13.849 – Após determinação da Justiça, Claudia Rodrigues volta a ser funcionária da Globo


claudia-rodrigues-cracha-globo-2

A Baixinha Vai Voltar

Claudia foi demitida após revelar que sofre de esclerose múltipla e entrou na Justiça contra a empresa. Ela ganhou o direito de voltar a trabalhar e receber salários referentes aos últimos três anos. A decisão favorável à atriz sriz saiu no último dia 3, e ela se apresentou à Globo na segunda (17) para sua reintegração. Segundo Adriane Bonato, empresária de Claudia, a atriz fez exame médico admissional e um check-up médico completo para provar à emissora que está em plenas condições de trabalhar.
Com a vitória na ação, Claudia conquistou o retorno ao elenco da Globo e o direito de receber salário de atriz por 36 meses de trabalho. A emissora ainda pode recorrer da decisão. Tanto a Globo quanto a empresária da atriz não comentaram.
Claudia Rodrigues começou a trabalhar na Globo em 1996, no infantil Caça Talentos, e ganhou projeção nacional ao interpretar a socialite burra Ofélia, no Zorra Total (1999-2003). Também fez sucesso ao viver a empregada doméstica Sirene no Sai de Baixo (2000-2002). A humorista chegou ao auge da carreira em 2004, quando ganhou uma série própria. Em A Diarista, interpretou a protagonista Marinete durante quatro temporadas.
Claudia sofre de esclerose múltipla desde 2000, e a doença se agravou ao longo dos anos. Os portadores têm lesões nos nervos, que provocam problemas como perda de visão, dificuldades de locomoção, coordenação motora, fala e dores no corpo.
Em 2007, Claudia teve um surto de esquecimento durante uma gravação de A Diarista, e no mesmo ano a série chegou ao fim. A atriz foi afastada da Globo pela primeira vez para se tratar e voltou em 2009, novamente como a Ofélia do Zorra Total.
Em 2013, Claudia teve outras complicações, como surtos de desequilíbrio e incapacidade de andar e falar direito. A atriz passou por sessões de fonoaudiologia, fisioterapia e fez um transplante de células-tronco em 2015, quando raspou a cabeça e chegou a seu estado de saúde mais delicado. Afastada da mídia durante as fases mais críticas de tratamento, ela também sofreu com depressão e chegou a pensar em suicídio.
Mas, em 2017, Claudia demonstrou ter se recuperado, apesar de conviver com sequelas de dicção e locomoção.
Ela declarou que está bem melhor após começar um tratamento à base de canabidiol (uma das substâncias químicas encontradas na maconha) e quer voltar a trabalhar em breve.
A empresária de Claudia comenta que ela voltará ao teatro em 22 de novembro, numa comédia com Diogo Portugal, Marcelo Médici e David Pinheiro, em Curitiba. A atriz também dará palestras sobre superação e melhoria da qualidade de vida, em que contará sua trajetória ao lado de uma neurocientista.
O retorno em um programa de TV ainda não tem data, mas Claudia está feliz e empolgada com a reintegração à Globo.

13.848 – Curiosidades – Quando Surgiu o Balonismo?


balao
O balonismo é um esporte aéreo praticado com um balão de ar quente. O esporte que proporciona ao praticante a sensação de ficar mais próximo do céu possui adeptos em todo o mundo, no Brasil tem ganhado popularidade.
A existência do balonismo data cerca de dois mil anos. A primeira tentativa de vôo com um balão de ar quente no Brasil foi feita pelo padre brasileiro Bartolomeu de Gusmão, em 1709.
Em razão da evolução das técnicas de voo, a utilização do balão se tornou mais segura para aqueles que se aventuram no esporte.
O nascimento do balonismo ocorreu no ano de 1783, quando dois irmãos franceses, Etiene e Joseph Montgofier, realizaram o primeiro teste com um balão. O vôo foi um sucesso e visto por quase toda a população de Paris da época.
O primeiro vôo de balão no Brasil aconteceu no ano de 1885. Em 1987 foi fundada a Associação Brasileira de Balonismo (ABB), entidade máxima do esporte no Brasil.
Atualmente existem campeonatos do esporte do por todo o mundo. Algumas das provas de balonismo são: Fly In, Fly On, Caça à Raposa, Key Grab.
De acordo com o campeão brasileiro de balonismo, Rubens Kalousdian, o esporte pode ser praticado por qualquer pessoa. Mas é restrito a um pequeno grupo de pessoas, devido o equipamento ser caro. Os melhores locais para a prática do balonismo são as grandes planícies.
O balão é divido em algumas partes independentes, tais como: envelope, maçarico, cilindro, cesto. O combustível utilizado pelos balões é o propano. A ventoinha é utilizada para encher o balão com ar frio.