12.503 – Biologia – Os Microclimas


Microclima
Tal termo significa a influência que os fatores climáticos atuam sobre os organismos.
A extensão dos microclimas próprios das formas que vivem no solo, fendas, rochas, debaixo das cascas das árvores ou em outros habitats reduzidos, se mede em fração de centímetros.
As plantas terrestres só podem viver em lugares onde haja água suficiente.
As xerófitas são plantas que vivem nos desertos e em zonas áridas e podem passar com quantidades relativamente pequenas de água.
Outras plantas como o cacto, armazenam em seus órgãos suculentos, grande quantidade de água para enfrentar os períodos de seca.
Outros suportam no estado de murchidão, anos a fio e de maneira idêntica alguns musgos podem suportar grandes secas.
Há animais que vivem da água metabólica, a que resulta de compostos químicos dos alimentos. Os bichos da farinha e o cangurú do deserto do Arizona obtem toda a água que necessitam pela decomposição metabólica de seus alimentos.
Os vegetais são atingidos mais diretamente pelo fator água. A água influi sobre a intensidade dos vegetais e sobre seu crescimento. Num ambiente árido as raízes irão longe vertical e horizontalmente. Tal como o cacto que absorve toda a água disponível dentro de sua área e impede qualquer outra planta de crescer em suas proximidades, também o juazeiro das terras secas do nordeste possui raízes que vão buscar a água a muitos metros de profundidade.

Microclima Urbano
Microclima urbano é um termo usado em Climatologia para designar um conjunto de condições climáticas (temperatura, umidade, sensação térmica, pluviosidade) de uma pequena área dentro de uma cidade. Estas áreas apresentam características climáticas diferentes do restante da cidade.

Características principais do microclima urbano:

– Temperaturas mais elevadas ou menores em relação às áreas vizinhas.

– Umidade do ar menor ou maior em relação às regiões ao redor.

– Sensação térmica diferente das regiões próximas.
A ilha de calor é um exemplo de microclima urbano. Ela pode se formar por causas naturais, porém o mais comum são as modificações provocadas pelos seres humanos.
As ilhas de calor apresentam temperaturas mais elevadas do que as regiões ao redor e umidade relativa do ar mais baixa. Formam-se, geralmente, pela intensa presença de prédios e asfalto num bairro ou região, com pouca presença de cobertura vegetal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s