2687-A Academia Brasileira de Letras


Sede da ABL, no RJ

É uma instituição fundada no Rio de Janeiro em 20 de julho de 1897 pelo escritor Machado de Assis, tendo iniciativa de Lúcio de Mendonça. Composta por 40 membros efetivos e perpétuos e 20 sócios estrangeiros, ela tem por fim “o cultivo da língua e a literatura nacional”.A instituição remonta ao final do século XIX, quando escritores e intelectuais brasileiros desejaram criar uma academia nacional, nos moldes da Academia francesa.
A iniciativa foi tomada por Lúcio de Mendonça, concretizada em reuniões preparatórias que se iniciaram em 15 de dezembro de 1896, sob a presidência de Machado de Assis (eleito por aclamação), na redação da Revista Brasileira. Nessas reuniões foram aprovados os Estatutos da Academia Brasileira de Letras, a 28 de janeiro de 1897, compondo-se o seu quadro de 40 membros fundadores. A 20 de julho desse ano era realizada a Sessão Inaugural, nas instalações do Pedagogium, prédio fronteiro ao Passeio Público, no centro do Rio.
A Academia Brasileira de Letras (ABL) nasceu inspirada na Academia Francesa, fundada em 1634, pelo Cardeal Richelieu, para estabelecer e manter os padrões literários franceses. A semelhança entre elas não estava apenas nos objetivos. No início, a ABL tinha trinta membros mas, para ficar mais parecida com a francesa, que tinha quarenta, foram eleitos mais dez, número mantido até hoje. Mesmo o fardão, usado pelos imortais, como são chamados os seus membros, é bastante semelhante ao francês. A principal diferença entre as duas é que a francesa aceita escritores de todos os países que falam francês e a ABL, apenas brasileiros.
A ABL foi fundada em novembro de 1896, no Rio de Janeiro. O escritor Machado de Assis (1839-1908), seu primeiro presidente, liderou o movimento pela sua fundação. Até meados dos anos 70, o regimento era machista: somente autores masculinos eram aceitos. Apenas em 1976 foi aprovada a eleição também de escritoras. A primeira eleita foi Rachel de Queiroz. A palavra “academia” é uma referência ao semideus Academus. Platão ensinava Filosofia, em Atenas, em um jardim de oliveiras consagrado a essa divindade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s