13.084 – Livro – Filósofo britânico ensina o beabá das religiões em 50 verbetes


religiao-livro
Traçar um panorama das religiões do planeta usando apenas 50 verbetes de uma página cada um soa, à primeira vista, como a proverbial missão impossível. A equipe coordenada pelo filósofo britânico Russell Re Manning, no entanto, conseguiu operar esse pequeno milagre, e o resultado funciona como uma bem-vinda introdução ao fenômeno das crenças religiosas.
Com o título um tanto desajeitado “Religião: 50 Conceitos e Crenças Fundamentais Explicados de Forma Clara e Rápida”, o livro organizado por Manning, que é professor da Universidade de Cambridge, poderia ser apenas superficial quando se considera o espaço limitadíssimo concedido a cada crença –afinal de contas, quando se tenta resumir 3.000 anos de judaísmo ou 2.500 anos de budismo com menos de mil palavras, quase tudo parece ter ficado de fora.
Por outro lado, a concisão e a abrangência acabam favorecendo o enfoque comparativo, o que ajuda o leitor a se dar conta de temas comuns, paralelos e influências mútuas entre as diferentes crenças.
Graças a isso, e à organização temática que não é apenas geográfica nem temporal (com seções como “Tradições indígenas”, “Espiritualidades do Oriente”, “Cristianismos pelo mundo” e “Novas religiões”), fica mais fácil perceber o quanto as mais variadas fés, apesar das contradições superficiais do ponto de vista teológico, expressam tendências muito similares e profundamente arraigadas à mente humana.

Um comentário sobre “13.084 – Livro – Filósofo britânico ensina o beabá das religiões em 50 verbetes

  1. Panzini et al. (2007) definem religião como sendo a crença na existência de um
    poder sobrenatural, criador e controlador do Universo, dando ao homem uma natureza
    espiritual que continua a existir depois da morte do corpo. Religiosidade é definida
    como a extensão na qual um indivíduo acredita, segue e pratica uma religião.
    Espiritualidade é a busca pessoal por respostas compreensíveis para questões
    existenciais sobre a vida, seu significado e a relação com o sagrado ou transcendente
    que podem (ou não) levar ou resultar do desenvolvimento de rituais religiosos e
    formação de uma comunidade. Segundo Dalgalarrondo (2008), religiosidade e
    espiritualidade podem ser compreendidas como dimensões mais amplas e independentes
    de denominações institucionalizadas de religião.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s