4535 – Música – Toney Lee


Seu single mais conhecido alcançou o Top 10 da Bilboard em 1983. “Reach Up”, que foi produzido e escrito por Eric Matthew (mais conhecido por seu trabalho para músicos como Gary Gang , Sharon Redd e Sinnamon).
A trilha também é conhecida por sua dub técnicas, uma pós-disco fenômeno que precedeu emergentes e a house music.
Atualmente Lee está no segmento Gospel.

4534 – Asteroide passa perto da Terra na terça, mas não há risco de colisão


O asteroide 2005 YU55 passará nesta terça-feira bem perto da Terra, às 21h28 (horário de Brasília), a uma distância inferior à da Lua.
Sem representar risco de colidir com o planeta, o asteroide representa uma rara oportunidade para os cientistas de estudar esse tipo de corpo celeste sem gastar tempo e dinheiro com sondas lançadas no espaço.

A rocha cósmica tem cerca de 400 metros de diâmetro, e sua órbita e posição são bem conhecidas, acrescentou o pesquisador Don Yeomans, do JPL (Laboratório de Propulsão a Jato, da Nasa, sigla em inglês), em Pasadena, na Califórnia.
Milhares de astrônomos profissionais e amadores irão acompanhar com seus telescópios a passagem do YU 55, que será visível apenas no Hemisfério Norte.
Mas ele estará apagado demais para ser visto a olho nu, e rápido demais para ser acompanhado pelo telescópio espacial Hubble.
Os cientistas suspeitam que há milênios o YU 55 esteja visitando a Terra, mas, devido à atração gravitacional dos planetas, que ocasionalmente altera sua rota, é impossível dizer com certeza há quanto tempo o asteroide percorre a sua órbita atual.
Estudos anteriores mostram que o asteroide, mais preto que carvão, se enquadra entre os asteroides da classe C, possivelmente composto de materiais à base de carbono e algumas rochas de silicato.
Mais informações sobre sua composição e estrutura devem ser fornecidas por imagens de radares e estudos químicos da sua luz quando da passagem rente à Terra.
“Li que seremos capazes de ver detalhes até um tamanho de cerca de 15 pés (4,5 metros) na superfície do asteroide”, disse Fisher.
A Nasa trabalha atualmente em uma missão para recolher em 2020 amostras de um asteroide conhecido como 1999 RQ36 e para enviar uma tripulação a outro asteroide em meados da próxima década.
O Japão também pretende lançar em 2018 uma missão para recolher amostras de um asteroide.
A Nasa monitora de perto o asteroide 2005 YU55 que se aproxima da Terra e, na próxima terça-feira (8), deve passar a uma distância inferior à da Lua. No entanto, segundo a agência espacial americana, não há risco de colisão com o planeta.
O asteroide tem 400 metros de extensão, equivalente ao comprimento de um porta-aviões. Segundo cálculos da Nasa, deve passar a uma distância mínima de 324 mil quilômetros, menos que a distância da Lua, que fica a cerca de 384 mil quilômetros da Terra.
As antenas do centro de vigilância do espaço profundo da Nasa situado em Goldstone (Califórnia) vigiarão a partir desta sexta-feira a trajetória do asteroide, que, segundo os especialistas, está bem definida.
O potente radar do observatório de Arecibo, situado em Porto Rico, se unirá à equipe de vigilância no próximo dia 8, quando se estima que o asteroide chegue ao ponto mais próximo da Terra.
Os cientistas já advertiram que a influência gravitacional do asteroide não terá nenhum efeito detectável na Terra, como marés ou movimentos nas placas tectônicas.
Embora este asteroide costume realizar uma trajetória que o faz se aproximar periodicamente da Terra, bem como de Vênus e Marte, o encontro deste ano será o mais próximo dos últimos 200 anos.
Durante o monitoramento, os cientistas utilizarão as antenas de Goldstone e Arecibo para rebater ondas de rádio no asteroide. Os ecos das ondas servirão para conhecer detalhes da superfície, forma, dimensões e outras propriedades do corpo celeste.
As observações que o radar de Arecibo fez do asteroide em 2010 mostram que sua forma é quase esférica e viaja lentamente, com um período de rotação de aproximadamente 18 horas.
Os astrônomos indicam que a última vez que uma rocha espacial deste tamanho se aproximou tanto da Terra foi em 1976 e que a próxima aproximação conhecida de um asteroide com tais dimensões será no ano 2028.

4533 – Bang Bang À Italiana – O Dragão Chinês e o Pistoleiro



Milionário morto durante assalto frustrado, deixa pista para encontrar sua fortuna. Um aventureiro e seu sobrinho buscam os pedaços do mapa, que estão tatuados nas nádegas de quatro mulheres.
Filme antigo de muita ação, vale a pena rever.
Título no Brasil: O dragão chinês e o pistoleiro
Título Original: Blood MOney
Mídia (Formato): VHS / Colorido
Distribuição (Selo): FJLucas Video
Diretor: Antony M. Dawson
Elenco: Lee Van Cleef, Lo Lieh
Duração: 107 min.
Ano: 1974
País: Italia
Gênero: Faroeste

4532 – Mega Memória – Viagem Fantástica


Tal desenho foi criado em 1968 após o sucesso da série Viagem ao Centro da Terra, ambas da produtora Filmation. Assim como Viagem ao Centro da Terra, Viagem Fantástica também foi baseada num longa metragem homônimo de sucesso. O sucesso era garantido e foi exatamente o que aconteceu com essa série que foi ao ar pela primeira vez nos EUA em 1968 e ficou no ar até 1970, sendo retransmitida inúmeras vezes por diversos canais ao redor do mundo, inclusive no Brasil até meados dos anos 80.

4531 – Por que o espinafre é a verdura do Popeye?


O criador do personagem quando criança sempre recebia conselhos de um velho marinheiro escocês:se quiesesse ter a força para derrubar um elefante, deveria comer espinafre. Popeye apareceria pela 1ª vez em 17 de janeiro de 1929, numa tira de jornal. Ele era um figurante que fez tanto sucesso que se tornou o astro da própria tira. Na década de 1930, o espinafre conquistou a garotada norte americana e seu consumo cresceu em 33%. Mas é claro que o espinafre está longe de ser o elixir descrito nas aventuras, mas tem alto valor nutritivo, sendo rico em ferro, cálcio e fósforo, além de vitaminas A e do complexo B.

4530 – Como a fórmula da Coca-Cola se mantém secreta?


Porque alguns elementos podem aparecer na fórmula em uma percentagem menor que 1%. Até mesmo um ingrediente isolado da mistura, como essência de limão, já é oresultado de uma mescla de centenas de outros elementos e para se obter uma essência igual, só detectando todos esses componentes. Produzir um clone exato do refrigerante é um desafio complicado. Uma essência natural de limão produzida na Flórida seria bem diferente de uma feita em São Paulo. Mesmo que fosse possível imitá-la, a Coca-Cola tem 100 anos de propaganda e é o nome mais valorizado do planeta, com um valor estimado de 70 bilhões de dólares. Mas o papelzinho com a mistura secreta continua guardado num cofre de banco em Atlanta, no EUA, sede da companhia.

4529 – Por que uma ferida coça quando está cicatrizando?


Pode parecer engraçado, mas a coceira é o sintoma mínimo da dor. “Quando ferimos alguma região do corpo, surge um processo inflamatório”, explica um dermatologista do Hospital das Clínicas de São Paulo. Os terminais nervosos são estimulados e sentimos a dor, que aumenta de acordo com a gravidade da inflamação. Quando inicia-se a cicatrização, a inflamação vai diminuindo aos poucos e o incômodo também, até se transformar apenas em uma coceira. É sinal que o local ainda não desinflamou totalmente. Mas já está quase bom.

4528 – Quanta comida cabe no estômago de uma pessoa normal?


É difícil dizer, porque o estômago nunca fica totalmente cheio. À medida que vamos comendo, a digestão já acontece. “Se pegarmos o estômago de uma pessoa normal, amarrarmos as duas pontas e enchermos de líquido, cabem cerca de dois litros”, afirma um gastroenterologista da Universidade Federal de São Paulo. Mas em condições normais, a quantidade de comida parada vai depender de vários fatores.
Se for muito gordurosa, por exemplo, fica parada mais tempo porque a digestão é difícil. O líquido é o contrário: passa rápido. A mastigação também é importante. Se a comida estiver bem moidinha, não demora para ser digerida. Pode-se dizer que, o estômago médio comporta de 1 a 1,3 litro. Para os obesos, chega a 1,5 litro. É difícil calcular isso em gramas. Se for apenas líquido, cabe entre 1 e 1,3 quilo. Só que, quanto mais denso o alimento, maior o peso.

4527 – Pediatria – Qual a doença detectada pelo teste do pezinho?


O teste consiste em analisar duas gotas de sangue tiradas do pé do bebê um ou dois dias depois do nascimento, quando ele já começou a mamar. “Ele serve para diagnosticar precocemente duas doenças”, explica o criador mundial do exame. Uma é a fenilcetonúria, a incapacidade de metabolizar a fenilalanina. Essa substância, encontrada em vários alimentos, é um aminoácido essencial para o corpo. Só que, para poder ser aproveitada pelo organismo, é preciso que seja transformada por uma enzima. Do contrário, o aminoácido fica circulando pelo corpo e, ao chegar ao cérebro, provoca pequenas hemorragias. No caso da criança, a função cerebral pode ser afetada a ponto de provocar retardamento mental irreversível.
Outra doença detectada é o hipotiroidismo. Os hormônios produzidos pela tiróide são indispensáveis para o crescimento do cérebro. Pelo exame do pezinho é possível saber se a criança produz o hormônio em quantidade suficiente. Nos dois casos, quando tratadas desde cedo, as doenças são reversíveis, daí a imensa utilidade do teste.

4526 – Paleontologia – A lula não aparenta a idade que tem


Pesquisadores ingleses liderados por Neville Hollingworth, do Conselho de Pesquisa sobre o Ambiente Natural do Reino Unido, desenterraram uma raridade paleontológica na região de Wiltshire, perto da cidade de Bristol. São onze lulas fossilizadas, com a idade de 165 milhões de anos. “Topar com os moluscos intactos é uma surpresa”, comentou um professor da Universidade Estadual Paulista, em Rio Claro.
“Os tecidos moles que compõem a maior parte do corpo desses animais costuma se desintegrar com o tempo.” Olhando de perto, você vê que a lula não evoluiu nada nesse tempo todo. Os fósseis são praticamente iguais às suas parentas atuais.

4525 – Qual a origem dos talheres?


Jamais um artefato de mesa causou tanta polêmica quanto o garfo. Até o século XI, quase todo mundo comia com as mãos. Os mais polidos usavam apenas três dedos para levar o alimento à boca. Nesse século, Domênico Salvo, um membro da corte de Veneza, casou-se com a princesa Teodora, de Bizâncio. Ela levou no enxoval um objeto pontudo, com dois dentes, que usava para espetar os alimentos.
Uma heresia, pois o alimento, fornecido por Deus, era sagrado e tinha que ser comido com as mãos. Pouco a pouco, membros da corte e do clero foram adotando o talher. Mas o hábito demorou para pegar entre a população. O espeto ganharia mais dentes e só passaria a ser popular no século XIX.
A faca é o mais antigo dos talheres. O Homo erectus, que surgiu na Terra há 1,5 milhão de anos, criou a primeira faca, feita de pedra. Certamente não era usada na mesa. Servia para caça e defesa. Desde então, o homem sempre carregou uma faca. Na Idade do Bronze, que começou por volta de 3 000 a.C., elas passaram a ser feitas com esse material e se difundir. Nessa época, a mesma faca que servia para matar um homem era usada também para descascar frutas. O primeiro a sugerir que cada homem deveria ter um talher para ser usado exclusivamente à mesa foi o cardeal Richelieu (1585 – 1642), um fervoroso defensor das boas maneiras, por volta de 1630. Ao contrário da faca, a colher já surgiu com o objetivo de servir alimentos. Há registros arqueológicos de artefatos parecidos com esse talher com mais de 20 000 anos, feitos de madeira, pedra e marfim. Mas, no início, a colher era de uso coletivo, e parecia uma concha. “Quando surgiu o pão, há 12 000 anos, usava-se uma colher para jogar o caldo sobre ele”.

4524 – Paleontologia – Descoberta ninhada de dinossauros


Não foi por profissionalismo, mas por curiosidade. Quem fez a mais recente descoberta de ovos de lagartos pré-históricos foi um paleontólogo amador. O francês Alain Cabot encontrou o depósito de fósseis à beira do Lago Thaus, perto de Montpellier, no sul da França. O achado foi confirmado depois por uma equipe de pesquisadores liderada por Monique Vianey-Liaud, da Universidade de Montpellier II. Os ninhos estão dispostos numa área de 25 quilômetros quadrados, cada um deles contendo de cinco a quinze ovos. Alguns guardavam ainda restos das cascas quebradas pelos filhotes que conseguiram nascer. A esperança dos pesquisadores é achar o feto de uma nova espécie dentro de algum dos fósseis do lago Thaus. Apesar de existirem centenas de espécies de dinos, até hoje só se descobriram cinco fetos nos ninhos espalhados pelo mundo.
Os ninhos são tirados em fôrmas de gesso para não se quebrar. Dentro dessas bolotas estão os ovos, um deles com um feto verdadeiro.

4523 – Guerra dos Sexos – Mulher tem mais habilidade social


Elas teriam maior facilidade para perceber e respeitar as emoções alheias. Agora, essa fama acaba de ter um indício de confirmação científica – que não deixa os homens tão mal assim.
Testes feitos por um psiquiatra chinês indicaram que a habilidade social das moças vem de um gene localizado no cromossomo X, mas que só é ativo quando vem do pai. Para entender o raciocínio de Skuse, lembre-se de que a mulher tem dois cromossomos X e o homem tem um X e um Y. No infográfico ao lado, vê-se que os meninos ganham o Y do pai e, por isso, sempre recebem o X da mãe. Neles, portanto, o gene da sociabilidade não é ativado. Já as mulheres, como têm um X vindo do pai e outro da mãe, nascem socialmente corretas. Pelo menos é o que diz a teoria de Skuse.
Antigamente os homens precisavam mais de aptidões guerreiras do que de boas maneiras.

4522 – Biologia Marinha – A flora das geleiras


O biólogo Kevin Arrigo, da Nasa, deu um passo fundamental para entender o primeiro elo da cadeia alimentar na Antártida. Calculou a quantidade de microalgas que crescem na água do mar congelada. Ele simulou em computador o crescimento das algas. E chegou à conclusão de que, mesmo no inverno, a flora marinha cresce a cada dia 50 microgramas para cada metro quadrado da crosta de gelo. “A concentração varia muito e chega a 1 grama de clorofila por metro quadrado”. Você sabe: clorofila é a substância das plantas que faz a fotossíntese. Durante um ano, em 20 milhões de quilômetros quadrados de gelo, as microalgas liberam no ar 35 milhões de toneladas de carbono. O que torna possível a existência de tanta alga é que o gelo é cheio de microcanais por onde circula água rica em sais minerais. E aí é o seguinte: a microflora alimenta o krill, um camarãozinho que faz o cardápio de animais maiores.

4521 – A água pode virar um ímã?


Não. Nenhum líquido pode ser transformado em um ímã permanente. Mesmo o ferro, se for esquentado até derreter, perde a sua imantação. Isso porque os átomos precisam estar muito organizados para que o material se transforme em um ímã, o que é impossível no estado líquido, quando estão em constante movimento. Existe uma forma de organizar os átomos da água, mas não permanentemente: se ela for submetida a um forte campo magnético, seus átomos todos se alinham. Mas, assim que o campo for retirado, volta tudo a ficar bagunçado.
Para que um material se transforme em um ímã permanente é preciso que, dentro dele, se formem pequenos ímãs alinhados entre si. Em cada um deles, os elétrons dos seus átomos giram todos na mesma direção e no mesmo plano. “À temperatura ambiente, isso só pode ser feito com o ferro, o níquel, o cobalto e o galodínio”

4520 – Porque as lesmas deixam um rastro brilhante?


A gosma que elas soltam ajuda a caminhar mais rápido. Se é que o andar de uma lesma pode ser chamado de rápido. O corpo do molusco é mole e mucoso, apropriado para a vida em ambientes úmidos, e composto por uma grande quantidade de água. A carapaça que o reveste é pequena e, para evitar que o organismo se desidrate em lugares mais secos, o corpo é coberto com um tipo de líquido viscoso.
Só que, além de servir como hidratante, a gosminha tem ainda outra função, tão importante quanto a primeira. “À medida que o bicho anda, abandona sob o corpo parte do líquido, o que diminui o atrito com as folhas ou a madeira por onde ele passa”.

4519 – Zoológico no Ar


Mais ou menos.Trata-se dos microorganismos.
Sai da frente que lá vem germe
Um atchim espalha 10 milhões de vírus e bactérias.
Em um espirro, os micróbios chegam a ser ejetados a até 4 metros. Entre os mais comuns estão o vírus da gripe (abaixo à esquerda) e a bactéria da pneumonia (abaixo à direita)
Olha quem está pisando na sua grama
Seres microscópicos se transformam em astronautas no quintal de casa.
– Os fungos unicelulares do gênero Dictyostelium são parecidos com amebas. Perambulam pelo chão do jardim, engolindo pedaços de folhas mortas, bactérias e fungos.

– Se o alimento escasseia, milhões de fungos rastejam para um ponto central e se unem, formando uma colônia coesa.

– A colônia se arrasta à velocidade de 2 milímetros por segundo, por cerca de 1 hora, até acabar com a comida das redondezas.

– Aí a colônia muda de forma: os microrganismos começam a se empilhar numa minitorre.

– As criaturas que estão por baixo morrem e se transformam numa espécie de cimento. As outras continuam a subir.

– No alto, constroem em torno de seus corpos uma espécie de cápsula espacial esférica onde são armazenadas água e comida.

– A cápsula se lança ao vento e pode voar por meses, até cair de novo. De preferência, num solo rico em matéria orgânica para se reproduzir.
Os grãos de pólen atravessam oceanos pelos ventos.
Você já parou para pensar como foi que aquele canteiro vazio no seu jardim de repente se encheu de plantinhas, sem ninguém botar a mão na terra? Pois é, nesse caso, quem banca o jardineiro é o vento. O ar está cheio de pólen de acácias, ervas daninhas, juncos, palmeiras, capins, oliveiras e dentes-de-leão, entre outros. O pozinho mágico da reprodução é capaz de empreender viagens aéreas de milhares de quilômetros, povoando ilhas isoladas no meio dos oceanos. “Os grãos são dotados de bolsas ocas, que funcionam como velas”, explicou à SUPER a palinologista Maria Stella Silvestre Capelato, do Instituto Botânico, em São Paulo. “Com esse equipamento de navegação, a flora flutuante pode chegar a 4 quilômetros de altitude.” Só que a maravilhosa ferramenta da biodiversidade é também uma grande causa de alergias respiratórias. Os grãos, ao encontrar um terreno úmido, liberam substâncias chamadas glicoproteínas. Se, por azar, a umidade em que o pólen cair não for de um pedaço de terra, mas da mucosa do seu nariz, as glicoproteínas podem ativar o sistema imunológico. Resultado: espirros e inflamação das vias respiratórias – a alergia que os povos do hemisfério norte chamam de febre do feno.
Além dos micróbios, existe um farto lixo orgânico bombardeando seu rosto constantemente: micropedaços de pêlo, de asas de insetos e até fezes de ácaro. Isso mesmo. Esses parentes da aranha, acusados de ser grandes causadores de alergia, dificilmente saem das roupas, dos travesseiros e dos tapetes. “O que mais sobe no ar são as fezes deles”, conta a alergologista Maria Cândida Rizzo, da Universidade Federal de São Paulo. E esses cocozinhos causam mais problemas alérgicos do que os próprios bichos.
Toda essa fauna está atraindo cada vez mais médicos, microbiologistas e meteorologistas para uma nova especialidade, a Aerobiologia. Eles estão interessados em entender como surgem e se deslocam partículas de origem biológica, importantes não só para a saúde humana mas também para a reprodução de animais e vegetais.

4518 – Sistema Digestivo – As Diarréias


São evacuações numerosas de fezes liquefeitas. A causa mais comum e simples é a gastroenterite, causada pela ingestão de alimentos estragados, ou que provocam alergia. A seguir vem as colites ulcerativas, ileíte regional, diverticulite e etc. A ingestão de grandes doses de laxativos ou purgativos. Distúrbio funcional conhecido como dispepsia em pessoas nervosas, altamente tensas e neuróticas.Indivíduos tensos são mais sensíveis.
Casos em que deve haver consulta médica – Quando não para em alguns dias. Quando acompanhada por outros sintomas como febre alta, dores e sensação geral de mal estar e também quando aparece sangue nas fezes. A diarréia funcional sara espontaneamente após alguns dias. A causada por doença orgânica ou infecciosa continua por semanas e pode vir associada a outros sinais, entre eles a presençade sangue nas fezes, como dissemos. O exame destas pode revelar a presença de um germe ou parasita responsável pelo problema. Exames clínicos e laboratoriais são indicados pelos especialistas como a radiografia, a endoscopia, exame instrumental do reto e sigmoide ( retossigmoidoscopia).
Diarréia causada pela ingestão de alimento estragado ou infectado aparece espontaneamente, outros tipos requerem tratamento específico para eliminar o agente causador. Medicamentos que prendem o intestino não ajudam no tratamento e por aliviar os sintomas retardam a cura.
Antibióticos – Alguns causam a diarréia. Isso ocorre pela destruição das bactérias úteis que vivem no intestino e que, quando destruídas abrem espaço para bactérias úteis que vivem no intestino e que, quando destruídas abrem espaço para bactérias maléficas não sensíveis aos antibióticos, em geral estafilococos, que se multiplicam e produzem a irritação na mucosa intestinal chamada de enterocolite pseudo membranosa.
Gastroenterite – É uma inflamação aguda na mucosa do intestino e estômago. Vejamos as principais causas:
Vírus – Como na gripe intestinal.
Alergia a certos alimentos ou bebidas
Alimentos estragados
Intoxicação alimentar
Certos medicamentos que estimulam a atividade do intestino como vitamina C, aspirina e genéricos, anti-inflamatórios
Venenos
Alcoolismo
Inflamação causada por um germe como a febre tifóide, cólera e etc
Sintomas – Começa repentinamente com a perda de apetite e náusea, seguidas de cólicas abdominais, vômitos e diarréia. Segue-se em seguida a fraqueza excessiva, pode haver febre e o abdome fica distendido e se apresenta dolorido. Dura 2 a 3 dias. No diagnóstico é preciso distuingui-la de outras doenças que requerem cirurgia, como apendicite ou a ruptura intestinal.
Tratamento – Repouso absoluto, jejum alimentar de 24 a 48 horas, sedativos e medicamentos para reduzir a atividade intestinal. A recuperação geralmente acontece, exceto se a enterite for causada por grande dose de veneno ou intoxicação alimentar causada por germe do botulismo.

4517 – Mega Bloco – De olho no estômago


Câncer de Estômago

O estômago é o órgão que vem logo após o esôfago, no trajeto do alimento dentro do aparelho digestivo. Ele tem a função de armazenar por pequeno período os alimentos, para que possam ser misturados ao suco gástrico e digeridos.
O câncer de estômago (também denominado câncer gástrico) é a doença em que células malignas são encontradas nos tecidos do estômago. Os tumores do câncer de estômago se apresentam, predominantemente, sob a forma de três tipos histológicos: o adenocarcinoma, responsável por 95% dos tumores gástricos, o linfoma, diagnosticado em cerca de 3% dos casos, e o leiomiossarcoma.
Epidemiologia
Cerca de 65% dos pacientes diagnosticados com câncer de estômago têm mais de 50 anos. O pico de incidência se dá em sua maioria em homens, por volta dos 70 anos de idade.
No resto do mundo, dados estatísticos revelam um declínio da incidência do câncer gástrico, especificamente nos Estados Unidos, Inglaterra e em outros países mais desenvolvidos. A alta mortalidade é registrada atualmente na América Latina, principalmente nos países como a Costa Rica, Chile e Colômbia. Porém, o maior número de casos de câncer de estômago ocorre no Japão, onde encontramos 780 casos por 100.000 habitantes.
Fatores de Risco
Vários estudos têm demonstrado que a dieta é um fator preponderante no aparecimento do câncer de estômago. Uma alimentação pobre em vitamina A e C, carnes e peixes, ou ainda com uma alto consumo de nitrato, alimentos defumados, enlatados, com corantes ou conservados no sal são fatores de risco para o aparecimento deste tipo de câncer. Outros fatores ambientais como a má conservação dos alimentos e a ingestão de água proveniente de poços que contém uma alta concentração de nitrato também estão relacionados com a incidência do câncer de estômago.
Há também fatores de risco de origem patológica. A anemia perniciosa, as lesões pré-cancerosas como a gastrite atrófica e metaplasia intestinal e as infecções gástricas pela bactéria Helicobacter pylori podem ter fortes relações com o aparecimento desta neoplasia. No entanto, uma lesão pré-cancerosa leva aproximadamente 20 anos para evoluir para a forma grave. Sendo assim, a medida mais eficaz para diminuir os riscos é iniciar uma dieta balanceada precocemente, ainda na infância.
Pessoas fumantes, que ingerem bebidas alcoólicas ou que já tenham sido submetidas a operações no estômago também têm maior probabilidade de desenvolver este tipo de câncer.
Prevenção
Para prevenir o câncer de estômago é fundamental uma dieta balanceada composta de vegetais crus, frutas cítricas e alimentos ricos em fibras. Além disso, é importante o combate ao tabagismo e diminuição da ingestão de bebidas alcoólicas.

Detecção Precoce
A detecção precoce pode ser feita por rastreamento populacional, através de exame radiológico contrastado do estômago. Este procedimento é indicado somente para pessoas que residem em áreas com elevado índice de incidência e mortalidade, como o Japão.
No entanto, ao sentir sintomas digestivos como dor de estômago, saciedade precoce ou vômitos, inclusive hemorrágicos, procure um médico.

Sintomas
Não há sintomas específicos do câncer de estômago. Porém, algumas características como perda de peso, anorexia, fadiga, sensação de plenitude gástrica, vômitos, náuseas e desconforto abdominal persistente podem indicar uma doença benigna ou mesmo o câncer de estômago.
Massa palpável na parte superior do abdome, aumento do tamanho do fígado e presença de linfonodo (íngua) na região supraclavicular esquerda (região inferior do pescoço) e nódulos periumbilicais indicam o estágio avançado da doença.
Sangramentos gástricos são incomuns em lesões malignas, entretanto, a hematemese (vômito com sangue) ocorre em cerca de 10 a 15% dos casos de câncer de estômago.
Os sintomas mais comuns do câncer de estômago são:
Sensação de inchaço no estômago após as refeições ou sensação precoce de satisfação durante as refeições;
Desconforto abdominal;
Dor abdominal tipo úlcera e azia forte;
Náuseas e vômitos;
Perda do apetite;
Indigestão ou queimação periódica;
Diarréia ou constipação;
Fraqueza e fadiga;
Perda de peso não intencional;
Vômitos com sangue ou sangue nas fezes;
Evacuação de fezes escurecidas, pastosas e com odor muito forte que significa presença de sangue digerido nas fezes, chamado melena.
Diagnóstico
Um número elevado de casos de câncer de estômago é diagnosticado em estágio avançado devido aos sintomas vagos e não específicos. Embora a taxa de mortalidade permaneça alta, um significativo desenvolvimento no diagnóstico deste tipo de câncer permitiu a ampliação do número de detecções de lesões precoces. Atualmente são utilizados dois exames na detecção deste tipo de câncer: a endoscopia digestiva alta, o método mais eficiente, e o exame radiológico contrastado do estômago. A endoscopia permite a avaliação visual da lesão, a realização de biópsias e a avaliação citológica da mesma. Através da ultrassonografia endoscópica é possível avaliar o comprometimento do tumor na parede gástrica, a propagação a estruturas adjacentes e os linfonodos.
Tratamento
O tratamento cirúrgico é a principal alternativa terapêutica para o câncer de estômago. A cirurgia de ressecção (gastrectomias) de parte ou de todo o estômago associada à retirada de linfonodos, além de permitir ao paciente um alívio dos sintomas, é a única chance de cura. Para determinar a melhor abordagem cirúrgica, deve-se considerar a localização, tamanho, padrão e extensão da disseminação e tipo histológico do tumor. São também esses fatores que determinam o prognóstico do paciente. A radioterapia e a quimioterapia são considerados tratamentos secundários que associados à cirurgia podem determinar melhor resposta ao tratamento.

4516 – Mega Polêmica – Eles acreditam mais em ETs do que em Deus



Eles quem? Os britânicos. Uma pesquisa feita por um jornal revelou que britânicos acreditam mais em fantasmas e extraterrestres do que em Deus. Das 3 mil pessoas entrevistadas, 58% afirmaram acreditar em coisas sobrenaturais e ETs, enquanto 54% deles disseram acreditar em Deus (alguns acreditavam nos dois).
Ainda de acordo com a pesquisa – que foi encomendada pela produtora que distribui os DVDs da série Arquivo X – as mulheres são as mais descrentes.
E você, em que acredita?
Veja algumas opiniões dessa Mega Polêmica:
Opinião 1
Que Deus é esse que castiga as pessoas se não seguirem seus mandamentos??
Na época de inquisição a igreja católica arrumou uma maneira de segurar a ira do povo com a ideía dos castigos divinos.
Hoje já esta muito adiantado em pesquisas da física quantica os saltos quanticos no universo e outras dimenções.
Com certeza ets como asthar sheron vão nos dar várias explicações muito em breve.
Os indios e pessoas com mente dominadas pelos falsos profetas que acreditam na existência de um Deus.
O caminho para tudo isso esta na física quântica que ainda não entendemos por completo.
Opinião 2
Será mesmo isso? Porque não acreditar na existencia de um Deus Todo Poderoso? Só porquê não se sabe como ele criou tudo ou por não entender como ele criou tudo sem que ninguém o tenha feito? Bem, hoje as pessoas acham que sabem tudo, principalmente os cientistas, mas na verdade as pessoas ñ sabem nada( exemplo: apesar de a ciencia avançar muito no conhecimento a respeito da Terra cerca de 40% da Terra ainda está inexplorada e ao passar das épocas coisas que não eram notadas são descobertas; nesse sentido podemos aplicar a tão famosa frase:”só sei que nada sei”); e se pararmos para pensar as pessoas nunca inventaram algo, apenas copiaram da natureza. Existem cientistas que dizem que parece que a Terra estava esperando por nós, seres humanos, porque td nela é tão altamente preciso que seria praticamente impossivel algo tão organizado ter surgido por acaso. Pensem bem, muitas vezes nos admiramos com um quadro bem feito e damos crédito para quem à fez, mas nada chega perto da beleza de uma paisagem natural bem como a harmonia q existe entre as coisas vivas e a complexidade da vida q a cerca. Ñ seria portanto justo dar honra para quem fez essa obra prima manifica?. O universo é um outro exemplo q todas as coisas físicas teve um projeto e consequentemente um criador, podemos dividir o universo em Galaxias, aglomerados e superaglomerados; e mais, em cada aglomerado as galaxias q a compoem ñ estão estáticas, mas sim em constante movimento uma em relação a outra sem contar a interatividade entre os aglomerados dentro dos superaglomerados. Sem essa organização e padrão q existe no universo seria impossivel fazer calculos tão precisos. Sim a Ciência só existe a graças a organização magnifica do universo, e ao contrário do que muitos pensam às “crenças verdadeira”, encontrada (unicamente) na Biblia são compatíveis com a Ciência.
Opinião 3
Acredito mais em ETs do que na existência de um Deus.
Extraterrestres são possíveis um Deus como “pintam e bordam”, não.
A criação de um Deus todo poderoso e criador de tudo, não passa de um embuste para manipular a humanidade.
Foi com essa conversa que a igreja levou vantagens sobre a ignorância humana por milhares de anos, ainda hoje funciona.
Para quem tem a mente dormente e é lento quanto a lógica, acreditar em fantasias e coisas bobas é mais fácil do que aprender de fato.
Mágica não existe e não tem como um ser criar tudo do nada, é certo algo aconteceu, pois estamos aqui e o Universo também. Mas, por não sabermos as respostas certas não devemos ficar nos iludindo com coisas ou seres improváveis e sem lógica.

☻ Nota
Os nomes não serão revelados para não esquentar ainda mais essa Mega Polêmica