10.218 – Mega Techs – O GPS


GPS-Gr

Agora você não precisa mais ficar perdido que nem cego em tiroteio, nem depender de pedir informações pra estranhos que nem sempre são bem intencionados. Chegou há alguns anos o GPS e que hoje custa preço de banana e muitos aparelhos celulares já vêm com o recurso embutido.
O GPS, do inglês “Global Positioning System”, nasceu no braço tecnológico da estratégia bélica dos Estados Unidos, através do desenvolvimento de melhoras destinadas a superar os graves problemas logísticos que deveriam enfrentar, tanto a Força Aérea como a Marina, durante a Guerra do Vietnã.
Até então, o sistema empregado para a navegação e posicionamento era o LORAN, operativo utilizado desde a Segunda Guerra Mundial, que, apesar de funcionar baixo qualquer condição climática, baseava-se em rádio-frequências que somente permitiam obter posições bi-dimensionais e com escassa precisão.
Utilizando os avanços da tecnologia de satélite da ex URSS e de seu satélite Sputnik I, os Estados Unidos desenvolveram o primeiro sistema baseado em satélites, e, a partir de 1959, foi lançado ao espaço o primeiro deles. Assim que o sistema começou a funcionar em rede, originalmente planejado para operar a frota naval norte-americana, foi notória a capacidade em potência para o ordenamento a nível global, também o das posições civis.
Tanto foi que, a partir de 1960, foi sugerido o primeiro sistema de posicionamento de três dimensões, direcionado para veículos em movimento em alta velocidade: o primeiro protótipo do GPS. Medindo o tempo que os sinais de satélite demoravam a chegar, era possível determinar a posição de qualquer usuário no mundo.
Após algumas etapas experimentais, em 1973, decidiu-se pela unificação de diversos sistemas num único sistema de navegação potente, dando origem à rede NAVSTAR, que a partir de 1985, já contava com onze satélites em órbita. Após a queda da União Soviética, os Estados Unidos liberaram a utilização do GPS para a aviação civil e, em 1991, o expandiram para uso comercial e residencial.
Em 1995, durante o governo Clinton, os sinais de GPS foram abertos à Comunidade Internacional e o sistema de navegação NAVSTAR encontrou-se totalmente desenvolvido e em pleno funcionamento.

4988 – Adeus Sequestro – Espião na pele


Soldados e aventureiros de fim de semana que se perdem na mata depois de expedições mal planejadas poderão contar, em breve, com uma ferramenta útil. É um minúsculo GPS (sigla em inglês para sistema de posicionamento global) inserido sob a pele. A novidade está sendo desenvolvida pela empresa americana Applied Digital Solutions, já terminou o primeiro protótipo.
Satélites rastreiam o GPS para determinar a posição do seu portador em terra.
1. Satélites enviam sinais para um GPS em miniatura, inserido sob a pele.
2. Os sinais são enviados por ondas de rádio para um computador, que calcula a posição precisa do aparelho.