13.380 – Biologia – O Hibrido Estéril


mula
A hibridação foi estudada pela primeira vez com vegetais no século XVIII, pelo naturalista Joseph Gottlieb Kölreuter. Após experimentos com milhares de plantas, ele conseguiu produzir uma planta híbrida, batizando-a de mula híbrida – fazendo referência à mula, um animal híbrido. Dessa forma, ele afirmou ter encontrado a primeira mula botânica produzida pelo homem.
Chamamos de híbrido todo e qualquer organismo vivo descendente de indivíduos geneticamente diferentes, ou seja, o híbrido é o produto do acasalamento entre indivíduos de espécies diferentes. É importante lembrar que são considerados híbridos apenas os descendentes de pais de espécies diferentes, e que quando há o cruzamento de animais da mesma espécie, mas de raças diferentes, são obtidos animais mestiços.
Não podemos dizer que todo híbrido é estéril, pois na natureza encontramos híbridos que possuem fecundidade limitada. Esse grau de fecundidade se apresenta nas fêmeas, pois nelas os óvulos têm desenvolvimento completo, enquanto que nos machos é raro as células espermáticas se desenvolverem ou amadurecerem. Um exemplo claro de hibridismo com fecundidade limitada ocorre no cruzamento do porco doméstico com o javali, que resulta em híbridos, sendo que os machos são estéreis e as fêmeas são fecundas.

Veja abaixo alguns exemplos de animais híbridos:

– Mula: resultado do cruzamento entre uma égua e um jumento;

– Zebralo: resultado do cruzamento entre uma zebra e um cavalo;

– Ligre: resultado do cruzamento entre um leão e uma tigresa;

– Tambacu: cruzamento entre os peixes tambaqui e pacu-aranha;

– Leopon: cruzamento entre uma leoa e um leopardo;

– Huarizo: resultado do cruzamento entre um lhama com uma alpaca.

A hibridação, ocorrendo naturalmente, não constitui uma ameaça à conservação das espécies envolvidas, sendo vista, nesses casos, como parte da história evolutiva dessas espécies animais, mas pode se tornar um problema para a conservação se for propiciada por mudanças no habitat ou na composição das espécies provocadas por ações humanas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s