10.968 – Em 20 de Agosto de 1977, a nave Voyager 2 é lançada para explorar Júpiter, Saturno, Urano e Mercúrio


voyager-2

Nesse dia, era lançada pela Nasa a nave Voyager 2, em Cabo Canaveral, na Flórida (EUA). Esta nave passou por Júpiter, Saturno, Urano e Mercúrio e enviou dados importantíssimos para pesquisas científicas. Em 1989, ultrapassou a órbita de Plutão e saiu do Sistema Solar. Em 2005, a Voyager 2 estava a 75 UAs da Terra – UAs, a unidade astronômica, pode ser definida como a distância média entre a Terra e o Sol. A nave carrega um disco fonográfico feito de ouro intitulado “Sounds of the Earth” (Sons da Terra), com 1h30min de música e alguns sons da natureza do planeta Terra. Em maio de 2010, a sonda estava na constelação de Telescópio.

10.967 – Mega Memória – Em 20 de Agosto de 1975, foi lançada Viking 1, a primeira sonda da Nasa enviada para Marte


viking-1-

A primeira das missões da Nasa rumo a Marte, o veículo espacial Viking 1, foi lançada em um dia como este, no ano de 1975, a bordo do foguete Titan-Centaur. Foram necessários 10 meses de viagem até chegar ao Planeta Vermelho.
Cinco dias antes da inserção em órbita, o equipamento começou a enviar imagens de Marte para a Terra. A aterrissagem da Viking 1 estava programada para o dia 4 de julho de 1976, mas a equipe em terra considerou que a área de pouso era muito rochosa e resolveu esperar por uma oportunidade mais segura, o que só aconteceu no dia 20 de julho, quando o “lander” se separou do “orbiter”.
Ao todo, a Viking 1 operou durante seis anos. Em 21 de novembro de 1982 houve a perda de controle do equipamento. Em 2006, a Viking 1 foi fotografada na superfície de Marte pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter.

10.966 – NASA planeja uma habitar Vênus através de cidades voadoras


venus-planeta-

Uma equipe de cientistas da NASA pretende desenvolver uma “cidade-nuvem” flutuante na atmosfera de Vênus, para que populações humanas possam habitá-la permanentemente. Embora Vênus possua características similares às da Terra, é certo que suas condições climáticas infernais tornam o planeta pouco apto para a vida. Vênus está envolvido por uma atmosfera densa de nuvens de ácido sulfúrico extremamente tóxico, e a superfície suporta uma pressão 90 vezes maior que a da Terra. Trata-se do planeta mais quente do Sistema Solar.
Mas o Langley Research Center (LaRC), da NASA, parecer ter uma boa solução para inabitabilidade venusiana, ao propor a instalação de uma residência para seres humanos na atmosfera planetária. Batizado de “Conceito Operacional de Alta Altitude em Vênus” (HAVOC), o projeto inclui uma série de instâncias que seriam iniciadas com o envio de um robô à atmosfera para avaliar suas águas e continuaria com uma missão orbital tripulada de 30 dias. Se tudo correr bem, o HAVOC poderá se transformar em uma cidade flutuante que abrigará a presença permanente do homem em Vênus.
A missão contempla o uso de aeronaves de hélio, movidas à energia solar e que flutuariam a 50 km sobre a superfície de Vênus, onde a temperatura ainda é moderada.

10.965 – Corajoso – Bill Gates experimenta água obtida a partir de fezes humanas. E gosta


Bill-Gates

Pode ser só um golpe publicitário, mas, para demonstrar a qualidade do equipamento em que investiu, Bill Gates, criador da Microsoft, tomou um copo de água obtida por meio de fezes humanas. “A água estava tão boa quanto qualquer uma engarrafada que eu já tomei. Estudei a engenharia por trás dessa máquina e beberia essa água tranquilamente todos os dias”, escreveu Gates em seu blog.
Os resíduos sólidos inseridos na máquina são fervidos e liberam água em forma de vapor, que é purificada para o consumo. Os sólidos restantes são incinerados e produzem um vapor que movimenta um motor, gerando energia elétrica. Com isso, a máquina é autossuficiente em termos de energia.
“Doenças causadas por falta de saneamento matam 700 000 crianças todos os anos e impedem que muitas outras se desenvolvam plenamente”, escreveu Gates. A máquina, chamada Omniprocessor, foi desenvolvida pela empresa de engenharia americana Janicki Bioenergy. Gates conta em seu blog que a próxima geração desse processador será capaz de produzir 86 000 litros de água potável por dia, a partir dos dejetos de 100 000 pessoas.
O próximo passo, descreve ele, é a criação de um projeto piloto em Dacar, no Senegal.