2684-Geografia: O Mar Morto não tá pra peixe


Mar Morto, Tietê é fichinha

É o ponto mais baixo da superfície do globo, 400 metros abaixo do nível dos mares e oceanos; seu fundo fica a uns 790 metros abaixo do nível do mar. Esse mar amargo é apenas um grande lago. Desde tempos imemoriais, as águas do rio Jordão e de outros rios menores correm para esse mar, que não tem saída, exceto para cima , pela evaporação , numa média aproximadamente de 7 toneladas por dia. Somente a água doce escapa dessa forma, deixando atrás todos os sais minerais. No decorrer dos séculos, as águas foram se tornando cada vez mais densas. Atualmente contém 27% de sal, mais de 5 vezes a proporção média contida nas demais águas salgadas e são tão pesadas que 1 litro pesa 1.170 gramas, enquanto um litro de água doce pesa 990 gramas. Costuma-se dizer que nenhuma vida pode existir nessas águas acres, daí o nome de Mar Morto, usado pela primeira vez por S. Jerônimo, há cerca de 1500 anos. Recentemente descobriu-se a existência de algumas bactérias e algas minúsculas, mas é só. Todos os anos, a enchente do Rio Jordão lança á morte nessa salmoura milhares de peixes de água doce. Um ou dos copos dessa água amarga podem provocar enjôos violentos e ate a morte. Raramente verifica-se barcos de passeio nesse mar. Repulsivo ou não o mar é lucrativo. Estima-se que contenha 45 bilhões de toneladas de valiosas substâncias químicas. Há uma substância para adubos suficiente para as necessidades do mundo inteiro por maios de 200 anos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s