3038 – Avanços do Século 20 – Capítulo 3


Celular, modelo da década de 90

Medicina
Waksman e Schatz descobriram a estreptomicina, utilizada para tratar a tuberculose e Alfred Charles Kinsey (1894-1956) publicou suas primeiras pesquisas sobre o comportamento sexual do homem. Em 1950, os anti-histamínicos começaram a ser usados contra as alergias e resfriados e o meprobamato como tranquilizante. O isótopo carbono 13 foi descoberto e outro antibiótico foi isolado: a neomicina.
Desenvolvimento tecnológico
Ainda em 1942, entrava em funcionamento o 1° computador automático e foi construído o 1° míssil teleguiado. A Universidade da Pensilvânia, EUA, construiu o primeiro cérebro eletrônico, o antecessor do computador, em 1947 e um avião ultrapassava pela 1ª vez a barreira do som. A URSS lançava o 1° satélite artificial, o Sputinik em 4/10 de 1957 e no mês seguinte, o primeiro ser vivo foi lançado no espaço, a cadela Laika, a bordo do Sutinik 2. O pioneirismo soviético fez com que os EUA criassem depois a NASA e lançassem sua 1ª nave, o Explorer I. Em 1959, a nave espacial soviética Lunik atingiu a Lua; a URSS envia 2 macacos para o espaço. No Atol de Eniwetok, Pacífico e os EUA explodiram a 1ª bomba de hidrogênio em 6/11/1952 e no ano seguinte a URSS explodiu a sua também. Em 1955 foi produzido e detectado o antipróton.
O Laboratório de Los Alamos produzia o neutrino, a partícula atômica sem carga e foi descoberto o anti-nêutron. Em 1952 foi produzida a 1ª pílula anti-concepcional e os 1°s estudos relacionando o fumo ao câncer. Sabin preparava a vacina contra a pólio e em 1960 foi sintetizado o hormônio pituitário.
Willard Frank Libby (EUA, 1908-1980) desenvolveu a técnica para determinar a data dos fósseis através do carbono 14. Produzidos amoniácidos em laboratório. Isolada a clorofila e descoberto outro antibiótico a meticilina. Em 1951, uma filial da 3M Scotch, desenvolvida o processo de gravar imagens em fita magnética, mas o sistema só se tornou viável no ano seguinte quando Ginzburg e Ray Dolby desenvolveram cabeça de gravação móveis. A marinha norte-americana construiu o 1° submarino nuclear, o Nautilus e lançou o porta-aviões Forrestal com 60 mil toneladas. Descoberto o processo de fabricação do diamante artificial a 2700°C. Em 1958 foram realizadas as primeiras gravações stereo. Surgiu o laser. Gagárin (1934-1968) e Shepard fizeram os primeiros vôos espaciais tripulados.
A nave americana Apolo 11 foi a primeira nave tripulada a descer na Lua. No mesmo ano (1969), as Sondas Mariner fotografaram a superfície de Marte e a soviética Vênus 7 desceu em Vênus instalando telescópios refletores de 150 polegadas . A China explodiu também a sua bomba de hidrogênio (1957). Em 1967, Cristian Neethling Barnard, um sul-africano nascido em 1922 fez a primeira operação de transplante de coração na Cidade do Cabo, África do Sul. Utilizado o primeiro marca-passo em 1970. Em 1973 a Pionner 10 transmitiu imagens de Júpiter. Em 1976 foram descobertos 5 anéis de Urano semelhantes aos de Saturno. As naves Voyager, hoje fora do Sistema Solar foram lançadas também nesse ano. Caronte, a Lua de Plutão foi descoberta em 1978.
Paul Berg (americano, nascido em 1926) fez experiências sobre a modificação dos caracteres genéticos e hereditários de um vírus. Foram realizadas em 1972, experiências sobre a possibilidade deseparar células com genes defeituosos. Descobertas as enzimas de restrição fundamentais em engenharia genética. Ainda em 1975, foi desenvolvida a tecnologia da produção de anticorpos monoclonais a partir das células híbridas.

Telefone Celular – Invenção do século 20
OS PRIMEIROS CELULARES CHEGARAM AO BRASIL HÁ 20 ANOS
Em apenas 20 anos, o número de telefones celulares no Brasil cresceu de forma exponencial. Os aparelhos chegaram ao país em 1990, de forma tímida, caindo nas mãos de 667 pessoas que apostaram na tecnologia. Quem diria que, um ano depois, o número já seria dez vezes maior, chegando a 6.700. Foi o início do reinado do eletrônico portátil mais popular do planeta, que hoje supera a marca dos 197,53 milhões de aparelhos ativos só no país – de acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Um feito impressionante, uma vez que o número ultrapassa a quantidade de habitantes do Brasil, que, segundo o IBGE, gira em torno dos 192 milhões de pessoas.