13.328 – Benefícios da atividade física para quem tem diabetes


diabetes-9-728
O exercício físico feito de maneira regular e bem orientado é hoje o principal fator na prevenção de diversas doenças como obesidade, hipertensão arterial, infarto do miocárdio, osteoporose e diabetes.
esmo para aqueles que já desenvolveram tais doenças, a atividade física em algum momento da evolução do paciente vai fazer parte do tratamento.
Especificamente em relação ao diabetes, o exercício físico melhora o aproveitamento da glicose pelos músculos, reduzindo muitas vezes as doses dos medicamentos utilizados e ajudando a prevenir problemas associados ao diabetes, como alterações na retina, vasos sanguíneos, nervos, rins e coração.
Num trabalho recente realizado no Centro Médico Universitário de Leiden, na Holanda, foi comprovada, através de ressonância magnética, uma redução da gordura ao redor de órgãos como coração, fígado e rins em 12 pacientes com diabetes tipo 2 (quando não há necessidade do uso de insulina para o controle da doença) secundária ao exercício físico. A redução deste tipo de gordura está associada a uma menor ocorrência de complicações do diabetes como o infarto do miocárdio. É importante que o diabético converse com seu endocrinologista sobre os exercícios que já realiza ou pretende iniciar, pois muitas vezes serão necessários ajustes na dosagem de insulina e dos medicamentos orais comumente utilizados.

Recomendações gerais
Se considerarmos o exercício físico como um “medicamento” a ser utilizado pelo diabético, ele terá uma “dose ideal” para cada pessoa. Genericamente recomenda-se que sejam realizados exercícios de 30 a 60 minutos por dia, cinco a seis vezes por semana, de intensidade leve a moderada. Esta intensidade normalmente é determinada através de uma consulta médica especializada e de um teste ergométrico (eletrocardiograma de esforço) para que sejam determinados limites adequados para cada indivíduo.
Dá-se preferência aos exercícios aeróbicos, aqueles que podem ser mantidos por um período de tempo relativamente longo e que movimentam grandes grupos musculares como os encontrados nas coxas, pernas e braços. São exemplos destes exercícios a caminhada, corrida, natação, hidroginástica e ciclismo. Esses exercícios além de melhorarem o aproveitamento da glicose reduzem a chamada gordura visceral que é aquela encontrada ao redor de órgãos como coração, fígado e rins.Dá-se preferência aos exercícios aeróbicos, aqueles que podem ser mantidos por um período de tempo relativamente longo e que movimentam grandes grupos musculares como os encontrados nas coxas, pernas e braços. São exemplos destes exercícios a caminhada, corrida, natação, hidroginástica e ciclismo. Esses exercícios além de melhorarem o aproveitamento da glicose reduzem a chamada gordura visceral que é aquela encontrada ao redor de órgãos como coração, fígado e rins.Dá-se preferência aos exercícios aeróbicos, aqueles que podem ser mantidos por um período de tempo relativamente longo e que movimentam grandes grupos musculares como os encontrados nas coxas, pernas e braços. São exemplos destes exercícios a caminhada, corrida, natação, hidroginástica e ciclismo. Esses exercícios além de melhorarem o aproveitamento da glicose reduzem a chamada gordura visceral que é aquela encontrada ao redor de órgãos como coração, fígado e rins.Dá-se preferência aos exercícios aeróbicos, aqueles que podem ser mantidos por um período de tempo relativamente longo e que movimentam grandes grupos musculares como os encontrados nas coxas, pernas e braços. São exemplos destes exercícios a caminhada, corrida, natação, hidroginástica e ciclismo. Esses exercícios além de melhorarem o aproveitamento da glicose reduzem a chamada gordura visceral que é aquela encontrada ao redor de órgãos como coração, fígado e rins.

Escola Paulista De Medicina

13.327 – Saiba se Você tem Inteligência Acima da Média


einstein
Se você acredita ser mais inteligente do que a média, há grandes chances de isso ser verdade: uma série de estudos mostra as estatísticas de uma pessoa ser mais inteligente do que o restante.

Se..
…for o filho mais velho. Um estudo realizado em 2007 na Noruega mostra que os filhos mais velhos tendem a ter um QI mais alto do que os mais novos. Segundo os pesquisadores, o que muda não é nascer primeiro, mas sim a criação como filho mais velho.

…teve aulas de música quando era criança. Em 2011, pesquisadores observaram a comunicação verbal de crianças com idades entre 4 e 6 anos de idade que tinham lições de música era maior do que a das que não tinham.

…não fuma. Ao avaliar 20 mil homens com idades entre 18 e 21 anos, cientistas israelenses descobriram que os que fumavam tinham 94 pontos de QI, enquanto os não fumantes tinham 101.

…é canhoto. Um estudo conduzido pelo psicólogo Stanley Scoren mostra que pessoas canhotas tendem a pensar mais fora da caixa do que as destras.

…tem um gato. Um estudo conduzido por cientistas da Universidade Carroll, nos Estados Unidos, revela que donos de cachorros tendem a ser mais extrovertidos, enquanto donos de gatos costumam ser mais inteligentes.

13.326 – Mega Byte – WhatsApp libera função de apagar mensagens enviadas


whats ap
As próximas atualizações do WhatsApp trarão a função de “anular” uma mensagem. Hoje, o usuário que quiser apagar uma mensagem enviada, até consegue, porém o destinatário ainda a recebe e vê seu conteúdo. Com o novo recurso, o remetente tem até cinco minutos para decidir se quer ou não apagar a mensagem — e dessa vez a pessoa ou grupo do outro lado não a recebe.
A função foi anunciada na página de perguntas e respostas frequentes do site do WhatsApp. Pouco depois de sua publicação, a página foi deletada, porém ainda é possível consultá-la no cachê da internet.
Segundo o anúncio, quando uma mensagem for apagada, o destinatário apenas verá o lembrete “esta mensagem foi anulada” na conversa. No entanto, para que o recurso funcione, é necessário que os dois lados da linha estejam usando a versão mais recente do WhatsApp. E caso não funcione, o usuário que tentou apagar a mensagem não será notificado.

Como ativar o recurso
Além de estar com a versão mais atualizada do aplicativo, é necessário:
No Android, tocar a mensagem e segurá-la para que fique destacada e, em seguida, clicar em ‘menu > anular’.
No iPhone e no Windows Phone, tocar e segurar a mensagem para destacá-la e clicar em ‘anular’.

Fonte: Galileu