13.347 – Cinema – Cegos, Surdos e Loucos


LOUCOS
Comédia

Enredo
O dono de uma banca de jornais, Dave Lyons (Gene Wilder), que é surdo, dá um emprego para Wallace “Wally” Karue (Richard Pryor), que é cego. Perto da banca há um assassinato cometido por Eve (Joan Severance), uma matadora profissional, mas a vítima conseguiu se livrar de uma aparente moeda (na verdade um supercondutor de energia) misturando com outras moedas, que haviam na banca. Wally ouviu um tiro e Dave só viu as pernas de Eve, mas quando a polícia chega os dois são presos como suspeitos. Como Eve e seu cúmplice inglês, Kirgo (Kevin Spacey), não encontram na valise da vítima o material “encomendado” pelo mandante, Sutherland (Anthony Zerbe), então Eve e Kirgo se passam por advogados que querem libertar os acusados, pois têm certeza que a “moeda” está com eles. Mas Wally e Dave fogem e são perseguidos, pela polícia e pelos bandidos.

Elenco:
Gene Wilder
Nome de nascimento: Jerry Silberman
Nacionalidade: Americano
Nascimento: 11 de junho de 1933 (Milwaukee, Wisconsin, EUA)
Falecimento: 28 de agosto de 2016 com a idade de 83 anos

Gene Wilder

Richard Pryor
Nacionalidade: Americano
Nascimento: 1 de dezembro de 1940 (Peoria, Illinois, EUA)
Falecimento: 10 de dezembro de 2005 com a idade de 65 anos

Superman III
1983
real : Richard Lester
Richard Pryor
COLLECTION CHRISTOPHEL

Parceria
Este foi o 3º de 4 filmes em que Gene Wilder e Richard Pryor (ambos já falecidos) atuaram juntos. Os demais foram O Expresso de Chicago (1976), Loucos de Dar Nó (1980) e Um Sem Juízo, Outro Sem Razão (1991).
Estudo
Gene Wilder foi à Liga de Deficientes Auditivos de Nova York, como forma de estudar para seu personagem. Foi lá que conheceu sua futura esposa, Karen Boyer.

12.458 – Cinema – Mel Brooks


melbrooks__120530014715-e1338342476832
Mel Brooks, nome artístico de Melvin Kaminsky, (Nova Iorque, 28 de junho de 1926) é um ator e cineasta norte-americano de origem judaica.
Sua estreia no cinema foi The Producers, uma comédia de 1968 que escreveu e dirigiu. Apesar de críticas divisivas e baixo faturamento, Brooks acabou vencendo o Oscar de Roteiro Original, e anos depois criaria uma versão musical do filme para a Broadway (gerando uma refilmagem em 2005). A partir daí se tornou especializado em paródias, seguindo o caminho aberto ao parodiar o Filme de espionagem com Agente 86: a partir da década de 70 Brooks faria o mesmo com os gêneros western (Banzé no Oeste), terror (Young Frankenstein e Dracula: Dead and Loving It), aventura (A louca louca história de Robin Hood), Suspense (Alta Ansiedade), épico-histórico (História do Mundo – parte 1), ficção científica (S.O.S. – Tem um louco solto no espaço) e cinema mudo (A última loucura de Mel Brooks).
Sua produtora Brooksfilms também foi responsável por aclamadas produções não-cômicas, como os dramas biográficos O Homem Elefante (estreia americana do realizador britânico David Lynch) e Frances, e o remake de ficção científica A Mosca.
Gosta de dirigir um grupo seleto de comediantes, que se repetem em seus filmes, sejam como protagonistas, sejam em participações especiais: (Gene Wilder, Dom DeLuise — que apareceu em 12 filmes de Brooks — Madeline Kahn), além de sua esposa Anne Bancroft que trabalhou com ele em Sou oou Não Sou? e A Última Loucura de Mel Brooks.
Tem uma extensa filmografia, incluindo sucessos dos anos 80, História do Mundo 1ª Parte e To Be Or Not To Be, ocasião em que também gravou as músicas Its good to be the king e To Be Or Not To Be.
Ganhou o Óscar de Melhor Argumento Original, por seu trabalho em “The Producers” (1968).
Recebeu uma nomeação ao Óscar, na categoria de Melhor Argumento Adaptado, por seu trabalho em “Young Frankenstein” (1974).
Recebeu uma nomeação ao Óscar, na categoria de Melhor Canção Original, pela canção “Blazing Saddles”, de “Blazing saddles” (1974).
Recebeu duas nomeações ao Globo de Ouro, na categoria de Melhor Actor – Comédia/Musical, pelo desempenho em “Silent movie” (1976) e “High anxiety” (1977).
Recebeu uma nomeação ao Globo de Ouro, na categoria de Melhor Argumento, por “The Producers” (1968).
Recebeu uma nomeação ao BAFTA, na categoria de Melhor Argumento, por “Blazing saddles” (1974).
Mel Brooks é uma das poucas pessoas a receberem um Óscar(prêmio de cinema),um Grammy(prêmio de música),um Emmy(prêmio de TV) e um Tony(prêmio de teatro).Todos esses prêmios,os maiores em sua categoria:Cinema, Música, TV e Teatro.

10.049 – Cinema – O Último Americano Virgem, a comédia que virou tragédia


ÚLTIMO AMERICANO VIRGEM

Se você riu o filme todo, não deve ter achado nada engraçado o final dessa famosa comédia dos anos 80 e que já foi ao ar pela TV brasileira várias vezes pela sessão Cinema em Casa do SBT.
Enredo:
Gary (Lawrence Monoson) é um entregador de pizza de Los Angeles. Com seus amigos, aproveita todas as loucuras da juventude na escola e nas festas, se metendo em diversas confusões. Até que Karen (Diane Franklin), uma linda garota, se muda para a vizinhança, despertando a paixão em Gary. Mas ela acaba se aproximando de Rick (Steve Astin), o conquistador da turma. Após uma noite de amor, na primeira vez dela, Rick engravida Karen e a abandona. Mas Gary se prontifica a ajudá-la, dispondo de suas economias e a leva a um médico para realizar um aborto. Quando finalmente tudo parece caminhar para um final feliz, na festa de aniversário de Karen, ele flagra a moça novamente nos braços de Rick, e volta para casa aos prantos. Esta comédia se tornou um raro exemplo de filme em que o protagonista não tem seu famoso “final feliz”.

1995-Cinema:Penetras Bons de Bico


Poster do filme,clic para ampliar

Uma comédia muito boa, com algumas picardias, filme de 2005
Penetras Bons de Bico
(Wedding Crashers, 2005)

• Direção: David Dobkin
• Roteiro: Steve Faber, Bob Fisher
• Gênero: Comédia/Romance
• Origem: Estados Unidos
• Duração: 119 minutos
• Tipo: Longa-metragem

Sinopse
John (Owen Wilson) e Jeremy (Vince Vaughn) são amigos de longa data, sendo que trabalham juntos como mediadores de divórcios. A dupla tem como hobby ir a festas de casamento nos fins de semana sem serem convidados, com o objetivo de seduzir mulheres que se entusiasmam com a simples idéia de se casar. Até que conhecem Claire (Rachel McAdams), uma jovem noiva que é também filha de um influente político (Christopher Walken), que faz com que a dupla entre em sérios apuros.