11.195 – Cidade de Deus participará de projeto para explorar Marte


alx_planeta-marte-20140130-003_original

Um grupo de crianças da favela Cidade de Deus (só no nome),no Rio de Janeiro, terá a oportunidade de explorar Marte, observando imagens inéditas do planeta. O projeto Mars Academy, realizado por pesquisadores da Nasa, a agência espacial americana, em parceria com a ONG Developing Minds Foundation, levará cinco cientistas à Cidade de Deus, onde vão trabalhar com as crianças por duas semanas. O objetivo principal é incentivar os jovens a se interessar por ciência, estimular novos objetivos profissionais e também filmar um documentário sobre a experiência.
Wladimir Lyra, professor de astronomia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e um dos integrantes do grupo de pesquisadores que desenvolverá a ação, afirma que “os alunos vão participar ativamente da exploração espacial vendo algo que ninguém no mundo viu antes, inclusive nós”. De acordo com Lyra, menos de 10% de Marte foi mapeado até agora em alta resolução. É parte dos 90% restantes, que tem sido observado pelas câmeras da sonda HiRISE, da Nasa, que os alunos vão estudar. O que o satélite americano tem permitido fazer com o planeta é uma espécie de Google Earth, mas, no caso, seria um Google Marte.
Fundador e presidente da ONG, Philippe Houdard lembra que, na época em que visitou a favela pela primeira vez, a imagem do filme Cidade de Deus gerou muita atenção para a comunidade, mas reverteu pouco em melhorias para qualidade de vida. “Ao ver o bom trabalho de outras organizações na favela, percebemos que aquele seria o lugar ideal para nós. A nossa missão é usar a educação para acabar com ciclos de violência”.

10.440 – Nasa planeja produzir oxigênio em Marte


Marte Deserto (por enquanto)
Marte Deserto (por enquanto)

A Nasa pretende enviar a Marte uma sonda capaz de produzir oxigênio. A agência espacial americana anunciou nesta quinta-feira sete instrumentos que devem ser colocados em um robô que será enviado ao planeta vermelho em 2020.
Com custo estimado em 1,9 bilhões de dólares, a sonda será capaz de transformar o dióxido de carbono presente na atmosfera do planeta em oxigênio, para servir tanto à respiração humana como à produção de combustível de foguetes.
De acordo com a Nasa, a missão de 2020 vai ajudar a descobrir meios de exploração dos recursos naturais disponíveis na superfície do planeta. Os sete instrumentos da nova sonda foram escolhidos dentre 58 propostas recebidas do mundo todo pela Nasa. A previsão é de que o robô pouse no planeta vermelho em fevereiro de 2021.

10.132 – A China exporta nuvens de poluição para o resto da Ásia


china_antes

A China exporta suas nuvens de poluição para o resto da Ásia. É o que mostram as duas imagens acima. A de cima foi obtida em 20 de fevereiro. Mostra uma nuvem de poluição na região de Pequim (Beijing). Na imagem de baixo, de 25 de fevereiro, a névoa suja já se desloca para fora da China, chegando às Coréias e ao Japão. As imagens são da Nasa, agência espacial americana.
As nuvens são formadas por partículas tóxicas das indústrias na região de Pequim. A inversão térmica (fenômeno que atinge outras cidades como São Paulo) evita que o ar sujo suba para as altas camadas da atmosfera e se disperse mais facilmente. Mas não impede que se desloque para os países vizinhos. Um estudo recente afirma que resíduos da poluição chinesa chegam até a costa americana.
Os níveis de material particulado em Pequim chegaram a 444 microgramas por metro cúbico em 25 de fevereiro, segundo a agência Associated Press. O recomendado pela Organização Mundial da Saúde é de no máximo 25 microgramas. Viver em Pequim nesses dias de poluição é pior do que morar num fumódromo. Ativistas dizem que o país está criando “cidades do câncer” com sua falta de controle de poluição.
Essas partículas podem entrar nos pulmões. Podem gerar crises de asma ou irritação respiratória. A longo prazo, estão associadas a ataques cardíacos e câncer.

china_depois

9819 – Mega Byte – Computadores da Nasa em Perigo


A Nasa que se cuide. Os computadores da todo-poderosa agência espacial americana já haviam sido visitados por hackers antes. Agora ficou mais complicado. Especialistas em pirataria informatizada contratados pelo Congresso americano acessaram facilmente programas que controlam satélites e naves em órbita da Terra. “Depois que entramos, poderíamos ter cortado o comando e o controle de várias missões”, afirma o relatório publicado pelo Escritório de Orçamento Geral dos Estados Unidos.

9128 – Asteroide passou ‘perto’ da Terra e voltará em 2032


Um asteroide descoberto no dia 8 de outubro se aproximou (bem pouco) da Terra na última quarta-feira e deve voltar aos arredores do planeta em 2032. Segundo a agência espacial americana, o risco de impacto será minúsculo.
O asteroide batizado de 2013 TV135 passou a 6,7 milhões de quilômetros da Terra nesta semana e foi descoberto por astrônomos na Ucrânia. Apesar de só terem uma semana de observações para estimar sua trajetória, eles acreditam que o asteroide vai voltar em 2032.
A chance de um impacto com a Terra é de um em 63 mil, segundo eles. “Ou seja, isso coloca a probabilidade de não haver impacto em 2032 em 99,998%”, afirmou Don Yeomans, da Nasa.
O asteroide tem quase 400 m de largura. O programa da Nasa de observação de objetos próximos à Terra já identificou mais de 10 mil asteroides e cometas na vizinhança do planeta até agora.