11.181- Geografia – O Atol


Veja como se forma um atol
Veja como se forma um atol

Um Atol é uma ilha oceânica em forma de anel com estrutura coralínea e de outros invertebra­dos, constituindo em seu in­terior uma lagoa, sem nenhuma aparente conexão com as rochas da Crosta.
Um atol começa pela formação de um recife costeiro de corais ao redor de uma ilha vulcânica. À medida que esta ilha vai afundando o recife vai se acumulando e crescendo para fora em busca de águas mais ricas em nutrientes e transformando-se num recife de barreira. A parte central, com menor circulação de água fica preservada como uma laguna interior.

8453 – Corais: esqueletos de cálcio formam muro no mar


Não confunda, você está no ☻ Mega Arquivo

Os corais são pequenos bichos marítimos que constituem colônias e, ao morrer, deixam um esqueleto de carbonato de cálcio, que forma a base dos recifes. Aqueles que ainda estão vivos ficam próximos à superfície.
“Existem três tipos de recifes de coral”, explica uma bióloga da Universidade de São Paulo. O chamado recife de franja é formado por colônias que se fixam na praia e se estendem por até 400 metros mar adentro.
Quando a praia sofre erosão, a formação se separa do continente e vira um recife de barreira. O mais famoso é a Grande Barreira de Coral, na Austrália, com 2 000 quilômetros de extensão. O atol é o terceiro tipo. Ele é um recife que se forma ao redor de uma ilha, geralmente vulcânica. Quando ela é erodida ou afunda, sobra o atol.

Há três tipos diferentes de formação coralínea.
Franja

Os corais de franja crescem como extensão da praia, seja em uma ilha ou continente.

Barreira
Quando a praia é erodida, aparece um lago entre ela e o coral, surgindo a barreira.

Atol
O atol acontece quando a ilha que ele rodeava afunda ou desaparece por efeito da erosão.