos leitos normais dos rios da região e às lagoas, nas suas margens.
A Bacia Amazônica e sua imensa planície, maior bacia hidrográfica do planeta, também é um imenso caudal pantaneiro, devido à grande concentração de rios, cuja biodiversidade é gigantesca.