8635 – Catolicismo – Vinda do Papa ao Brasil


papa-francisco-no-brasil

No dia 22 de julho, o papa Francisco embarcou no aeroporto de Roma, para seguir o seu destino de viagem à cidade do Rio de Janeiro, Brasil, para participar da Jornada Mundial da Juventude 2013. Ainda no avião, a poucas horas de desembarcar, declarou:
“Estou chegando no Brasil em algumas horas e meu coração já está cheio de alegria, porque em breve estarei com vocês para celebrar a 28ª JMJ”.
O pontífice desembarcou por volta das 16h na base Aérea do Aeroporto do Galeão, onde foi recepcionado por autoridades da Igreja Católica, pela presidente Dilma Rousseff e demais autoridades brasileiras.
O papa Francisco viajou ao lado do secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone; do substituto (“número três’ do Vaticano) da Secretaria de Estado, arcebispo Giovanni Angelo Becciu; e de integrantes desse departamento. Em sua chegada ao Brasil, a imprensa internacional destacou o duplo desafio que o papa teria pela frente: o de conter o avanço das religiões evangélicas pentecostais e reconquistar os católicos afastados da igreja, considerando a queda do número de católicos no país.
Para se aproximar mais do povo e dos jovens que vieram de todas as partes do mundo para participarem da JMJ Rio 2013, o pontífice solicitou cumprir o trajeto do aeroporto até a garagem do Teatro Municipal de carro, porém, no decorrer da Avenida Presidente Vargas, o motorista errou a via e seguiu por uma das vias laterais destinadas aos ônibus e táxis, consequentemente, o carro do papa Francisco ficou preso no trânsito e cercado por seguidores e fãs.
Após alcançar a Catedral Metropolitana, subiu no “papamóvel” e continuou seu trajeto pelas ruas do centro do Rio de Janeiro, sendo muito aclamado. No Palácio Guanabara, sede do Governo do Estado do Rio de Janeiro, realizou discurso ao lado da presidente Dilma Rousseff, na mesma reunião foi realizada a recepção protocolar realizada pela presidente da república Dilma Rousseff, pelo governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e pelo prefeito da cidade, Eduardo Paes.
Em seu primeiro discurso oficial, papa Francisco declarou não trazer nem prata e nem ouro, mas trouxe o que de mais valioso recebeu em sua vida, Jesus Cristo.
Na manhã do dia 24 de julho, rezou missa na igreja de Aparecida, posteriormente, passeou em seu papamóvel pelas principais ruas de Aparecida, com planejamento de desfilar novamente pelas ruas do Rio de Janeiro no final da tarde do mesmo dia.