13.065 – Artes – Di Cavalcanti


di-morte
Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo, mais conhecido como Di cavalcanti, foi um importante pintor, caricaturista e ilustrador brasileiro.
– Di Cavalcanti nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 6 de setembro de 1897.

– Desde jovem demonstrou grande interesse pela pintura. Com onze anos de idade teve aulas de pintura com o artista Gaspar Puga Garcia.

– Seu primeiro trabalho como caricaturista foi para a revista Fon-Fon, no ano de 1914.

– Participou do Primeiro Salão de Humoristas em 1916.

– Mudou para a cidade de São Paulo em 1917.

– Em 1917, fez a primeira exposição individual para a revista “A Cigarra”.

– No ano de 1919, fez a ilustração do livro Carnaval de Manuel Bandeira.

– Participou da Semana de Arte Moderna de 1922, expondo 11 obras de arte e elaborando a capa do catálogo.

– Em 1923, foi morar em Paris como correspondente internacional do jornal Correio da Manhã. Retornou para o Brasil dois anos depois e foi morar na cidade do Rio de Janeiro.

– Em 1926, fez a ilustração da capa do livro O Losango de Cáqui de Mário de Andrade. Neste mesmo ano participa como ilustrador e jornalista do jornal Diário da Noite.

– Em 1927, colaborou como desenhista no Teatro de Brinquedo.

– Em 1928, filiou-se ao Partido Comunista do Brasil.

– Em 1934, foi morar na cidade de Recife.

– Morou na Europa novamente entre os anos de 1936 e 1940.

– Em 1937, recebeu medalha de ouro pela decoração do Pavilhão da Companhia Franco-Brasileira.

– Em 1938, trabalhou na rádio francesa Diffusion Française.

– Em 1948, faz uma exposição individual de retrospectiva no IAB de São Paulo.

– Em 1953, foi premiado, junto com o pintor Alfredo Volpi, como melhor pintor nacional na II Bienal de São Paulo.

– Em 1955, publicou um livro de memórias com o título de Viagem de minha vida.

– Recebeu o primeiro prêmio, em 1956, na Mostra de Arte Sacra (Itália).

– Em 1958, pintou a Via-Sacra para a catedral de Brasília.

– Em 1971, ocorreu a retrospectiva da obra de Di Cavalcanti no Museu de Arte Moderna de São Paulo.

– Morreu em 26 de outubro de 1976 na cidade do Rio de Janeiro.
Estilo artístico e temática

– Seu estilo artístico é marcado pela influência do expressionismo, cubismo e dos muralistas mexicanos (Diego Rivera, por exemplo).

– Abordou temas tipicamente brasileiros como, por exemplo, o samba. O cenário geográfico brasileiro também foi muitoi retratado em suas obras como, por exmeplo, as praias.

– Em suas obras são comuns os temas sociais do Brasil (festas populares, operários, as favelas, protestos sociais, etc).

– Estética que abordava a sensualidade tropical do Brasil, enfatizando os diversos tipos femininos.

– Usou as cores do Brasil em suas obras, em conjunto com toques de sentimentos e expressões marcantes dos personagens retratados.
Principais obras de Di Cavalcanti

– Pierrete – 1922
– Pierrot – 1924
– Samba – 1925
– Samba – 1928
– Mangue – 1929
– Cinco moças de Guaratinguetá – 1930
– Mulheres com frutas – 1932
– Família na praia – 1935
– Vênus – 1938
– Ciganos – 1940
– Mulheres protestando – 1941
– Arlequins – 1943
– Gafieira – 1944
– Colonos – 1945
– Abigail – 1947
– Aldeia de Pescadores – 1950
– Nu e figuras – 1950
– Retrato de Beryl – 1955
– Tempos Modernos – 1961
– Tempestade – 1962
– Duas Mulatas – 1962
– Músicos – 1963
– Ivette – 1963
– Rio de Janeiro Noturno – 1963
– Mulatas e pombas – 1966
– Baile Popular – 1972

carnaval-didi-cavalcanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s