10.241 – Marketing Terrorista – Oportunistas marketeitos fazem campanhas difundindo falsas ideias


Se você não lê, fica desinformado e cai na conversa dos marketeiros....
Se você não lê, fica desinformado e cai na conversa dos marketeiros….

É verdade que os problemas sociais no Brasil e no mundo não foram resolvidos, e talvez jamais o sejam. Mas houveram avanços e hoje o grupo de indivíduos que passam fome no Brasil já é minoritário. Se limitam a casos de regiões distantes do norte e nordeste ou de pedintes marginalizados nas áreas metropolitanas, em geral usuários de crack, esses sim estão se expandindo de forma alarmante, mesmo apesar de diversas tentativas das autoridades locais de minimizar o problema.
Mas vejamos qual é o verdadeiro problema relacionado a alimentação:

Obesidade já mata mais gente do que fome
Um trabalho gigantesco, produzido por 500 cientistas de 300 instituições – que analisaram 187 países ao longo das últimas quatro décadas. É o Global Burden of Disease (“Peso Global das Doenças”), que acaba de ser publicado e é o maior estudo já realizado sobre a saúde da humanidade. Ele traz duas grandes conclusões. A boa é que a expectativa de vida aumentou em praticamente todo o mundo, e as mortes relacionadas à subnutrição caíram de 3,4 milhões, em 1990, para 1,4 milhão em 2010, último ano analisado pelo estudo. Em 1990, a subnutrição era a doença com maior “peso”, ou seja, aquela que mais tirava anos de vida saudável da humanidade. Agora, ela despencou para oitavo lugar. Mas a obesidade, eis a má notícia, subiu de décimo para sexto – e a má alimentação, com uma dieta pobre em nutrientes, aparece em quinto (os quatro maiores fatores de risco são pressão alta, tabagismo, uso de álcool e poluição). “As dietas pobres em frutas, verduras e grãos integrais têm impacto surpreendente”, escrevem os autores do estudo.
A pesquisa constatou que, entre 1990 e 2010, a expectativa de vida global dos homens subiu de 62,8 para 67,5 anos, e a das mulheres subiu de 68,1 para 73,3. Ou seja: as mulheres ampliaram em seis meses a vantagem que levam sobre os homens.
Mas nem todos os países evoluíram. Na Bielorússia, os homens perderam 1,4 ano por causa do aumento no consumo de álcool. E Lesoto, na África, viu sua expectativa de vida desabar – regrediu 12,2 anos entre os homens e 14,7 entre as mulheres – devido à epidemia de Aids.

5413 – Por que comida apetitosa dá “água na boca”?


Isso acontece porque o organismo já está se preparando antecipadamente para a digestão. A visão do prato e seu cheiro estimulam o cérebro, que, por sua vez, aciona as glândulas produtoras de saliva, secreção que tem a função de ajudar o aparelho digestivo a decompor a comida ingerida. Essa reação é um exemplo de reflexo condicionado, descoberto pelo fisiologista russo Ivan Pavlov (1849-1936) em um experimento clássico. Toda vez que alimentava um cão com um pedaço de carne, Pavlov fazia soar antes uma campainha. Resultado: sempre que ouvia esse som, o cachorro começava a salivar, mesmo sem ver a carne nem sentir seu cheiro, prova de que havia sido criada, em seu cérebro, uma associação entre a campainha e a hora em que o alimento era servido.
O curioso é que a quantidade de salivação varia de acordo com o estado motivacional da pessoa. “Um indivíduo faminto tende a salivar muito mais diante de um prato de comida do que alguém com menos fome”.
USP

5158 – Aniversário de São Paulo – O Bolo do Bixiga


O bolo mais famoso de São Paulo, que já rendeu reportagens até em jornais e televisões da Europa, foi idealizado em 1985 por Armando Puglisi, mais conhecido como Armandinho do Bixiga. Com a idéia em prática, em sua primeira edição o bolo atingiu 1800 metros. Desde então, vem sendo realizado todo ano e já entrou para o Guiness Book como maior bolo de aniversário do mundo.
Ele Voltou
Interrompido no ano passado por falta de patrocínio o bolo do Bixiga voltou este ano (2012).
Porém, o bolo retorna com recato. Se os anteriores ganharam fama pelo tamanho – o último tinha 454 metros, este vem com 4,58m. Não causaria furor numa festa de casamento.
A dimensão com a centimetragem quebrada tem sua razão de ser, pois a medida do bolo, tradicionalmente, registrava a idade da cidade. Na hipótese dessa tradição ser mantida, é possível que ele venha a ser proibido novamente, pois sua suspensão se deveu ao gigantismo. Ou melhor, às cenas pouco elegantes que provocava e que geraram protestos candentes. As pessoas, às centenas, se atiravam freneticamente àquele mar de bolo colocado sobre pranchas em cavalete, levando sacolas para transportar blocos de bolo, pisoteando glacê e marshmellow que ficavam pelo chão naquela correria.
Mega Opinião:
A idéia do bolo embora seja nobre, para homenagear a cidade, não termina bem. O que se vê são gente muito mal educada e que não entende a motivação do bolo. Ele não foi feito para matar a fome da população, mas sim para celebrar. Portanto sou contra a sua realização, pelo menos até que o povo aprenda a ter mais educação.
Outras opções de lazer:
Haverá corridas, passeios ciclísticos, exposição em museus e etc.
Na Cinemateca de SP também haverá uma mostra de Cinema.

5083 – A Ditadura da Magreza


Num trabalho com 140 modelos acima de 18 anos que apresentavam IMC médio de 17,6, ou seja, abaixo do desejavel; 9 a cada 10 entrevistadas disseram que se pudessem fariam a lipoaspiração. Uma delas com 1,80 m e 55 quilos afirmou que gostaria de ser submetida a uma cirurgia de redução de estômago.
Profissionais de moda tem o dobro do risco de desenvolver problemas alimentares. O biotipo mais procurado e aplaudido pela indústria da moda é o de poucas curvas e quadris estreitíssimos, corpo característico de adolescentes. Os estilistas querem modelos com quadris de no máximo 90 cm, características pouco comuns para quem mede mais de 1,75 m; ou seja, só passando fome mesmo.
Propostas para aumentar o índice mpinimo para 18 ( o parâmetro mínimo para uma vida saudável) não foram adiante.