9925 – Acidente Aéreo – Avião da Malaysia Airlines estava a centenas de quilômetros da rota


acidente aéreo

O avião da Malaysia Airlines que desapareceu em março de 2014, estava a centenas de quilômetros da rota do voo 370, de Kuala Lumpur para Pequim, afirmam militares ouvidos por veículos de imprensa.
Um oficial graduado da Força Aérea da Malásia afirmou à CNN que a aeronave sumiu dos radares próximo à pequena ilha de Pulau Perak, no Estreito de Malacca – no lado da Península Malaia oposto à direção que deveria seguir rumo à capital chinesa. De acordo com a mesma fonte, até o último contato da tripulação com a torre de controle de Kuala Lumpur, o avião estava na rota correta, sobre o Golfo da Tailândia, próximo ao Vietnã. O transponder (aparelho que emite sinais sobre a lovalização do avião) parou de funcionar aproximadamente no mesmo momento em que cessaram os contatos com a torre.
Segundo o site do The New York Times, o comandante das Forças Aéreas da Malásia, general Rodzali Daud, afirmou a um jornal malaio algo semelhante ao que foi descrito para a CNN. Os militares, disse Daud, receberam sinais no sábado que mostraram que, após a última comunicação com a torre, o avião mudou radicalmente seu curso, da direção nordeste para a oeste, e voou centenas de quilômetros sobre a Península Malaia, chegando ao Estreito de Malacca, onde perde-se seu rastro.
“Ele mudou de curso após Kota Bharu e seguiu em altitude mais baixa. Ele entrou no Estreito de Malacca”, afirmou um militar à Reuters.
A informação sobre o grande desvio em relação à rota não foi oficialmente confirmada. Entretanto, na segunda-feira, as autoridades informaram que estavam ampliando a área de busca por destroços e vestígios no mar para o lado oeste da Península Malaia. Essa expansão é interpretada como um indício de que as equipes de buscas têm dados de que o avião foi para o Estreito de Malacca.

9924 – O Planeta-anão Ceres


Ceres é um planeta anão que se encontra no cinturão de asteroides, entre Marte e Júpiter. Ceres tem um diâmetro de cerca de 950 km e é o corpo mais maciço dessa região do sistema solar, contendo cerca de um terço do total da massa do cinturão.
Apesar de ser um corpo celeste relativamente próximo da Terra, pouco se sabe sobre Ceres. A superfície ceriana é enigmática: em imagens de 1995, pareceu-se ver um grande ponto negro que seria uma enorme cratera; em 2003, novas imagens apontaram para a existência de um ponto branco com origem desconhecida, não se conseguindo assinalar a cratera inicial.
A própria classificação mudou mais de que uma vez: na altura em que foi descoberto foi considerado como um planeta, mas após a descoberta de corpos celestes semelhantes na mesma área do sistema solar, levou a que fosse reclassificado como um asteroide por mais de 150 anos.
No início do século XXI, novas observações mostraram que Ceres é um planeta embrionário com estrutura e composição muito diferentes das dos asteroides comuns e que permaneceu intacto provavelmente desde a sua formação, há mais de 4,6 bilhões de anos. Pouco tempo depois, foi reclassificado como planeta anão. Pensava-se, também, que Ceres fosse o corpo principal da “família Ceres de asteroides”. Contudo, Ceres mostrou-se pouco aparentado com o seu próprio grupo, inclusive em termos físicos. A esse grupo é agora dado o nome de “família Gefion de asteroides”.
Ceres é o maior objeto do cinturão de asteroides, um conjunto localizado entre as órbitas de marte e Júpiter. Mas não se parece, exatamente, com os asteroides típicos que povoam o imaginário popular. Por causa de seu tamanho, ele é classificado como uma planeta anão. Tal qual Plutão (que foi considerado planeta até 2006, quando uma revisão o fez cair de categoria)

Observações anteriores feitas pelo telescópio Herschel já tinham detectado uma fina camada de vapor d’água em torno do asteroide. Segundo os cientistas, o vapor pode ter duas fontes: o calor do Sol, que faz a água sob a superfície evaporar; ou alguma espécie de atividade vulcânica sob a crosta do asteroide.
A capacidade de liberar jatos de vapor coloca Ceres em um grupo seleto dentre os membros do Sistema Solar – o de corpos gelados e vaporosos. É o caso da lua de Júpiter , Europa, e de uma das luas de Saturno, Enceladus.
A descoberta não é mera curiosidade. Os cientistas têm uma teoria de que a água na Terra se originou do choque do nosso planeta com asteroides e meteoros. Os jatos de vapor de Ceres colaboram para corroborar essa hipótese.

vapor_em_ceres_ii

9923 – Mega Sampa – Uso de moto aumenta 44% em cinco anos em SP


motoca

Basta circular cinco minutos por qualquer esquina movimentada da região central de São Paulo para ter certeza de que o aumento de 44% em cinco anos no uso da moto detectado pela pesquisa é fato real.
Segundo a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) de 2012, no Sudeste, 15,1% das residências têm motos, ante 50,7% com carro.
O registro de 32.873 motos emplacadas apenas na capital em 2013 também indica um aumento vertiginoso dessa frota.
Esse fato tem trazido muitos riscos principalmente para os usuários desse meio de transporte.Estudos mostram que o risco de morrer em uma moto, na cidade, é 30 vezes maior do que para quem circula apenas de carro.
Outro dado é a quantidade de pessoas que usam táxi para circular pela Grande SP. O incremento entre 2007 e 2012 é de 55%.
Segundo os dados de 2012, 158 mil viagens diárias são feitas de táxi. No conjunto geral dos meios de deslocamento por São Paulo, trata-se de um transporte ainda pouco representativo.
Entre os principais modos de transporte usados pelo paulistano, o uso de ônibus fretado foi o único que caiu. Entre 2007 e 2012, diminuiu 22%.

9922 – Mega Byte – Cuidado com o golpe


Seja mais esperto do que os golpes de mídias sociais
Como reconhecer truques cibernéticos no Facebook, Twitter e outros? Você tem acompanhado as notícias ultimamente? Os golpes parecem estar ocorrendo em todo lugar. Como histórias de que celebridades como Jackie Chan e Will Smith morreram (embora ainda estejam vivos) e o Instagram decidiu excluir contas ao seu próprio critério.
O que está acontecendo? Falta de informação, boatos sobre vírus e golpes criminosos estão a todo vapor. E estão chegando rapidamente aos sites de mídia social, como Twitter ou Facebook. Mas por quê? Parece que o “príncipe nigeriano” que deixou bilhões de dólares para você de herança (somente, claro, depois que você lhe enviar centenas de dólares para as “tarifas de processamento”), finalmente ligou o desconfiômetro. Esse truque já é velho e agora outros foram lançados; por isso, este artigo discute os mais recentes golpes na mídia social. Alguns podem estar ultrapassados. Outros são bem novos. Todos devem ser evitados. Redutores de URLs: proceda com cuidado!
Você acaba de clicar em um URL que provavelmente foi reduzido. Os redutores de URL podem transformar URLs longos em algo bem mais curto. Até aí nada de errado. O perigo está na forma como os golpistas podem usar esses URLs para ocultar suas atividades criminosas. Um novo golpe está surgindo nos apps de mensagens de redes sociais. Ele funciona assim: você recebe uma foto sugestiva de um estranho contendo um URL reduzido, no qual você deve clicar para adicioná-lo(a). Esse URL oculta um malware que o inscreve para receber spam de um site com conteúdo para adultos e outros mais. Assista a este vídeo para entender melhor sobre o que estamos falando e evitar que isso aconteça. Infectando seus amigos:
os criadores de vírus sabem muito bem que todos adoram um app gratuito, e é por isso que você deve sempre se certificar de que a origem do app é confiável. Isso não inclui a publicação de um estranho no YouTube ou Facebook contendo um URL reduzido. Executar um software executável pode abrir totalmente o seu computador para um ataque, pois o malware pode desativar a sua proteção antivírus atual se ela não for robusta o suficiente. As pessoas podem propagar malware acidentalmente em redes sociais, direcionando todos os seus contatos a algum site malicioso, com a promessa de jogos ou filmes gratuitos e muito mais. Não seja um participante ativo desse processo. Alerte seus filhos e netos. Não confie em qualquer um. Verifique as fontes e aja de acordo com o que descobrir. Evitando fraudes sinceras:
os criminosos cibernéticos sabem que uma boa forma de propagar seus golpes em mídias sociais é o apelo emocional. Isso é feito através de golpes do tipo “descanse em paz”, como nos casos das celebridades que mencionamos acima ou do compartilhando mensagens ou vídeos sensacionalistas. E ainda pior, esses golpes podem ser ainda mais baixos e incluir eventos reais como o de uma criança sofrendo de uma doença terminal. Por que isso? Há várias possibilidades. O resultado pode ser um grande aumento no número de “curtir” ou visualizações da página, ajudando os golpistas a promover publicidade duvidosa, ou pode ser o redirecionamento dos seus contatos para páginas ou apps impregnados de malware. Agora que você já está ciente desses golpes, poderá evitar de se tornar a próxima vítima, mantendo-se sempre vigilante e desconfiado. O uso de software de segurança que o alerte sobre sites perigosos com base na sua reputação também pode ajudar.

Sysmatec