8005 – Automóvel – Vela superpotente reduz a poluição


Controlar a emissão de poluentes pelo motor dos carros não é fácil. Mas o inventor inglês Michael Ward acredita ter resolvido a questão. Ele construiu um novo tipo de vela cujas faíscas melhoram a queima do combustível. Se a queima não se completa – por ausência de ar -, sobram os chamados hidrocarbonos, maléficos à saúde. Quando se aumenta a entrada de ar- e a temperatura -, a queima produz novos tipos de moléculas tóxicas, os óxidos de nitrogênio. A saída desse labirinto, diz Ward, consiste em acelerar a queima. Sua vela possui uma cavidade circular feita de tungstênio, níquel e ferro, que aumenta a potência da faísca para centenas de watts, contra algumas dezenas de watts das velas convencionais. Nesse caso, a temperatura se eleva bastante, mas a queima é suficientemente rápida para evitar os resíduos inconvenientes. O inventor também aperfeiçoou uma técnica já utilizada, na qual parte dos gases já queimados voltam a participar da combustão. Com isso, reduziu a emissão de óxidos de nitrogênio e de hidrocarbonos a níveis 30% inferiores aos que se exigirão dos carros em breve. Além disso, o consumo foi 11 % menor que o dos carros atuais.