3979 – Museu do Som – A Polyvox


CM 5000, o pré
Caixas Vox

A dupla do barulho

Rádio pra ninguém botar defeito

PR 1500S, o receiver.OBS: antigamente valia a pena adquirir um equipamento sofisticado só para ouvir FM

Marca de equipamentos eletrônicos fundada em 1967 que atingiu grande sucesso nas décadas de 70 e 80. Foi adquirida pela Gradiente, outro fabricante de equipamentos eletrônicos, em 1983. Fabricou a famosa linha de áudio profissional 5000 e o videogame Atari 2600 no Brasil.
Foi fundada por Moris Arditti e Mario Pucci, que também eram sócios em uma loja de som em São Paulo, a Studio3. Mais tarde juntou-se a eles o Eng. Luis Alberto Leme Salvatore, que além de participar da diretoria adquiriu uma participação minoritária na companhia. Durante muitos anos, a Polyvox foi a maior concorrente da Gradiente até ser adquirida por ela em dezembro de 1979. Além de suas instalações em Osasco, SP, a empresa também mantinha uma planta industrial em Manaus, AM.
Pouco após a aquisição, os equipamentos modulares Polyvox deram suporte a nova marca que então começou a fabricação de aparelhos populares: conjuntos integrados tipo 3-em-1 e radio-gravadores além do lendário videogame Atari.
No fim da decada de 1980 os equipamentos modulares foram descontinuados, e por sua vez os mais populares conjuntos integrados deram lugar definitivo na prateleiras. Ainda nos anos 90 era possivel ver na loja ambas marcas em toda a linha da empresa.
A partir de meados da década de 1990 os produtos com a marca Polyvox foram desaparecendo até que ela não foi mais usada. Atualmente não existe mais nenhum produto com esta marca, ainda que a Gradiente mantenha seu registro.
A marca pode voltar, pelo menos é o que diz o site http://www.polyvox.com.br. Mas a realidade de mercado hoje é muito diferente da dos anos 70 e 80.

Um comentário sobre “3979 – Museu do Som – A Polyvox

Os comentários estão desativados.