10.843 – Biologia Marinha – Impactos no ciclo de nitrogênio afetam vida marinha e humana


oceanos-tem-mais-um-problema

As mudanças induzidas pelo homem no ciclo do carbono, como seu aumento na atmosfera e no oceano, o que causa acidificação, são impactos observados há décadas. No entanto, um estudo publicado esta semana na Science mostra que atividades humanas, em particular processos industriais e agrícolas, têm também impactos significativos no ciclo de nitrogênio do mar.
A taxa de acumulação de nitrogênio reativo (como óxidos de nitrogênio da queima de combustíveis fósseis e amônia do uso de fertilizantes) mais que dobrou globalmente nos últimos 100 anos. E este aumento antropogênico da substância atingiu magnitude comparável a cerca de metade da fixação de nitrogênio pelo oceano (o processo natural pelo qual o gás atmosférico se torna um nutriente útil para organismos).
David Karl, diretor do Centro de Oceanografia Microbial da Universidade do Havaí, e pesquisadores da Coréia, Suíça e da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA trabalharam conjuntamente para avaliar a concentração de nitrato em mar aberto do Pacífico Norte dos anos 1960 aos anos 2000.
A análise, capaz de discernir fixação de nitrogênio derivada de atividades humanas daquela natural, revelou que a concentração de nitrato aumentou substancialmente nas águas de superfície do Pacífico Norte nos últimos 30 anos, o que se deve em grande parte ao acúmulo de nitrogênio na atmosfera. “É um resultado preocupante que eu não teria previsto,” disse ontem Karl”. “O Pacífico Norte é tão vasto que é difícil imaginar que humanos pudessem impactar o ciclo natural de nitrogênio”.
Como a atividade biológica é limitada pela disponibilidade de nitrato no oceano, o acúmulo de nitrogênio da atmosfera pode aumentar a fotossíntese em suas camadas expostas ao sol e exportar material orgânico da superfície para águas profundas.
“A crescente população humana precisa de energia e alimento. Infelizmente, a poluição de nitrogênio é uma consequência indesejada, e nem o oceano aberto é imune a nossas atividades industriais”, afirmou Karl, de acordo com o Business Standard.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s