10.089 – Doação de Voz (?)


fonógrafo

Se você já comunicou sua família que, quando morrer, quer doar seus órgãos, parabéns! Mas não precisa esperar até lá para ajudar quem precisa. Além de sangue, medula óssea, rim e partes do fígado e pulmão, é possível doar a sua voz para aqueles que não podem falar. Sabia?
Criado por dois cientistas da fala, Rupal Patel e Tim Bunnell, o aplicativo VocalID pretende acabar com aquela voz sintética robótica que resta como única opção para pessoas que perdem a capacidade de falar ao longo da vida. A ideia dos pesquisadores é produzir vozes customizadas para cada pessoa, com a ajuda daqueles que conseguem falar.
Funciona assim: você se voluntaria como doador de voz no site do VocalID, grava de 2 a 3 horas de discurso no seu celular em um ambiente silencioso e envia o conteúdo para a equipe.
Com a ajuda de um programa chamado ModelTalker, os cientistas cortam o discurso para captar as unidades básicas da fala e, assim, combiná-las de diferentes jeitos, para formar novas palavras e sentenças.
Mas não precisa se preocupar: não terá ninguém por aí falando exatamente como você. A equipe do VocalID também grava os poucos sons que seus pacientes conseguem emitir e, ao misturá-los com a fala do doador, criam uma nova voz, única (aqui, eles exemplificam o processo).
Ainda em estágio inicial, o VocalID só aceita discursos em inglês, mas já está precisando (muito!) de doadores – inclusive crianças. Que tal (literalmente) dar voz a alguém?

10.088 – Contradições – Copa explora tatu como mascote, mas não ajuda a conservar espécie


fuleco

Desde que virou mascote da Copa de 2014, o tatu-bola estampa o material promocional da Fifa e de seus parceiros, posa ao lado de celebridades e tem sua imagem comercializada em vários produtos. Tudo isso, porém, trouxe poucos resultados – e, principalmente, recursos- para a conservação da espécie, dizem ambientalistas.
Eles reclamam que a Fifa não repassa recursos para conservar a espécie, exclusiva do Brasil e classificada como vulnerável à extinção.
Também há reclamações da falta de divulgação, nas aparições e nos produtos vinculados a Fuleco, sobre as características naturais da espécie e as ameaças a seu habitat e conservação.
O tatu-bola vive sobretudo na caatinga e tem sofrido com a destruição de seu habitat. Nos últimos dez anos, houve um declínio de 30% na população.
Por meio de sua assessoria, a Fifa informou que se engaja nas questões ambientais e que admira e respeita o trabalho da ONG. Eles informaram que um dos parceiros da entidade, a Continental Pneus, já repassa recursos para a preservação do tatu-bola na Associação Caatinga.
Segundo o secretário da associação, esse é o único apoio recebido de um patrocinador da Copa até o momento, e o suporte foi apenas para 2013.
“Estamos em contato para verificar a possibilidade e interesse de apoio para 2014”, completou Castro. Ele lembra que outras empresas envolvidas com a Copa do Mundo, assim como a Fifa, não quiseram destinar recursos para proteger o tatu-bola.

10.087 – O eclipse total que deixou a Lua cor de sangue


eclipse 15 abril

Na madrugada deste dia 15 de abril de 2014, um eclipse lunar total deixou a lua cor de sangue.
A cor instigou a curiosidade de pessoas pelo mundo, mas tem uma explicação simples – durante um eclipse total, a Lua passa para a parte mais escura da sombra da Terra, a umbra. Ali, recebe a luz do Sol filtrada pela atmosfera terrestre, o que a torna vermelha.
Pelo mundo todo, pessoas se reuniram para apreciar o fenômeno. Na foto, um grupo de madrugadores de Melbourne, Austrália. No Brasil, o eclipse começou por volta das 3h da manhã.
O eclipse do dia 15 inaugura uma sequência de 4 eclipses totais que segue até setembro de 2015. Os astrônomos chamam o fenômeno de tétrade. Na foto, a Lua vista no céu do Texas, Estados Unidos.
A Lua vermelha ficou no céu por volta de 78 minutos. O próximo eclipse total acontecerá no dia 08 de outubro. Anote no calendário.
Eclipses lunares totais não são comuns. Do total de eclipses, representam meros 28,8%.
Tétrades, como a que começou nesta madrugada, são ainda mais raras. Durante todo o século XXI, ocorrerão 8 dessas sequências. Essa foi a segunda do século.

lunar_eclipse_r

lunar_eclipse_sequencia