10.848 – Medicina – Cães são usados para farejar câncer no Reino Unido


caes-farejadores-elisabeth_hammerschmid-shutterstock.com_
O Serviço Nacional de Saúde (NHS, na sigla em inglês) do Reino Unido aprovou o uso de cães para o diagnóstico de patologias oncológicas, em testes para demonstrar sua capacidade de detectar o câncer de próstata.
Apesar de, até o momento, tratar-se apenas de uma série de testes, os primeiros estudos mostraram que os cachorros são capazes de detectar, com sucesso, o câncer de próstata em 93% dos casos.
“Com o passar dos anos, houve muitos relatos que sugeriam que os cães poderiam detectar o câncer com base no cheiro do tumor”, afirmou Iqbal Anjum, urologista consultor do Hospital Universitário de Milton Keynes, na Inglaterra, onde serão realizados os testes. “Acredita-se que as moléculas voláteis associadas ao tumor seriam liberadas na urina da pessoa, facilitando a coleta e o teste das amostras”, ele acrescenta.
Atualmente, o teste para detectar esse tipo de câncer em homens com mais de 50 anos é chamado de antígeno prostático específico (PSA, na sigla em inglês). Trata-se de um exame de sangue, que determina os níveis de uma molécula naturalmente secretada pela próstata. Em caso positivo de câncer de próstata, esses níveis aumentam.
A utilização de caninos, como um segundo nível de controle, após o teste do PSA, irá ajudar os médicos a aperfeiçoar a eficiência do diagnóstico do câncer, evitando biópsias invasivas, muitas vezes desnecessárias. São cães especialmente adestrados para identificar o câncer através da inalação de uma amostra de urina. Agora, o incrível senso olfativo dos caninos poderá trazer benefícios para a saúde do homem.

10.847 – Ciência – Esfera de Arquimedes foi recriada na Inglaterra


esfera
Um modelo mecânico do universo de acordo com o matemático e engenheiro grego Arquimedes de Siracusa foi reconstruído após dois milênios. Arquimedes viveu no século 3 antes de Cristo e se tornou um dos maiores cientistas da Antiguidade Clássica. O globo metálico que ele projetou reproduz as movimentações do Sol, da Lua e dos cinco planetas conhecidos em seu tempo.
O modelo foi construído pelo mecânico e ex-curador do Museu de Ciência em Londres, na Inglaterra, Michael Wright. Fascinado por história e pelo universo, o britânico realizou o projeto a partir de suposições baseadas nas pesquisas e leituras feitas ao longo dos anos.
Os acadêmicos contemporâneos geralmente partem do pressuposto que, caso a esfera de Arquimedes existisse, exibiria as posições astronômicas em uma superfície plana. No entanto, Wright acredita que ela seria um globo em 3D e, a partir disso, construiu um modelo para demonstrar o funcionamento do modelo de acordo com a sua ideia.
Segundo o curador britânico, o modelo possui “a perspectiva da visão dos olhos de Deus” do cosmos, e o artefato foi construído com técnicas parecidas com as que Arquimedes pode ter utilizado. A esfera original provavelmente foi feita de bronze, porém Wright esculpiu a sua em cobre, com vinte centímetros de diâmetro.
Na reconstrução, a esfera representa o céu e as figuras gravadas nela, as constelações. Os ponteiros indicam as posições da Lua, do Sol e dos planetas no céu, que são conectados juntos por 24 engrenagens em seu interior. Conforme o globo é girado pela mão, os mecanismos movem os ponteiros.
Ninguém sabe ao certo se Arquimedes de fato construiu a esfera, no entanto, o objetivo de Wright é mostrar que é muito possível que sim. O modelo será exibido no Museu de Arte Antiga de Basileia, na Suíça, a partir desta semana.

10.846 – Por que corruptos do mundo todo abrem contas em bancos suíços?


corrupcao
Porque os banqueiros suíços têm o direito, garantido por lei, de não revelar quem são seus clientes. Os bancos são a grande fonte de riqueza do país – os outros clichês suíços (chocolates, queijos e relógios) têm participação bem menor na economia. As 369 instituições financeiras mantêm cerca de US$ 2,4 trilhões em seus cofres – 27% de todo o dinheiro depositado fora de seu país de origem. Seu grande atrativo é um recurso chamado sigilo fiscal, que garante anonimato ao cliente e atrai milionários de basicamente todos os países.
Na primeira metade do século passado, muitos europeus, descontentes com a inflação de seus países, levaram seus montantes para os bancos suíços. O recurso do anonimato, no entanto, atraiu todo tipo de investidor – principalmente quem queria esconder dinheiro. Foi durante a 2ª Guerra que ocorreu o ápice da lavagem de dinheiro por bancos suíços: entre 1940 e 1945, eles haviam transformado em francos suíços 75% do ouro saqueado por Hitler dos países ocupados. Ou seja: o ouro roubado foi vendido para o exterior. Então as libras, dólares e marcos alemães pagos pelo metal precioso passou a servir como uma espécie de lastro para a moeda suíça. Nisso, o dinheiro estava lavado: o ouro nazista tinha se metamorfoseado num franco suíço mais forte, com maior valor diante do dólar, da libra, do marco alemão (que era o “dólar da europa” antes do euro). Para evitar abusos, o Parlamento suíço aprovou em 1988 a lei de combate à lavagem de dinheiro, que obriga todos os bancos a alertar as autoridades caso haja suspeita de que o dinheiro depositado em alguma de suas contas tenha origem ilegal. Mesmo assim, o país continua sendo visto como um porto seguro para montanhas de dinheiro vindas de fontes duvidosas, já que a Suíça ainda mantém um grau elevado de sigilo, e é um país bem mais estável que outros destinos com bancos “discretos”, como as Bahamas e as Ilhas Cayman, no Caribe.

10.845 – Bombas Nucleares Poderiam tornar Marte Habitável


marte bomba
A ideia de Elon Musk, fundador da empresa de viagens espaciais SpaceX e também conhecido como ‘o Tony Stark do Vale do Silício’ por ser um bilionário disposto a investir em projetos mirabolantes, é tornar Marte habitável fazendo uso de bombas nucleares.
A declaração foi dada no programa de TV americano “The Late Show”, com o apresentador Steven Colbert. Na ocasião, ele explicou que as bombas seriam o modo mais rápido de causar uma mudança climática que pudesse fazer o planeta vermelho se aproximar do clima que conhecemos na Terra.
Claro que a ideia de bombardear o planeta não pegou muito bem, mas ele tratou de se explicar em evento nesta sexta-feira, 2. Ele não quer explodir a superfície de Marte; ele apenas quer bombardear os céus dos polos marcianos regularmente com um intervalo de alguns segundos entre uma explosão e outra.
Segundo ele, a prática criaria dois pequenos sóis pulsantes sobre estas regiões. “As bombas ficariam sobre o planeta, não no planeta. Muitas pessoas não lembram que o nosso sol é uma grande fusão nuclear”, ele explicou.
Com este dois “sóis” nos polos marcianos, Musk diz que o planeta ficaria mais quente, transformando o dióxido de carbono congelado em gás. O CO2 é um gás estufa capaz de prender o calor na atmosfera, e, em tese, permitiria que Marte tivesse um clima mais próximo do terrestre, não tão gelado como hoje.
Elon Musk é obcecado com a ideia da colonização de Marte e sua empresa está perto de anunciar planos de alcançar o planeta vermelho em breve. Mas e quanto a esquentar o planeta? Ao ser questionado se seria realmente possível colocar em prática seu plano, ele nem pestanejou e respondou: “sim, absolutamente, sem problemas”.

10.844 – Cinema – Perdido em Marte


perdido em marte
Mais um filme sobre o tema Marte, que promete ser manchete de jornais nas próximas décadas.
Enredo
O astronauta Mark Watney (Matt Damon) é enviado a uma missão em Marte. Após uma severa tempestade ele é dado como morto, abandonado pelos colegas e acorda sozinho no misterioso planeta com escassos suprimentos, sem saber como reencontrar os companheiros ou retornar à Terra.

perdido2

Muito bem cotado pela crítica, aqui vai algumas curiosidades
Inicialmente, Perdido em Marte foi anunciado para 4 de março de 2016, antes dos estúdios Fox decidirem antecipar o projeto para 25 de novembro de 2015 nos Estados Unidos.
De forma despretensiosa
O escritor do livro, Andy Weir, publicou seu livro pela primeira vez no próprio site/blog despretensiosamente. Até que, as pessoas lhe pediram para que colocassem em uma plataforma para download.
Deserto vermelho
O filme foi gravado em Wadi Rum, na Jordânia, que tem um deserto de cor vermelha.
Características de Marte
A pressão atmosférica sobre a superfície de Marte é em média 0,087 psi, cerca de 0,6% da pressão do nível do mar na Terra, que é de 14,69 psi. Tão baixo que uma “tempestade feroz”, como é dito por especialistas, seria algo parecido com uma brisa leve de “bagunçar o cabelo”. Devido à baixa densidade do ar, o som não viaja como acontece na Terra e é preciso estar ao lado de alguém e gritar para ser ouvdo, acreditando ser possível sobreviver a temperatura congelante, atmosfera venenosa e falta de pressão.

10.843 – Ideias Mirabolantes para a Vida Eterna – Bactérias de 3,5 milhões de anos


bacteria
Mais uma teoria controversa para solucionar o problema da morte.
A bactéria foi encontrada no permafrost siberiano, e ele diz que agora está mais forte e nunca fica doente. Anatoli Brouchkov, chefe do Departamento de Geocriologia na Universidade Estadual de Moscou, diz que não teve nem gripe ao longo dos dois anos após a injeção.
As bactérias, denominadas Bacillus F, mantiveram-se vivas no permafrost durante milhões de anos. Os cientistas testaram-nas em ratos e células sanguíneas humanas, mas Brouchkov disse que decidiu se tornar uma cobaia para o experimento. “Comecei a trabalhar por mais tempo e sequer tive uma gripe durante os últimos dois anos”, disse ele ao The Siberian Times.
“Após experiências bem-sucedidas em ratos e moscas de fruta, eu pensei que seria interessante tentar a cultura bacteriana inativada. O permafrost é praticamente um descongelamento, e eu acho que essas bactérias acabam entrando no ambiente, indo para a água que abastece a população local. De fato, o povo Yakut estaria recebendo essas bactérias com a água, e até mesmo parecem viver mais tempo do que algumas outras nações. Portanto, não havia nenhum perigo para mim. Mas nós ainda não sabemos exatamente como ela funciona. Na verdade, nós não sabemos exatamente como funciona a aspirina, por exemplo, mas a produzimos”, completou ele.
A bactéria também poderia ser a chave para a fertilidade, pois permite que ratos fêmeas mais velhas reproduzam depois da idade normal. Descrevendo as descobertas como uma “sensação científica” e um “elixir da vida”, o epidemiologista de Yakutsk, Dr. Viktor Chernyavsky, disse: “As bactérias fornecem substâncias biologicamente ativas durante toda a sua vida, que ativa o estado imunológico dos animais experimentais. Como resultado, ratos velhos não só começaram a ficar mais ativos, como também férteis”. Segundo ele, quando a bactéria for dada às pessoas, isso poderia causar uma melhora significativa na saúde, levando à descoberta de um “elixir da vida”.
A bactéria foi descoberta em 2009 por Anatoli Brouchkov, chefe do Departamento de Geocriologia da Universidade Estadual de Moscou, em um antigo permafrost de Mammoth Mountain, na república de Sakha, também conhecida como Yakutsk, a maior região da Sibéria.
Brouchkov acredita que as bactérias realmente poderiam proteger os humanos. “Seria ótimo encontrar os mecanismos de proteção do envelhecimento, de danos e de doenças, e usá-los para lutar contra nosso envelhecimento. Este é a principal enigma da humanidade e eu acredito que temos de trabalhar para resolvê-lo. Agora nós temos uma chave, as antigas bactérias que os cientistas têm encontrado em um ambiente extremo e antigo”, disse ele.