9928 – Cinema – Rota de Fuga


rotadefuga01

Lançamento 11 de outubro de 2013 (1h56min)
Dirigido por Mikael Hafstrom
Com Sylvester Stallone, Arnold Schwarzenegger, Jim Caviezel mais
Gênero Suspense , Ação
Nacionalidade EUA

Ray Breslin (Sylvester Stallone) é a maior autoridade existente ao se falar em segurança. Após analisar diversas prisões de segurança máxima, ele desenvolve um modelo à prova de fugas. Quando é preso, Ray é enviado justamente para a prisão que criou. Lá ele precisa encontrar uma brecha não imaginada até então, que permita sua fuga.

escape-plan-rota-de-fuga-poster.jpg.pagespeed.ic_

Dose Dupla
Amigos de longa data e sócios no tradicional restaurante Planet Hollywood, Sylvester Stallone, Arnold Schwarzenegger levaram muito tempo para atuarem lado a lado. A primeira vez foi em Os Mercenários (2010) e pelo visto eles gostaram de trabalhar juntos, afinal desde então já realizaram Os Mercenários 2 (2012) e Rota de Fuga (2013). Isso sem falar no ainda inédito Os Mercenários 3 (2014).

6559 – Cinema – O Vingador do Futuro – Remake


Volte logo pra Marte, volte logo pra Marte…

Mais ação com menos humor, esta é a principal característica do remake.
Vinte e dois anos depois de “O Vingador do Futuro”, ficção científica estrelada por Arnold Schwarzenegger e dirigida por Paul Verhoeven, surge um remake da história — que parte igualmente de um conto do renomado autor Philip K. Dick, “Lembramos Para Você A Preço de Atacado”, e é dirigido por Len Wiseman (“Anjos da Noite”).
Desta vez, o protagonista é o ator irlandês Colin Farrell, vivendo o operário Doug Quaid, atormentado por uma rotina massacrante e um pesadelo recorrente: ele se vê fugindo de uma intensa perseguição, acompanhado por uma bela mulher que não conhece.
Se o cenário futurista é parecido com o filme de 1990, sumiu pelo menos uma referência importante — Marte. É com o astro vermelho o sonho repetido do operário vivido por Schwarzenegger. Agora, o planeta nem sequer é mencionado. Repete-se na trama atual a procura, por Quaid, da empresa Rekall para implantar uma memória mais emocionante do que lhe parece sua vida cotidiana — exceto pelo casamento com Lori (Kate Beckinsale), aparentemente feliz.
Sem contar nada a Lori, Quaid procura a Rekall, pensando implantar em sua memória as vivências de um agente secreto. Mas, quando se prepara para receber o pacote, algo dá muito errado — porque, para dar certo, a fantasia não pode ter qualquer base na realidade. E Quaid não é nada do que pensava, embora não se lembre. Num instante, a Rekall é invadida por soldados com aparência de RoboCop, que vêm combater Quaid — que, sem saber como, mostrou-se capaz de imobilizar um batalhão deles. A descoberta de suas habilidades continua a surpreendê-lo e vem a calhar, até porque ele tem que fugir dali, para salvar a própria vida.
Mantendo um detalhe presente também no filme original, a mulher de Quaid tem um bocado de segredos escondidos. E o conflito entre os dois, que são agentes secretos, ultrapassa muito os limites de uma guerra conjugal. Carregam a trama cheia de adrenalina as fugas de Quaid — que na verdade é Carl Hauser –, seu encontro com a mulher que via no sonho, Melina (Jessica Biel), e sua dúbia relação com o movimento rebelde que tenta mudar uma ordem autoritária nesse mundo sombrio do futuro vislumbrado por Philip K. Dick.
Diretor mais afeito a filmes de terror e ação do que ficção científica, Wiseman enfatiza as sensacionais escapadas do protagonista, em sequências que visam provocar vertigens, em saltos de altos prédios e a bordo de naves espaciais. Lori, a mulher de Quaid, é boa de briga. Não é mole ser páreo para ela, assim como acontecia com Schwarzenegger diante de Sharon Stone em 1990.
A história original, aliás, faz parte da coletânea “Realidades Adaptadas: Os Contos de Philip K. Dick”, livro que reúne o conto que deu origem aos dois filmes e outras histórias do escritor adaptadas para o cinema como “Os Agentes do Destino” e “Minority Report”.

Curiosidade – A Mulher de 3 seios que fez sucesso no 1° filme, reaparece, embora não haja mutantes na Terra.

6186 – Cinema – Jogo Bruto



Mark Kaminsky (Arnold Schwarzenegger) é o xerife de uma pequena cidade, que na verdade se tornou um exílio para ele. Amy (Blanche Baker), sua esposa, não suporta o lugar, onde vivem já há 5 anos. Isto aconteceu pelo fato de Kaminsky ter quebrado vários ossos de um suspeito que raptou, molestou, mutilou e matou uma menina de 11 anos, com o promotor público Baxter (Joe Regalbuto) tendo encerrado com sua carreira. Agora Baxter quer prender Luigi Petrovita (Sam Wanamaker), chefe das “famílias” fortes de Chicago. Baxter também quer condenar Paulo Rocca (Paul Schenar), o braço direito de Petrovita, mas para isto precisa do depoimento de várias testemunhas. Vários agentes do F.B.I. morreram tentando proteger uma testemunha, sendo que um dos policiais mortos, Blair (Steve Holt), era filho de Harry Shannon (Darren McGavin), um chefe de polícia. Shannon pede para que Kaminsky se infiltre na organização para descobrir o traidor, que foi o responsável pela morte de Blair. Se tiver sucesso Shannon diz que Mark voltará possivelmente ao F.B.I., que tenta por um ano infiltrar alguém na organização mas sempre fracassa, por haver um vazamento interno de informações. Por esta razão só Harry saberá que Kaminsky está envolvido na missão, mas para operar com segurança Mark finge sua morte e se torna Joseph P. Brenner.

Arnold Swazenneger