9328 – Usina eólica paga multa de US$ 1 milhão por provocar morte de aves migratórias


catavento

Do New York Times para o Mega

A companhia de energia americana Duke Energy fez um acordo para pagar multas de US$ 1 milhão (cerca de R$ 2,35 milhões) por causa da morte de pássaros protegidos pela lei do país. As aves morreram ao se chocar com as torres de geração de energia eólica.
A subsidiária Duke Energias Renováveis foi considerada culpada pela corte distrital em Wyoming, na última sexta, por violar uma lei federal que protege a migração de pássaros.
Na ação, ela foi condenada por causar a morte de 14 águias douradas e dúzias de outros pássaros em dois projetos de geração de energia eólica, desde 2009. As águias douradas, comuns nas Grandes Planícies do meio-oeste americano, chegam a medir 1,8 metro de uma asa a outra.
No acordo, a companhia ofereceu pagar multas a vários grupos ambientais, além de fazer um plano de prevenção contra a morte de pássaros.
Segundo o Departamento de Justiça, a empresa foi considerada culpada porque, quando construiu as usinas de geração eólica, sabia que ela poderia causar a morte das aves.
A Duke declarou que já está trabalhando com funcionários federais para limitar a perda de pássaros. Está instalando um novo radar para detectar as revoadas e usando biólogos de campo para localizar as águias e determinar quando as turbinas devem ser desligadas.