10.383 – Morre Carlos Townsend, o pai da Rádio Cidade


Mais um do tempo que se fazia rádio de qualidade, se foi
Mais um do tempo que se fazia rádio de qualidade, se foi

Ele também foi um dos apresentadores da primeira fase do programa Discoteque da Transamérica, sendo substituído por Elói de Carlo na segunda fase.
Ele tinha descoberto um câncer há 6 meses e vinha tentando lutar contra a doença. Ele faleceu no final de semana em Fort Lauderdale na Flórida (USA). Townsend é considerado o “pai da antiga Rádio Cidade”. Ele deixa esposa e dois filhos adolescentes.
Carlos Townsend teve seu primeiro contato com a música aos 4 anos de idade quando ganhou sua primeira “vitrola” que tocava apenas singles importados de 45 RPM. Aos 14 anos já montava fitas cassete caseiras e aos 16 tornou-se DJ profissional fazendo festas na zona sul do Rio de Janeiro. Seu primeiro emprego registrado foi aos 18 anos, na TV Globo, convidado por Antonio Faya para ser Assistente de Sonoplastia.
Pouco depois foi para os Estados Unidos fazer vários cursos de rádio e TV. Acabou formado em “Radio-TV Broadcast Technology” pela Miami-Dade College, na Flórida. Voltou ao Brasil com a intenção de continuar a trabalhar em televisão, mas o destino acabou levando-o para o rádio quando venceu uma concorrência interna no Sistema de Rádio Jornal do Brasil para o desenvolvimento de uma nova emissora, quando elaborou a proposta da “Rádio Cidade”. Seu projeto foi o vencedor. Com isso selecionou e treinou os primeiros apresentadores da rádio FM. Criou o conceito de rádio TOP 40 brasileira, pesquisou e elaborou a programação musical. Alem do Rio de Janeiro também implantou as Rádios Cidade de São Paulo, Belo Horizonte, Recife e Goiânia. Todas as cinco emissoras chegaram ao 1º lugar do Ibope. Também atuou nas rádios Manchete e Transamérica.
Após 10 anos de atuação no meio rádio, Carlos decidiu buscar novos desafios. Foi convidado por Aloysio Reis para ingressar na indústria fonográfica como “Label Manager” do departamento internacional da CBS Discos (hoje Sony Music) onde ficou por 5 anos. Trabalhou com artistas como George Michael e Santana entre outros. Na sequencia foi convidado por Jorge Davidson para ser Gerente de Marketing e A&R Internacional na EMI Music.
Em 1992 montou sua própria empresa, a Work Station Produções. com o propósito inicial de trazer ao Brasil artistas internacionais. Chegou a realizar shows com Chris Montez e Papa Winnie. Entretanto, o Plano Collor acabou por então inviabilizar este ramo de negócio. Curiosamente, neste período, pediu Nelson Meirelles para montar uma banda para acompanhar Papa Winnie que, mais tarde, tornou-se “O Rappa”.
Em 1994, resgatando o desejo inicial de trabalhar com áudio & vídeo, mudou o ramo de atuação da Work Station Produções, que hoje é uma produtora que atende exclusivamente à indústria de entretenimento produzindo comerciais para Internet, TV e rádio, bem como planos e “cases” de Marketing em vídeo para produtoras, agências de publicidade, gravadoras e distribuidoras de cinema.
Em 2005 fundou a RadioMakers com o objetivo de desenvolver conteúdo de entretimento para mídias avançadas. Faz locução em inglês para a VoiceOver tendo feito centenas de narrações para os vídeos da TV Globo, COB e as empresas de Eike Batista!

10.382 – História da Dance Music no Rádio – Quando se produziam grandes programas


Programa Discotheque
Esse foi um dos melhores do gênero, saiu do ar em 1980. Na época da explosão da Disco tinha 3 horas de duração. Depois já na última fase, diminuiu para 2 horas de duração. Era transmitido pela Rede Transamérica.

Clique no link e baixe uma edição especial do programa:

http://www.4shared.com/mp3/sInwNM1tba/Discoteque_Transamrica_-_Edita.html?

Mazzei em NYC, de lá para a Rua Augusta em Sampa
Mazzei em NYC, de lá para a Rua Augusta em Sampa

The Big Apple Show
Direto de NYC, mixado e apresentado pelo radialista e DJ Julinho Mazzei, passou por várias emissoras de rádio.
Radio Fly da Jovem Pan
Também produzido e mixado por Julinho Mazzei, já no final dos anos 80, trazia os grandes singles do mundo dances e as viradas dos melhores DJs de Sampa.

Ritmos de Boate
O programa Ritmo de Boate foi ao ar por mais de 15 anos na extinta Rádio Mundial do RJ, atual CBN. Eu conheci o programa aqui de Sampa, a rádio pegava aqui e em outros estados (fraquinho mas pegava) o sinal chegava nos estados de ES, MG e aqui.
O programa ia ao ar diariamente de segunda a domingo da meia noite a 1h (hora que a emissora saía do ar) pela rádio Mundial do Rio de Janeiro e agitou a noite dos cariocas e de cidades vizinhas de 1980 a 1995, quando a rádio foi extinta, surgindo a CBN. Com a popularização do FM e em função das limitações técnicas do AM quanto a qualidade de som, foi ficando inviável a continuidade de emissoras com programação musical na faixa AM.

House Definition de 2001
Do fundo do baú um house definition, extinto programa da Energia 97 que marcou época, mas saiu do ar um pouco antes da morte do DJ Ricardo Guedes.

Programa Night Session Edit
Esse é um dos poucos programas no ar atualmente no dial paulistano que ainda vale a pena ouvir.
Uma referência
O programa Night Sessions da Enegia 97 é uma boa referência para aqueles que querem ficar por dentro dos lançamentos da house. O time de DJs é uma verdadeira seleção.

Dancing Nights
Muita gente gravou em K7 outro programa que marcou época no Rádio brasileiro, o Dancing Night, transmitido em rede nacional pela Transamérica, plantou a semente da Disco/Dance music nas mais longínquas cidades brasileiras que só conheciam o forró e outras coisas do gênero.

Ouça e baixe trechos do programa através desse link:

http://www.4shared.com/mp3/z-ICQZVKce/DN_varios_trechos.html?

Edição Especial

http://www.4shared.com/mp3/NuA9x4SVce/Dancing_Nights_Editado.html?

10.381- Neurologia – Um em cada três casos de Alzheimer pode ser evitado


alzheimer grafico

Um terço dos casos de Alzheimer no mundo tem prevenção, já que é desencadeado por fatores que podem ser evitados. São eles: sedentarismo, tabagismo, diabetes, hipertensão, obesidade, depressão e baixos níveis de educação. A conclusão faz parte de uma pesquisa publicada na revista médica The Lancet Neurology.
O estudo, feito por especialistas americanos e britânicos, foi conduzido no Instituto de Saúde Pública da Universidade de Cambridge. A estimativa apontada pelo trabalho é menor do que a de um estudo anterior feito pelos mesmos pesquisadores, que havia indicado que metade dos casos de Alzheimer poderia ser evitada.
Acredita-se que 44 milhões de pessoas no mundo tenham Alzheimer e que esse número chegue a 106 milhões de casos até 2050. Segundo pesquisa de Cambridge, no entanto, se a população mundial diminuir em 10% cada um dos fatores de risco modificáveis da doença, será possível evitar cerca de 9 milhões de casos de Alzheimer até 2050.
O novo estudo se baseou em estatísticas sobre a doença nos Estados Unidos e na Europa e relacionou esses dados com a prevalência de fatores de risco à saúde, como obesidade e diabetes, nessas regiões.
Mega Dicas
É durante o sono que a memória e a aprendizagem se consolidam. Na fase denominada REM, o cérebro reúne as informações e lembranças adquiridas no dia e as repete para si mesmo — isto é, reativa os circuitos neurais utilizados durante o dia. A partir daí, o conteúdo migra para a chamada memória de longo prazo. “De dia, as informações estão bagunçadas no cérebro. No sono reparador, elas se organizam e passam a fazer sentido. Esse processo faz com que a pessoa não esqueça o que estudou, por exemplo”, explica Edson Issamu Yokoo, neurologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo. Por isso, dormir bem é um conselho recorrente para estudantes.
Esqueça Cigarro
“O tabagismo leva à perda de memória de modo indireto”, explica Lucas Alvares, neurocientista e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Fumar deteriora as paredes das artérias, o que contribui para o depósito de gordura e dificulta a circulação sanguínea e o funcionamento do cérebro. Com isso, elevam-se os riscos de formação de coágulos, responsáveis pelo bloqueio da circulação das artérias e, consequentemente, pelo AVC isquêmico, que leva à morte de neurônios na região afetada.
Segundo uma pesquisa publicada pelo periódico Drug and Alcohol Dependence, realizada com fumantes, ex-fumantes e pessoas que nunca haviam fumado, os tabagistas se lembravam de 59% de suas tarefas, ante 74% dos ex-fumantes e 81% dos que jamais fumaram.
Tratar do stress e da depressão
O estado de stress crônico libera hormônios como adrenalina e cortisol, que prejudicam a fixação da memória. “Níveis elevados e prolongados de cortisol levam à diminuição das células do hipocampo, relacionado à memória”, diz Lucas Alvares. Já a depressão diminui a atenção do indivíduo. “A pessoa tem menos motivação para focar em determinadas situações cotidianas”, diz André Lima, neurologista membro da Academia Brasileira de Neurologia. Em casos mais graves, a depressão pode levar à demência por transtornos psiquiátricos.

pressao-sanguinea-

Controlar a hipertensão
A hipertensão pode fazer com que os vasos do cérebro se estreitem, já que estimula o aumento da musculatura dos vasos e diminui a permeabilidade para a passagem de nutrientes, oxigênio e gás carbônio. “Esse estado prejudica a circulação e favorece o derrame, causador da morte dos neurônios”, explica Eduardo Mutarelli, neurologista do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.
Um estudo divulgado pela revista The Lancet constatou que a pressão arterial elevada em pessoas de 40 anos afeta de forma negativa as massas cinzenta e branca do cérebro, regiões envolvidas na memória e na cognição. Controlar a hipertensão, portanto, afasta diferentes males, como problemas cardíacos, AVC isquêmico e, consequentemente, a perda de memória.
Ter níveis baixos de colesterol LDL
Níveis altos de colesterol LDL, chamado de colesterol “ruim”, leva ao depósito de gordura nas paredes das artérias de todo o corpo — inclusive no cérebro — e que causa o entupimento das veias. Esse fator acarreta em um AVC isquêmico que induz à morte de neurônios do local afetado e, assim, a dificuldades na memória. “É o que chamamos de demência vascular”.
Tomar café moderadamente
A cafeína ativa a liberação de energia da célula. Com isso, os impulsos cerebrais têm um desempenho melhor, o que contribui para a melhor fixação da memória. “Estudos recentes estão voltados para interpretar como a cafeína atua mais detalhadamente no hipocampo”, explica Lima. O Ministério da Saúde recomenda o consumo de 300 a 500 mg de cafeína por dia, o que equivale de três a cinco xícaras de café.

10.380 – Óptica – Os espelhos e suas imagens


Espelhos são geralmente constituídos de uma superfície de vidro revestidas por trás com uma fina camada de prata ou com placas de metal polido. De acordo com a forma de sua superfície, os espelhos podem ser classificados como planos e esféricos. Quando nos olhamos num espelho, vemos uma representação de nós mesmos, a nossa imagem. Podemos defini-la como a reprodução de um objeto por meios ópticos.
Espelhos esféricos diferem dos planos, pois modificam o tamanho do objeto. Entre os espelhos esféricos, se diferenciam 2 tipos, os côncavos e os convexos. Estes são muito usados como retrovisores de carros.
Os côncavos, ao contrário, por ter as bordas mais próximas do objeto, refletem imagens ampliadas.
Refração da luz
Já notamos que as piscinas parecem mais profundas do que realmente são, ou que um lápis dentro de um frasco com água, parece quebrado ou torcido. Tais fenômenos se devem à refração da luz.
Chamamos de refração da luz o fenômeno em que ela é transmitida de um meio para outro diferente.

Nesta mudança de meios a frequência da onda luminosa não é alterada, embora sua velocidade e o seu comprimento de onda sejam.
Com a alteração da velocidade de propagação ocorre um desvio da direção original.
Para se entender melhor este fenômeno, imagine um raio de luz que passa de um meio para outro de superfície plana, conforme mostra a figura abaixo:

refraçaõ da luz