4010 – Ufologia


Existe uma extensa programação de pesquisas em nosso planeta, em todas as áreas, afim de que os ETs obtenham as informações necessárias para a efetivação de um futuro contato conosco e o estabelecimento de condições para que eles tragam seus descendentes para cá.
Torna-se importante compreender que os supostos extraterrestres não seriam salvadores da humanidade, missionários do futuro, mensageiros da luz etc. Também, eles não são algozes e não existem os “grays”. Existe uma programação técnica, fria e realista que está sendo cumprida à risca, a fim de obterem as informações necessárias para a efetivação de um contato oficial conosco e o estabelecimento de acordos e condições de ambos os lados. Pelo que se pode confirmar nunca houve e não existe nenhuma imposição por parte dos extraterrestres para que seus objetivos sejam aceitos por nós, sem restrições. Adotam um comportamento pacífico porque precisam da nossa ajuda.
O contato final
Após dezenas de anos de pesquisas do nosso planeta resta somente aos extraterrestres estabeleceram o contato final amistoso ou modificarem o seu comportamento pra mostrar outras condições que, realmente, são indesejáveis para eles e para os terráqueos que não são adeptos do militarismo.
Existem duas possibilidades com referências ao comportamento dos ETs: a cooperação ou o confronto. Tem ficado evidenciado que eles buscam a cooperação. Tudo aquilo que precisam receber nossa parte deverá ser recompensado com o apoio e colaboração para nosso desenvolvimento tecnológico, físico, moral, espiritual e social, mas nunca no sentido bélico e destruidor. O confronto tem sido espalhado, por interesses belicistas e compete a nós todos a condenação dessa inconseqüência exclusiva.
O que supõem os ufólogos:
Uma civilização extraterrestre está pesquisando, em detalhes, o nosso planeta, os seus habitantes e as suas coisas.

– Utiliza equipamentos tecnologicamente avançados para as nossas atuais condições e trabalha no cumprimento de uma programação extensa e bem definida.

– Apresenta comportamento pacifico, porque precisa de nossa ajuda.

– Nunca acontecerá nenhuma espécie de confronto, se depender somente dessa civilização.

– O confronto tem sido estimulado. Por nós, através do poder da divulgação e formação de opinião.

– Não existe nenhuma espécie de submissão aos interesses dos extraterrestres porque nossa reação pode, ou deve, levar em conta o fator de solidariedade universal, que não estamos acostumados a praticar, pois nem sequer a ajuda aos nossos semelhantes tem sido praticada.
A segunda condição básica referente ao nosso comportamento, se apresenta até mais complexa do que a primeira. Ao contrário dos ETs, que trabalham em conjunto na busca de um objetivo comum, a nossa condição é de uma grande diversidade, danosa e improdutiva. Surgia Ufologia, para estudar os UFOs (ou EFOs) e, dentro dela, foram criados diversos ramos com atuações diferentes, algumas improdutivas e até contraditórias. Hoje temos uma Ufologia dividida em duas correntes principais: mística e cientifica.
Lavagem cerebral
Muitas seitas existem e por meio delas os seus “proprietários” espalham ensinamentos que prendem os seus adeptos a violentos processos de alienação-mental. Por que ainda se permite a existência de tais atrasos e seus respectivos atrasados? Várias instituições governamentais de desenvolvimento tecnológico usam e abusam do controle mental através de noticiário enganoso. Seria interessante que os ufólogos reunidos procurassem mostrar a realidade, de uma vez? As informações de que várias civilizações extraterrestres visitam o nosso planeta parece mostrar mais um fator de despistamento, porque procuram anular o objeto do contato oficial conosco. Propaga-se a dúvida de que todas essas civilizações buscariam este contato e, desse modo, fica mais fácil mostrar que isso seria improvável. Ou será que eles chegam até a Terra em excursões de passeio?
UFO