13.936 – HISTÓRIA – Bike Atravessa Séculos


bike resiste,
Ela é uma das grandes invenções da humanidade, com múltiplas funções e múltiplos benefícios. Serve como meio de transporte e é usada em serviços comerciais, presta-se ao lazer e ao esporte, profissional ou amador. Seu uso regular faz bem à saúde, tem baixíssimo impacto ambiental e significa “um carro a menos”: pauta obrigatória nas atuais políticas públicas relacionadas ao trânsito.
Eternamente jovem, a bicicleta tem mais de cem anos de história no Brasil. Em 1896, já contava com muitos adeptos em São Paulo, como comprova A Bicycleta, semanário cyclistico ilustrado, publicado pelo ciclista e tipógrafo Otto Hüffenbächer – e cujos números 4, 11 e 19 estão guardados na Divisão de Publicações Seriadas da Biblioteca Nacional.
Com A Bicycleta, Otto Hüffenbächer aliava o interesse pelo esporte à sua atividade empresarial, publicando propagandas de seus serviços de tipógrafo, de revendedores de bicicletas e equipamentos e do Veloce Club Olympico Paulista, entidade associativa que promovia corridas. A maior parte das competições se dava no Velódromo Paulista, construído no final da rua da Consolação por iniciativa de Antônio da Silva Prado, de família tradicional paulistana.
A Bicycleta era inspirada no jornal francês La bicyclette. A primeira página, ilustrada, era dedicada a personalidades do sport, começando por uma homenagem ao próprio dono do jornal: “Musculoso, forte e bom ginasta estreou ele na inauguração do velho Velódromo, logo com os melhores (…) de então, disputando belissimamente… o último lugar! (…). De lá pra cá tem sido um Deus nos acuda de vitórias”.
Tal como o turfe, os eventos eram espaços de interação da classe alta: “As arquibancadas repletas de gentis senhoras que, aplaudindo com frenesi o vencedor deste ou daquele páreo, davam um tom festivo ao belo Velódromo da Rua da Consolação”. Presenças ilustres eram dignas de nota: na corrida de 3 de julho de 1896, registra-se a visita ao velódromo do presidente de São Paulo, o republicano histórico Campos Sales. O fato é interpretado como um sinal de interesse do político na promoção do ciclismo. E, de fato, Sales seria visto no mesmo local depois de eleito presidente da República “se entregando aos exercícios velocipédicos”.
Nas provas, muitos ciclistas não usavam seus nomes verdadeiros: transformavam-se em personagens, marcando uma diferença entre a vida comum e o espetáculo esportivo. Otto Hüffenbächer usava o nome próprio, mas havia um sem-número de curiosos apelidos para os rapazes da alta sociedade paulistana: Mago, Nero, Swift, Rápido, Dr. Semana, Rocambole, além de Ocirebla (Alberico às avessas) e Odarp, também conhecido como Antônio Prado Junior. Pelos toques de humor e intimidade, percebe-se que o jornal é escrito por ciclistas e para ciclistas.
A publicação cobre também os avanços do “ciclismo no estrangeiro”. O redator surpreende-se ao constatar que o Touring Club de Paris conta com 36.096 sócios. Em Liverpool, na Inglaterra, 43 ciclistas de diferentes sociedades concorrem na prova de 100 milhas inglesas. A utilização das bicicletas por monarcas europeus é mais uma prova do seu sucesso. Por outro lado, noticia o jornal, quatro argentinos não conseguem vir ao Brasil para uma prova importante por causa da excessiva taxação das bicicletas na Alfândega brasileira. Mas A Bicycleta comemora que a Câmara dos Deputados tenha colocado em pauta “os diretos de alfândega sobre velocípedes”. Ao facilitar a importação dos veículos, a “Câmara Federal vai certamente contribuir para o desenvolvimento físico da nossa mocidade, cujos exercícios atléticos são ainda infelizmente muito pouco cultivados”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s