12.123 – Pequeno país paradisíaco poderá ser varrido do mapa


tuvalu
Tuvalu, um dos menores países do mundo, solicitou uma ajuda urgente à União Europeia para evitar que seu território desapareça debaixo d’água. Enele Sopoaga, primeiro-ministro do país, foi pessoalmente a Bruxelas com o objetivo de reunir o apoio dos líderes europeus na Conferência do Clima, realizada em Paris.
Tuvalu está localizada em uma pequena ilha da Polinésia, de 26 km², e conta com 10 mil habitantes. O ponto mais alto da região supera em apenas 2 metros o nível do mar, o que significa um risco extremo, sobretudo levando em consideração o aumento do nível do mar por causa do aquecimento global.
“Nos dizem que até mesmo um aquecimento global de dois graus Celsius é muito perigoso, porque significaria que Tuvalu desaparecia debaixo d’água. Sim, podemos evacuar os habitantes de Tuvalu para outros territórios, mas isso não vai deter as mudanças climáticas”, afirmou Spoaga, em declarações à mídia.
À medida que a temperatura planetária aumenta, o degelo das calotas polares se acelera e, consequentemente, aumenta o volume de água no mar, que tem seu nível elevado. “Temos que salvar Tuvalu para salvar o mundo (…). Temos que trabalhar juntos para salvar a espécie humana. O aquecimento global significa o desaparecimento do meu país”, declarou o primeiro-ministro tuvaluano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s