2547-Mitologia Grega – Aquiles


Aquiles e o centauro

Na mitologia grega, Aquiles (em grego antigo: Ἀχιλλεύς; transl. Akhilleus) foi um herói da Grécia, um dos participantes da Guerra de Tróia e o personagem principal e maior guerreiro da Ilíada, de Homero.
Aquiles tem ainda a característica de ser o mais belo dos heróis reunidos contra Tróia. Lendas posteriores (que se iniciaram com um poema de Estácio, no século I d.C.afirmavam que Aquiles era invulnerável em todo o seu corpo, exceto em seu calcanhar; ainda segundo estas versões de seu mito, sua morte teria sido causada por uma flecha envenenada que o teria atingido exatamente nesta parte de seu corpo. A expressão “calcanhar de Aquiles”, que indica a principal fraqueza de alguém, teria daí a sua origem.
As obras literárias (e artísticas em geral) em que Aquiles aparece como herói são abundantes. Para além da Ilíada e da Odisseia – onde é mostrada o destino de Aquiles após a sua morte – pode-se destacar, ainda, a tragédia Ifigénia em Áulide, de Eurípides, “imitada” mais tarde pelo dramaturgo francês Jean Racine (1674) e transformada em ópera pelo compositor alemão Christoph Willibald Gluck (1774), além das artes plásticas, onde podem ser encontradas, além das diversas pinturas de vasos e esculturas do próprio período da Antiguidade Clássica, telas de Rubens, Teniers, Ingres, Delacroix e muitos outros, que retratam as suas múltiplas façanhas.
De acordo com um fragmento de um Achilleis — a Aquilíada, escrita por Estácio no século I – quando Aquiles nasceu Tétis teria tentado fazê-lo imortal, mergulhando-o no Rio Estige; deixou-o, no entanto, vulnerável na parte do corpo pelo qual ela o segurava, seu calcanhar (ver calcanhar de Aquiles, tendão de Aquiles). Não está claro, no entanto, se esta versão do mito era conhecida anteriormente. Em outra versão, Tétis ungiu o filho com ambrósia e o colocou sobre o fogo, para que suas partes mortais fossem queimadas; foi interrompida por Peleu, no entanto, e acabou abandonando pai e filho, furiosa.
Nenhuma das fontes anteriores a Estácio, no entanto, faz qualquer referência a esta invulnerabilidade física do personagem; ao contrário, na própria Ilíada Homero descreve Aquiles sendo ferido: no livro 21 Asteropeu, o herói peônio, filho de Pélagon, desafia Aquiles nas margens do rio Escamandro; arremessa duas lanças ao mesmo tempo, uma das quais atinge o cotovelo de Aquiles, “tirando um jorro de sangue”.
Também nos fragmentos de poemas do Ciclo Épico, onde podem ser encontradas as descrições da morte do herói, Cypria (de autoria desconhecida), Aithiopis (de Arctino de Mileto), a Pequena Ilíada (de Lesco de Mitilene), entre outras, não existe qualquer indicação ou referência à sua invulnerabilidade ou ao seu célebre ponto fraco no calcanhar; nas pinturas em vasos feitas mais tarde, que representam a morte de Aquiles, a flecha (ou, em muitas casos, as flechas) o atingem no corpo.
A Ilíada de Homero é a narrativa mais famosa dos feitos de Aquiles na Guerra de Tróia. O épico homérico cobre apenas algumas poucas semanas do conflito, e não descreve a morte de Aquiles. Ela se inicia com o herói se retirando da batalha, após se ver desonrado por Agamemnon, comandante das forças aquéias. Agamemnon havia capturado uma mulher chamada Criseida como sua escrava; seu pai, Crises, sacerdote do deus Apolo, implorou a Agamemnon que a devolvesse a ele, em vão. Como punição, Apolo fez uma praga recair sobre os gregos. O profeta Calcas conseguiu determinar com sucesso a origem dos problemas, porém não ousou se manifestar até que Aquiles jurasse protegê-lo. Agamemnon consentiu então em retornar Criseida a seu pai, porém ordenou que o prêmio obtido por Aquiles durante a batalha, a escrava Briseida, lhe fosse trazida como substituta de Criseida. Irado com a desonra (e, como ele viria a dizer posteriormente, porque amava Briseida) e incitado por Tétis, sua mãe, Aquiles recusou-se a lutar ou liderar suas tropas junto com as forças gregas.
Furioso com a morte de Pátroclo, Aquiles reconsidera sua decisão de se afastar do combate, e voltou à batalha, matando diversos homens em sua fúria – sempre à procura de Heitor. O herói chegou mesmo a lutar contra o deus-rio Escamandro, que havia se enfurecido por Aquiles ter sufocado suas águas com todos os homens que ele havia matado. O deus estava prestes a afogar Aquiles quando foi interrompido por Hera e Hefesto; e o próprio Zeus, ao perceber a dimensão da fúria de Aquiles, enviou os deuses para contê-lo, para que ele não saqueasse sozinho a própria Tróia – indicando que a fúria de Aquiles, se não fosse obstruída, poderia desafiar o próprio destino, já que Tróia não deveria ser destruída ainda. Finalmente, Aquiles encontrou sua presa; após perseguir Heitor em torno das muralhas de Tróia por três vezes, até que a deusa Atena – que havia assumido a forma do irmão favorito de Heitor, Deífobo – convenceu Heitor a parar de fugir e enfrentar Aquiles, cara a cara. Quando Heitor percebeu que havia sido enganado, soube que sua morte era inevitável e aceitou seu destino; desejoso de morrer lutando, atacou Aquiles com sua única arma, sua espada. Aquiles obteve finalmente sua vingança, matando Heitor com um único golpe no pescoço. Amarrou então o corpo do derrotado ao seu carro, e o arrastou pelo campo de batalha por nove dias.

2546-Longevidade


Rato que come pouco vive 35% mais tempo do que o normalmente previsto para sua espécie. Americanos avaliaram há 2 décadas o efeito de diferentes tipos de dietas a que foram submetidos cerca de 200 esquilos e macacos. A temperatura caiu em média 1°C em macacos que ingeriram 30% menos calorias e o mesmo aconteceu com ratos. O que se pretende agora descobrir são os mecanismos moleculares que expliquem como a restrição de calorias pode aumentar a duração de vida. A ciência tem muitas hipóteses, mas poucos resultados.
Supõe-se que as moléculas de açúcar prejudiquem o funcionamento do organismo ao formarem complexos com proteínas e outras moléculas vitais, impedindo-as de agir. Isto causaria o envelhecimento destas e cortar calorias poderia retardar o processo. A Geron foi a primeira empresa de biotecnologia a tentar encontrar drogas anti-envelhecimento. Estão procurando um gene que dá instruções para a eleboração da proteína telomerase. Ela evita que os telômeros, a ponta dos cromossomos, encurte, o que influi na reprodução e envelhecimento das células.Tais telômeros são uma espécie de bomba-relógio no interior das células. Quando eles começam a chegar ao fim, as células param de se dividir para evitar problemas. A questão é achar o gene da telomerase e descobrir como estica-lo artificialmente.

2545-Mega Notícias – Dispositivo de segurança


…Para veículos tem conquistado espaço e, segundo os fabricantes, como dispositivo é possível localizar cerca de 90% dos veículos furtados. As empresas oferecem ainda helicópteros e equipes de pronto-atendimento, que vão de encontro ao veículo.
Submarino Kursk – A causa da tragédia foi uma explosão a bordo, de um novo modelo de torpedo de alta velocidade,o V111. A arma estava sendo preparada para testes no momento do acidente. A informação foi obtida por agentes secretos franceses e repassada pelo governo e repassada pelo governo de Paris a seus aliados do ocidente.
Missão Marte – Um número cada vez maior de cientistas acredita que o planeta Marte já abrigou alguma forma de vida no passado. As rochas marcianas lembram formações terrestres como as do Grand Canion, EUA. Parecem compostas de material granulado, depositados em camadas horizontais. Alguns acidentes tem feito a NASA abortar missões.

2544-O que é a areia movediça?


São leitos arenosos em que os grãos, misturados com água, formam uma massa que tende a engolir qualquer objeto pousado sobre a superfície. “Os grãos lisos e arredondados ficam com pouca aderência mútua na areia fina saturada de água. Cria-se, assim, uma pasta semilíquida e móvel”, diz um geólogo Paulo Roberto dos Santos, da USP. Para isso, é preciso uma areia fofa, com os grãos bem afastados uns dos outros, permitindo a entrada do líquido – e também pressão na superfície. A literatura e o cinema de aventura, porém, fizeram dessa condição geológica um mito. “Não são conhecidos casos de pessoas que afundam na areia movediça. Isso só acontece com animais – como um cavalo, por exemplo-, porque são desavisados”.

2543-Maconha: Da Ásia para a América em 5 mil anos


Parece um inocente arbusto

A planta de maconha, de acordo com os dados de botânica, surgiu nas regiões centrais da Ásia. A partir daí, o próprio homem teria se encarregado de espalha-la pelo mundo. Provavelmente foi cultivada no norte da China, onde é apontada como remédio em textos datados de mais de 2 mil anos AC. Daí o cultivo teria se expandido para a Índia e para o Oriente médio. Em épocas mais recentes passaria para a Espanha, Europa e África. Por último a rota para América. É a etapa mais controvertida: a planta pode ter viajado com os espanhóis para o Chile ou com os escravos africanos para o Brasil e para os EUA. Estimado em 1,875 grama, eqüivale a fumar centenas de cigarros de uma só vez. Um cigarro tem 500 miligramas a 1 grama de maconha, mas quase tudo se perde antes de chegar ao cérebro. No final o consumo não passa de 2,5 milésimos de grama.

O principal composto químico psicoativo presente na cânabis é o Δ9-tetrahidrocanabinol (delta-9-tetrahidrocanabinol), comumente conhecido como THC – cuja concentração média é de até 8%, mas algumas variedades de maconha (cruzamentos entre a espécie Cannabis sativa e a Cannabis indica) comumente conhecidas como skunk (“cangambá”, em inglês) produzem recordes na marca de 33% de THC. Pelo menos 66 outros canabinóides estão presentes na Cannabis, como o canabidiol (CBD) e o canabinol (CBN), muitos dos quais causam interações psicoativas.

O consumo humano da cânabis teve início no terceiro milênio a.C.. Nos tempos modernos, a droga tem sido utilizada para fins recreativos, religiosos ou espirituais, ou para efeitos medicinais. As Nações Unidas estimam que cerca de quatro por cento da população mundial (162 milhões de pessoas) usam maconha pelo menos uma vez ao ano e cerca de 0,6 por cento (22,5 milhões) consomem-na diariamente. A posse, uso ou venda da maconha se tornou ilegal na maioria dos países do mundo no início do século XX; desde então, alguns países têm intensificado as leis que regulamentam a proibição do produto, enquanto outros reduziram a prioridade na aplicação destas leis.

2542-Mega Notícias:Da Enxada para o Céu


Em janeiro de 1929, o diretor do observatório Lowell, EUA, foi a estação da cidade receber um jovem que gostava de observar as estrelas. Seu nome: Clyde Tombaugh. Aos 22 anos, filho de agricultores pobres, ele não tinha esperança de um dia chegar é universidade. Mas era obstinado. Entrou em contato com Slipher para pedir emprego no observatório, dizendo que estava disposto a fazer qualquer coisa para aprender com os profissionais. Admirado, o diretor aceitou a proposta. Encarregou o jovem esforçado das tarefas mais simples, como cuidar do aquecimento, tirar neve da cúpula que protege os telescópios ou acompanhar visitantes do observatório. Feito isso, podia usar instrumentos para adquirir o treinamento básico. Um ano e um mês depois de chegar ao centro descobriu Plutão, o nono planeta do Sistema Solar, transformando-se numa celebridade mundial.

Chegou a Cola de Ossos
Foi testada com sucesso por uma empresa americana e também na Suécia e talvez possa aposentar os pinos metálicos para consertar fraturas múltiplas. Chamada de SRS, parece uma pasta e é injetada no osso quebrado. Depois de 12 horas já está tão dura e resistente quanto o próprio esqueleto. Numa fratura de perna, o paciente sai andando em 3 dias no máximo. Depois, a medida que o osso vai se reconstituindo, novas células vão ocupando o lugar da cola. Agora só resta aguarda-la disponível nos hospitais de todo o mundo.

Plástico na Lavoura
Depois de 6 anos de pesquisas, enfim , na Califórnia, EUA, conseguiram cultivar plantas que produzem plástico em grande quantidade. O poli- hidroxi-butirato (PHB) é normalmente produzido por uma bactéria de solo chamada Alcalligenes eutrophus. Seus genes foram isolados e foram aplicados numa espécie de agrião silvestre. Depois, modificou-os, aumentando o rendimento do plástico para 14% do peso do agrião, a mesma proporção de açúcar que se tira de uma beterraba. Os cientistas estão animados. Acham que em breve poderão cultivar outros produtos biodegradáveis, até mesmo óleo diesel.

Uma vizinha Cósmica
Astrônomos da Universidade de Cambridge, Inglaterra e da Columbia, descobriram uma nova companheira da via Láctea : a galáxia Sagitário, a 52.100 anos-luz de distância do núcleo da nossa. Isso é bem menos que os 200 mil anos luz que nos separam das nuvens de Magalhães, que eram as vizinhas mais próximas até agora. A nova galáxia fica atrás de uma região da Via Láctea densamente povoada de astros. Só a identificaram porque perceberam que suas estrelas se movem de um modo diferente das que aparecem á sua volta mas estão na Via Láctea. A descoberta levantou dúvidas sobre a origem dos outros aglomerados : será que nasceram aqui, ou foram roubados de outras galáxias?
O jacaré
Encara a prolongada seca num longo sono debaixo da lama. Quando o ambiente se torna adverso, os animais se defendem. Costumam hibernar nos meses do meio do ano, em que há frio e pouca água. Para sobreviverem, consomem as energias que haviam acumulado no período de fartura. Enterrados na lama, reduzem o metabolismo: a pulsação cai a quase zero, praticamente só circula sangue no cérebro e no coração.
Esse é um método de se defenderem a fim de sobreviverem no perído de falta de alimentos.

2541-Dr.Know: Medicina e Saúde


De um modo geral, tomar vacinas, prevenir acidentes, praticar sexo seguro, ingerir álcool com moderação e não fumar mantêm a boa saúde. Alguns fatores influenciam como genes herdados de nossos pais, dependem da sorte, porém pode depender de escolhas que fazemos. As duas principais são adotar um estilo de vida saudável e aprender a reconhecer os primeiros sintomas de alerta das doenças. Com isso, diminuirão as chances de morrer em idade prematura devido a doenças do coração, melhorando também a qualidade de vida na velhice. Uma dieta rica em alimentos frescos, incluindo frutas e vegetais é melhor para a saúde. Alimentos industrializados são pobres em fibras e ricos em gorduras e açúcares. A prática de qualquer forma de exercício vigoroso por no mínimo 20 minutos 3 vezes por semana melhora a forma física geral, além de reduzir as tensões e os riscos de doenças. Fumar é um grande fator de risco. A longo prazo, beber demais pode prejudicar a saúde e o bem estar emocional. O álcool afeta a capacidade de discernimento, constituindo-se em uma das principais causas de acidentes. A obesidade aumenta o risco de desenvolver doenças cardíacas, apoplexia, artrite, diabetes e outros males. Sintomas persistentes ou recorrentes podem indicar uma doença para a qual cuidado imediato poderá ser mais eficaz. A detecção prematura aumenta as chances de cura. A imunização evita a exposição a uma variedade de doenças infecciosas séria e potencialmente fatais. A expectativa de vida é em grande parte definida por herança genética, mas um estilo de vida pouco saudável pode anular a vantagem pela introdução de doenças relacionadas a comportamento. Acidentes são mais freqüentes no grupo etário entre 15 e 24 anos, mas todos devem aprender a preveni-los. O ambiente pode ser melhorado através de reciclagem ou usando-se combustível não poluente, a poluição do ar, da água ou de reservas alimentícias representam causas potenciais de insalubridade, fora de controle.

Há importantes opções quanto á alimentação, exercícios, álcool, fumo e estresse. O que não fazer:

Não comer muitos doces, chocolates ou biscoitos.
Não pular refeições.
Não comer no meio da noite.
Não comer com pressa, nem em restaurantes mais de 3 vezes por semana.
O Que fazer: Andar a pé ou de bicicleta, em vez de pegar carro, ônibus ou trem. Fazer exercícios 3 vezes por semana. Antes de iniciar, um aquecimento adequado e ao fazer exercícios usar o equipamento de segurança necessário.
Nada de cigarros, charuto ou cachimbo. Bebidas alcoólicas, uso moderado. Deve-se dormir bem e relaxar para evitar o estresse. Ninguém é capaz de prever se uma pessoa terá doenças no futuro. Alguns fatores de risco das coronárias como idade, sexo e histórico familiar, não podem ser alterados. A morte por doenças cardíacas é muito mais comum entre os homens do que entre as mulheres com menos de 60 anos. Após a menopausa, o risco para as mulheres aumenta, a medida que a proteção proporcionada pelo estrogênio desaparece.

Se entre os familiares próximos alguém tiver sofrido um ataque cardíaco ou derrame antes dos 50 anos. Diabetes, hipertensão e pais obesos.
Cuidado com o Estresse – detestar enfrentar novos desafios e situações perigosas. Ficar impaciente e irritado quando sob pressão. Perder o controle. Dor de cabeça causada por tensão no final de um dia de trabalho. Dificuldade em conciliar o sono á noite. Os exercícios evitam o acúmulo de colesterol na corrente sangüínea, reduzindo o risco de doenças cardíacas. Recomenda-se exames para medir o nível de colesterol no sangue.

2540-Geo-Política-O Que é o Imperialismo?


Imperialismo é a política de expansão e domínio territorial, cultural e econômico de uma nação sobre outras, ou sobre uma ou várias regiões geográficas.
O imperialismo contemporâneo pode ser também denominado como neocolonialismo, por possuir muitas semelhanças com o regime vigorado entre os séculos XV e XIX, o colonialismo.
Esta prática está registada na história da humanidade através de muitos exemplos de impérios que se desenvolveram e, em muitos casos, foram aniquilados ou substituídos por outros. No entanto, o conceito, derivado de uma prática assente na teoria econômica, só surgiu no início do século XX.

Política de expansão do poder ou da influência de um país sobre outros estados menos poderosos. Existiu em todas as épocas: Grécia, Roma, Turquia Otomana, Espanha e Inglaterra. O que se tem classificado de imperialismo clássico geralmente se refere ao período de expansão das potências industriais modernas, que vai de 1880 até a 1ª guerra mundial. O termo neo-imperialismo é algumas vezes empregado para descrever certas políticas de países desenvolvidos em relação aos sub após a 2ª guerra mundial. As tentativas de explicar fatores que definem o imperialismo, sejam políticos, econômicos, militares ou religiosos, tem suscitado longo debate intelectual entre historiadores, economistas, pensadores, políticos e etc.

O que é impeachment?
Processo legal que permite a remoção de pessoas indesejáveis do exercício de uma função pública. Originário da Inglaterra medieval, foi reevocado no século 17 naquele país. Em geral, cabe ao poder legislativo decidir sobre o impedimento de uma autoridade, definido por votação da maioria. É de consenso que deve serve ser empregado como recurso extremo. Os presidentes Nixon e Collor, envolvidos em acusações de corrupção, renunciaram pouco antes da confirmação de seus respectivos processos.

2539-A Imigração no Brasil


A primeira fase começou após a descoberta dos portugueses do novo território americano. A colonização foi intensa nos séculos 16, 17 e 18, devido a necessidade de ocupar os territórios da colônia; durante tal período foram trazidos da África cerca de 6 milhões de escravos negros para o trabalho de lavoura e mineração.
A legislação colonial proibia a entrada de estrangeiros e as tentativas de franceses e holandeses foram violentamente repelidas.
Foi legalizada somente com a abertura dos portos em 1808, mas a utilização da mão de obra escrava dificultava a fixação dos estrangeiros, que só podiam se estabelecer a medida que a escravidão atingiu seu período de declínio. As únicas experiências bem sucedidas foram as colônias alemãs de N. Friburgo no RJ e São Leopoldo no RG do Sul. A colônia gaúcha prosperou e deu origem a 2 novas no mesmo estado. Por volta de 1840 surgiram novas colônias no RJ ( petrópolis ), Rio Grande do sul, ES, e SC. O Vale do Itajaí foi ocupado e foi fundada a colônia de Blumenau. Confederados americanos derrotados na guerra da secessão chegaram ao Brasil. A cidade de americana no interior de São Paulo remonta esse período. A década de 1970 marcou o início da maciça imigração italiana para as províncias do sul e sudeste.
Em SP, contribuíram de forma decisiva para a manutenção das lavouras de café e posteriormente, no processo de urbanização e industrialização da capital. Em 1908, chegaram os japoneses.

2538-A 5ª Dimensão


O universo não é tudo o que existe e sim tudo o que pode ser observado. O horizonte cósmico é o limite de visão semelhante ao nosso horizonte onde o mar parece acabar e onde o sol se põe. Na Terra, tal barreira é produzida pela curvatura do planeta, que nos impede de ver o que está do outro lado do mundo. No cosmo, o horizonte é criado pelo tempo que é a 4ª dimensão para os físicos. Toda a informação que nos chega do universo viaja no máximo com a velocidade da luz. Tudo o que está a mais de 20 bilhões de anos-luz não pode ser observado. Se apontarmos um potente telescópio para o horizonte cósmico, não enxergaremos nada, da mesma maneira que a África não é visível de nenhuma praia do Brasil. Sabemos que existe porque viajantes que estiveram ali nos falaram dela. Somos limitados pela velocidade da luz, e pelo tempo de vida do universo, que só é possível de ser estudado por equações matemáticas.

Não há prova de que haja mais dimensões do que as quatro que a gente conhece – três de espaço (a altura, a largura e o volume) e uma de tempo. Mas, para boa parte dos físicos teóricos, a quinta dimensão existe, sim. Só que não podemos detectá-la. Se um dia conseguirmos, estaremos perto de entender um dos grandes enigmas do Universo: a chamada matéria escura, que, como não emite nem reflete luz, é completamente invisível. A única pista que ela deixa é sua imensa força gravitacional – afinal, se há matéria, há gravidade. Estima-se que existam pelo menos cinco vezes mais matéria escura do que matéria “normal”, aquela com que nossos corpos, as estrelas e tudo o mais é feito. Mas onde entra a tal quinta dimensão nessa história? Para alguns cientistas, ela é um atalho de espessura milimétrica em dobras no espaço por onde escapa a gravidade de galáxias muito distantes, tão longínquas que não podem ser vistas da Terra. Elas é que seriam, na verdade, a misteriosa matéria escura.

2537-Viagem no tempo: teoricamente possível, tecnicamente inviável


(por enquanto)

A teoria da relatividade, elaborada pelo famoso físico Albert Einstein entre os anos de 1905 e 1916, é um dos modelos científicos que mais sofre com esse tipo de simplificação. “Na minha opinião a maioria das tentativas de divulgação da teoria da relatividade geral, feitas até hoje, foram mal sucedidas”, desabafa o físico da Universidade Federal Fluminense, José Antônio e Souza. A chance de cometer erros, segundo ele, aumenta quando se tenta aproximar os conceitos da teoria da relatividade a aplicações tecnológicas, alimentando o imaginário humano com possibilidades tais como a de viajar no tempo. A popularização da teoria da relatividade fez com que o conceito de que tudo é relativo também se tornasse um jargão. Mas atribuir a expressão “tudo é relativo” a Einstein e anunciá-la como um dos pressupostos da teoria da relatividade é outra história. Para ele, TODO MOVIMENTO é relativo. Aliás, a teoria da relatividade foi chamada por seu autor de Teoria dos Invariantes e não há nada menos relativo do que algo “invariante”. Colocou a velocidade da luz como única invariante e como conseqüência disso, nenhum tipo de matéria ou unidade portadora de informação consegue ultrapassar a velocidade de aproximadamente 300 mil quilômetros por segundo. Este postulado tem resistido a vários testes feitos com a utilização de aceleradores de partículas. O segundo é justamente o de que as leis que descrevem fenômenos físicos não podem depender do movimento do observador, ou seja, de que o comportamento da natureza (fenômenos) acontece da mesma forma em todo o universo. A teoria da relatividade prevê que os objetos em movimento sofram o efeito de dilatação do tempo que pode ser maior ou menor de acordo com a velocidade. Assim, o tempo para um objeto ou para uma pessoa dentro de outro objeto em alta velocidade passa mais lentamente do que para objetos que se movimentam a baixas velocidades. Esse efeito já foi observado em testes com relógios de alta precisão colocados em aeronaves muito velozes e poderia, em tese, ser utilizado para fazer uma “viagem de sentido único para o futuro”.

Para um astronauta que viajasse a uma velocidade de 98% da velocidade da luz, cada ano percorrido por ele corresponderia a cinco anos passados no tempo da Terra. Caso essa viagem durasse 20 anos, ele teria viajado 20 anos em direção ao futuro, envelhecendo apenas quatro anos. “A dilatação do tempo, na teoria da relatividade restrita, é um efeito puramente cinemático. O atraso nos relógios dos observadores deve-se única e exclusivamente ao seu estado de movimento”, enfatiza o físico Carlos Romero Filho, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).
Mas, antes de entender como ocorre o efeito de dilatação do tempo é importante entender o conceito de espaço-tempo que é fundamental para a teoria da relatividade geral. A junção de espaço e tempo em um único conceito foi proposta por um ex-professor de Einstein, o matemático Herman Minkowski, em 1908. Por meio desse novo modelo os objetos e eventos tinham que ser pensados de forma quadridimensional (4D) descritos através de três coordenadas de espaço (comprimento, largura e altura) e o tempo. “A representação do mundo por coordenadas cartesianas, através de um modelo bidimensional foi alternado a partir daí”, acrescenta Souza.
Segundo Romero, a dilatação do tempo acontece pelo simples fato de que no espaço-tempo de Minkowski, partículas não aceleradas seguem curvas geodésicas que, ao contrário do que se passa no espaço euclidiano, podem ser definidas como curvas que maximizam a distância entre dois pontos. “Quero dizer aqui que o campo gravitacional não entra em jogo, e que o atraso nos relógios dos observadores deve-se única e exclusivamente ao seu estado de movimento acelerado”, esclarece Romero.
Na verdade, foi Minkowski e não Einstein quem expôs a idéia de que o espaço e o tempo dependem crucialmente do observador e são, portanto, relativos. “A distância espacial entre dois eventos não é a mesma para dois observadores em estado de movimento diferente. O tempo também não flui igualmente para esses observadores”, exemplificou o físico. Foi com base nesse conceito de espaço-tempo que Einstein formulou sua proposta de geometrizar a gravitação na teoria da relatividade geral. Para ele a geometria do universo é curva e não plana. “Olhando em retrospectiva, vemos que seria impossível realizar essa tarefa mantendo espaço e tempo como grandezas independentes e separadas”,
E, em maio de 1919, uma expedição de cientistas feita à cidade de Sobral, no Ceará, conseguiu, por meio de imagens feitas durante o eclipse solar, fortes evidências sobre essa curvatura no espaço-tempo. As fotos mostraram que a luz das estrelas localizadas próximas ao sol realmente sofriam pequenos desvios. Esta foi a primeira comprovação empírica de uma previsão da teoria da relatividade geral.

2536-Da mitologia nórdica para os quadrinhos e cinema – Thor



Thor é um filme de 2011 baseado no personagem dos quadrinhosPB ou banda desenhadaPE de mesmo nome. Realizado por Kenneth Branagh, conta com Chris Hemsworth, Natalie Portman, Anthony Hopkins e Rene Russo nos principais papéis. Está previsto para ser lançado dia 29 de Abril de 2011 no Brasil e dia 28 de Abril de 2011 em Portugal.
Chris Hemsworth foi escolhido para interpretar Thor enquanto Tom Hiddleston fará Loki, o meio-irmão do personagem.A atriz Natalie Portman interpretará a enfermeira Jane Foster.[3]Jamie Alexander foi escolhida para viver o amor asgardiano do deus do trovão Sif, enquanto Colm Feore foi contratado para intepretar um vilão. Odin, pai de Thor será interpretado por Anthony Hopkins.

2535-Dr.Know:Aparelho Digestivo e Hábitos Alimentares


Pergunte ao Dr Know:
O estômago se comunica com o esôfago por uma região chamada cardia, e com o intestino pelo piloro. O apêndice situa-se no início do intestino grosso e não tem função conhecida. Pode se inflamar, sendo eliminado por cirurgia. Sua inflamação é chamada de apendicite. A insulina participa da queima de açúcares. Quando falta no organismo, produz diabete, que é o excesso de açúcar no sangue. Qualquer tipo de açúcar, para ser assimilado, tem que se transformar em glicose. Qualquer tipo de proteína para ser assimilada tem que se transformar em aminoácido, e as gorduras em glicerina e ácido graxo. Os médicos usam a palavra desnutrição para classificar o estado dos que comem pouco ou irregularmente. As fibras vem da casca dos grãos e polpa das frutas e do material fibroso das hortaliças. As enzimas digestivas não conseguem decompô-las e portanto não são absorvidas pelo organismo. Embora não tenham valor nutritivo nem energético, são imprescindíveis á dieta. Alimentos com fibras dão sensação de saciedade e modificam a absorção dos nutrientes no intestino e baixam ligeiramente o colesterol, mas são contra indicadas para crianças por impedir a absorção de minerais.

Expectativa de vida e obesidade
O aumento da mortalidade entra as pessoas obesas é devido principalmente a doenças circulatórias, tais como doenças das coronárias, hipertensão e acidentes vasculares, além de complicações provenientes de diabetes. Uma pessoa que esteja mais de 40% acima do peso ideal para sua faixa etária, corre risco dobrado de morrer de doenças coronarianas. Se a pessoas estiver mais de 20-30% acima do peso ideal, a probabilidade de morrer de complicações provenientes da diabete será 3 vezes menor. A doença das coronárias provoca angina e ataques cardíacos. Quanto maior a obesidade, maior o risco, que depende também do local do corpo em que o excesso é armazenado. Por razões ainda não totalmente esclarecidas, se a gordura estiver na região abdominal, o risco será ainda muito maior.

Beliscar entre as refeições não é prejudicial
Desde que se escolha alimentos saudáveis. O problema é ingerir, sem horário e sem controle da quantidade e qualidade, batatas fritas, salgadinhos em pacote, chocolates balas e sorvetes, que são ricos em calorias e geralmente contém muita gordura , açúcar e sal. É bem melhor comer frutas frescas ou legumes crus, que além de satisfazerem fornecem vitaminas essenciais, minerais, fibras e pouca caloria. Cálculos biliares – Como nas pessoas obesas a produção de colesterol pelo fígado é maior, quantidades maiores são liberadas pela bílis. Esse colesterol pode cristalizar-se na vesícula biliar e nos ductos biliares, formando os cálculos. Risco de câncer – Recentes estudos demonstraram que quanto maior o excesso de peso no homem, maior o risco de câncer de cólon, reto e próstata. De forma semelhante, mulheres obesas correm maior risco de desenvolver câncer de mama, colo do útero e do cérvix. Mesmo uma moderada redução de peso pode baixar consideravelmente a pressão alta.

2534-Lua de Júpiter, Europa; tem atmosfera de oxigênio


Júpiter também tem a sua "Europa" e com oxigênio

O quarto maior satélite de Júpiter, Europa, é envolvido por uma tênue camada de oxigênio, coisa raríssima no sistema solar. A atmosfera foi detectada por astrônomos americanos da universidade de Johns Hopkins, por meio do telescópio espacial Hubble. O oxigênio pode Ter sido arrancado do solo de Europa, que é coberto de gelo. Isso porque Júpiter lança ao espaço um jato de grãos de poeira e partículas. Ao se chocar com Europa, as partículas quebram as moléculas do gelo e liberam oxigênio e hidrogênio. Apesar do oxigênio, a vida está descartada. Isso é impossível com a temperatura local de 145º C negativos.

Europa é uma das quatro luas do planeta Júpiter conhecidas como luas de Galileu (quatro enormes e exóticas luas com o tamanho de planetas).

Europa é única por si própria, apresenta-se com uma superfície gelada muito brilhante com riscos coloridos. Pensa-se que seja um mundo oceânico coberto por uma capa de gelo que protege o mar interior da adversidade do Espaço. Devido às condições existentes em seu interior, alguns cientistas julgam que lá poderá existir vida, tal como a que existe nas profundezas dos mares da Terra. É, junto com Marte, o local mais provável onde se pensa que é possível encontrar vida extraterrestre no sistema solar, apesar de uma pequena possibilidade em Titã.
O nome Europa é derivado de um dos muitos amores de Zeus (Júpiter) na mitologia grega, nome do qual também deriva o continente terrestre chamado Europa. Europa era uma princesa da Fenícia pela qual Zeus se apaixonou.

Apesar do nome “Europa” ter sido sugerido por Simon Marius depois da sua descoberta, este e os outros nomes das luas de Galileu, não foram usados por um período de tempo considerável, e só foram reavivados no uso comum em meados do século XX. Na maioria da literatura cientifica antiga era referida apenas pela sua designação numeral romana, ou seja, Júpiter II, que significa “o segundo satélite de Júpiter”.
Europa e as outras luas de Galileu são quatro corpos celestes de dimensão considerável; dois deles são maiores que o planeta Mercúrio (Ganímedes e Calisto), e Io e Europa rivalizam em tamanho com a Lua da Terra. Algumas pessoas conseguem ver estas luas a olho-nu em alturas de céu limpo e logo depois pôr-do-Sol, já que durante a noite Júpiter brilha demais o que oculta as suas luas. Mas só com uns bons binóculos ou um pequeno telescópio é que uma pessoa normal consegue observar claramente estas luas a orbitarem Júpiter que aparecem quase em linha recta em diferentes lados do disco do planeta.

Enquanto que os astrônomos na Terra tinham apenas pequenas noções mesmo com os melhores telescópios de meados do século XX. Foi só quando as sondas Pioneer 10 e 11 que chegaram a Júpiter em 1973 e em 1974, respectivamente, que se consegue determinar as massas com uma precisão maior e captam as primeiras imagens das grandes luas de Júpiter. As imagens de Europa revelaram pouca variação de cor e mostraram uma região escura como poucos detalhes, dado que as Pioneer encontravam-se longe demais para conseguir obter bons detalhes da superfície. Devido a ser um dos satélites mais brilhantes, já se acreditava que a sua crusta fosse principalmente constituída por gelo de água.

Em 1979 chegam a Júpiter as duas sondas Voyager. Nas imagens de baixa-resolução da Voyager 1, Europa mostrava um número bastante grande de linhas que se interceptavam. Estas linhas faziam lembrar os canais que os astrônomos outrora julgavam ver em Marte. Os cientistas pensaram tratar-se de terreno quebrado devido a processos tectónicos. Contudo, as imagens de alta-resolução da Voyager 2 deixaram os cientistas surpresos, já que as linhas pareciam pintadas na superfície, sem nenhum relevo topográfico visível. Modelos do interior de Europa mostraram actividade e aquecimento do interior com a formação de oceanos com 50 quilómetros ou mais de profundidade a 5 km da superfície.

2533-Como foi construída a Muralha da China?


Muralha

A grande muralha na verdade são várias, unidas umas ás outras. Antes do século 3 ac, a China era dividida em vários domínios. Para se proteger dos inimigos, cada um cercou-se com uma muralha. Em 214 ac, Shih Huang Ti, o primeiro imperador da China unificada, ordenou que se demolissem as divisões internas e aproveitou as partes externas das muralhas para levantar uma barreira única para levantar uma barreira contra os inimigos, sobretudo os mongóis. Foi reconstruída nos séculos 15 e 16 e concluída com 2400 km que cruzam parte do país de leste a oeste, atravessando planícies e montanhas. O segmento mais estreito mede 40 cm de espessura e o mais largo 6 metros. Apesar de todo o tamanho, e ao contrário do que muitos acreditam, a obra não pode ser vista da Lua. A grande muralha foi construída com os materiais disponíveis em cada região. Por isso, parte é feita de pedra e parte de terra revestida de tijolos. Hoje está ameaçada pelas populações que moram perto dela que roubam pedras da muralha para construírem casas.
É uma impressionante estrutura de arquitetura militar construída durante a China Imperial.

Embora seja comum a ideia de que se trata de uma única estrutura, na realidade consiste em diversas muralhas, construídas por várias dinastias ao longo de cerca de dois milênios. Se, no passado, a sua função foi essencialmente defensiva, no presente constitui um símbolo da China e uma procurada atração turística.

As suas diferentes partes distribuem-se entre o Mar Amarelo (litoral Nordeste da China) e o deserto de Góbi e a Mongólia (a Noroeste).

2532-Escravos da Idade do Ferro


Uma caverna encontrada em Boussac, sul da França promete revelações inesperadas sobre a quase desconhecida estrutura das sociedades que povoaram a região do mediterrâneo, na idade do ferro a 2800 anos. Ali foram achados 22 esqueletos enterrados de modo muito particular: os indivíduos formam 2 grupos claramente distintos, 19 deles não possuem nenhum adorno, enquanto os outros três têm jóias e ferramentas. Parecem Ter vindo de diferentes classes sociais. Um arqueólogo da Oxford disse que como estavam enterrados em grutas, um fato incomum naquele tempo, talvez pertencessem a algum rito religioso. Também querem descobrir se os membros do grupo de esqueletos pobres fizeram trabalhos forçados, o que significaria que eram escravos.

A Idade do Ferro se refere ao período em que ocorreu a metalurgia do ferro. Este metal é superior ao bronze em relação à dureza e abundância de jazidas A Idade do Ferro vem caracterizada pela utilização do ferro como metal, utilização importada do Oriente através da emigração de tribos indo-europeias (celtas), que a partir de 1.200 a.C. começaram a chegar a Europa Ocidental, e o seu período alcança até a época romana e na Escandinávia até a época dos vikings (por volta do ano 1.000 d.C).
O período da Idade do Ferro é dividido em período da cultura de Hallstatt e período da cultura de La Tène.

Na Europa Central, a Idade do Ferro se divide em quatro períodos:

Cultura dos Túmulos.
Cultura dos Campos de Urnas (1.200-725 a.C.)
Cultura de Hallstatt (800-450 a.C.)
Cultura de La Tène (de 450 a.C.até à conquista romana).
Na Alemanha os historiadores diferenciam uma Idade do Ferro entre pré-romana e outra romana (cultura de Jastorf).

Em Portugal, então parte da Hispânia, a Idade do Ferro é essencialmente dominada pela ocupação do território pelo Império Romano, embora possamos depender da divisão do período em Idade do Ferro I e Idade do Ferro II, como o fez Armando Coelho na sua obra Cultura Castreja.

2531- Grandes Pensadores:Alexis de Toqueville


Toqueville e sua principal obra

Nasceu em 29 de julho de 1805, em paris, França, e morreu em 16 de abril de 1859, em Cannes, também na França. Formou-se em direito e atuou como juiz. Foi deputado em diversas legislaturas, chegando a ser vice-presidente da assembléia constituinte de 1849.
Foi um pensador político, historiador e escritor francês. Tornou-se célebre por suas análises da Revolução Francesa, cuja pertinência foi destacada por François Furet, da democracia americana e da evolução das democracias ocidentais em geral. Raymond Aron pôs em evidência sua contribuição à sociologia.
Embora consagrado pela posteridade como homem de letras, sociólogo da democracia moderna e historiador do Antigo Regime, Alexis de Tocqueville sempre ambicionou ser um homem da política. Após estudar direito em Paris, em 1827 ingressou na magistratura em busca de uma carreira provisória enquanto não se cumpria a exigência de idade mínima de quarenta anos para a candidatura à câmara dos deputados. A Constituição de 1830 reduziu essa exigência para trinta anos, o que permitiu que Tocqueville lançasse, em 1836, sua primeira candidatura, na qual foi derrotado. Em 1839, conseguiria a primeira de uma série de vitórias que o manteriam na câmara até o golpe de estado de 1851. Entre junho e outubro de 1849, assumiu a pasta dos negócios exteriores do ministério Odilon Barrot sob o governo de Luís Bonaparte na Segunda República.
Em 1850, foi obrigado a licenciar-se da assembleia em função de uma crise de tuberculose pulmonar que o levaria lentamente até a morte nove anos mais tarde.Participou intensamente da revisão da constituição republicana, mas, com o golpe de 2 de dezembro, após denunciar a farsa bonapartista na imprensa inglesa, afastou-se da cena política e recolheu-se aos estudos.
A sua obra mais célebre, baseada nas suas viagens nos Estados Unidos da América, foi traduzida para o português com o nome de “A democracia na América” e é frequentemente usada em cursos de história americana do século XIX e de teoria política moderna.
Tocqueville foi enviado pelo governo francês em 1831 (ele solicitou apoio para sua viagem, mas ela foi paga por sua família) para estudar o sistema prisional estadunidense. Chegou a Nova Iorque em maio daquele ano e passou nove meses em viagem pelos Estados Unidos, tomando notas não só acerca das prisões, mas sobre todos os aspectos da sociedade estadunidense, incluindo a sua economia e o seu sistema político, então único no mundo.
Após o retorno à França, em fevereiro de 1832, submeteu o seu relatório penal e escreveu Da democracia na América. Esta obra foi impressa inúmeras vezes ainda no século XIX e acabou por tornar-se um clássico.
Tocqueville ficou conhecido também por ser a primeira pessoa a cunhar o termo social-democracia, ideologia política que se espalhou pela Europa.

2530-Mega Notícias – Algodão Colorido no Próprio Pé


Um pesquisador israelense conseguiu fazer germinar em laboratório, um algodão que já nasce com cor. Esse tipo de fibra já era conhecida de alguns povos do Peru e da Índia há mais de 2500 anos. Mas a tintura natural tinha problemas. O gene da cor está associado a qualidades indesejáveis: o algodão avermelhado tem fibras muito finas, e o verde muito curtas. Ou seja, o rendimento das espécies selvagens é muito menor que o do tradicional. Após 12 anos de cruzamentos entre espécies foram encontradas plantas de bom rendimento. A grande vantagem é que em vez de desbotarem na lavagem, as cores vão ficando cada vez mais fortes e luminosas. Além disso, por serem naturais, os pigmentos não são afetados pela luz do Sol.

Acredite se quiser: As baratas vão virar remédio
A última arma proposta para reforçar o arsenal de antibióticos, pasmem, são as baratas. Elas possuem anticorpos muito mais eficientes que os do homem. Os humanos primeiro reconhecem os germes para só depois ativarem as células para o ataque. Os da barata já atacam os invasores assim que os detectam. Os genes serão isolados e produzidos em cultura. Um dos objetivos é preparar os anticorpos para serem administrados no organismo: como vem de outro ser vivo, podem sofrer a mesma rejeição verificada nos transplantes.

Impressionismo: Movimento artístico iniciado por volta de 1860, na França. A paisagem é considerado o tema típico, mas também se dedicaram a outros assuntos.
O tigre de dentes de sabre: Pouco menor que um tigre atual, os milodon necator tinha 2,10 m , da cauda ao focinho, as chaves de sua anatomia eram os grandes dentes de sabre e a constituição pesada da ossatura frontal. Há 25 mil anos, podia ser encontrado no Canadá a Argentina.

Quem é o Dr Know?


Dr Know em Inteligência Artificial, de 2001

O Dr. Know, que aparecerá de agora em diante nos artigos sobre Medicina, trata-se de um oráculo virtual, aquele que aparece no filme Inteligência Artificial e agora fará parte do ☻ Mega Arquivo.
No filme, o garoto cyborg David pergunta a ele como transformar um garoto robô em um de verdade, como na história do Pinochio.

Após ser abandonado, David se encontra com Gigolô Joe, um mecha com funções sexuais (prostituto). Os dois se juntam e passam a procurar a Fada Azul, personagem que David se recorda da história de pinóquio, e que em seu raciocínio pode fazer dele um menino de verdade. Depois de passar por diversas dificuldades e apuros, David finalmente chega a Manhattam, lugar para onde foi atraído após receber informações do oráculo virtual “Dr. Know”. David então se encontra com seu criador e acaba descobrindo que não é único, mas sim, um novo protótipo e, também, que é uma réplica do filho falecido de seu criador (origem de seu nome).

2529 -História Científica da Humanidade – De 1789 a 1898


Locomotiva à vapor construída em 1888

Europa -1789. Na França, Lavoisier que conseguiu decompor a água, redigiu seu Tratado Elementar da Química.
1796. Aloys Senefelder inventou a litografia.
1797. O francês Philippe Lebon construiu a termolâmpada.
1799. O italiano Alessandro Volta inventou a pilha elétrica.
1801. O francês Jacquard inventou o tear automático.
1802. Na França, Gay-Lussac enunciou a lei de dilatação dos gases.
1803. O inglês John Dalton calculou o peso de um átomo.
1804. O inglês Richard Trevithick construiu a locomotiva à vapor.
1808. Na Inglaterra, Dalton enuciou a teoria atômica da matéria.
1815. O sueco Jons Jacob Berzelius classificou substâncias químicas segundo o seu peso atômico.
1819. O francês Augustin Fresnel desenvolveu a teoria ondulalatória da luz.
1820. Na França, André-Marie Ampère descobriu os efeitos das forças entre correntes elétricas.
1827. Na França, Joseph Niepce fez a primeira fotografia e Benoit Fournyron fabricou a turbina hidráulica. Na Alemanha, George Simon Ohm formulou a lei da eletrotecnia e deu nome à unidade de resistência elétrica.
1828. O alemão Friederich Woler realizou a síntese da uréia e isolou o alumínio, o ítrio e o titânio.
1831. O alemão Leibig criou adubos químicos após descobrir a análise quantitativa do carbono e do hidrogênio nso corpos orgânicos.
1837. Na Inglaterra, Ch. Wheatstone e WF Cooke patenteiam o telégrafo.
Ásia e Oriente Próximo – 1818. Hegemonia da Inglaterra na Índia.
1833. O russo Heinrinch Lenz determina a lei do sentido das correntes induzidas.
1839. Guerra do ópio, China.
1896. Ernest Rutherford, da Nova Zelândia, descobriu o proceso de detecção magnética das ondas eletromagnéticas.O russo Aleksandr Popov desenvolveu a antena transmissora de sinais.
África – 1841. Livingstone iniciou suas explorações.
1869. Inaugurado o Canal de Suez, projetado e construído por Ferdinand Lesseps.
1886. Descoberta de ouro no Transvaal.
América – 1801. Robert Fulton construiu o primeiro submarino.
1837. Samuel Morse criou um código binário para o telégrafo.
1862. Joseph Brown projetou uma fresadora mecânica para produzir entalhes e sulcos que facilita a fabricaçaõ de rodas dentadas.
1876. Alexander Graham Bell inventou o telefone; George Corlis apresentou seu volante a vapor para acionar máquinas-ferramentas.
1879. Thomas Alva Edison, que construíra um ano antes o primeiro fonógrafo, inventou a lâmpada incandescente.
1889. George Eastman produziu o primeiro rolo de celulose.
1895. Nas cataratas do Niagara, construiu-se a primeira central hidrelétrica.
1898. O brasileiro Vital Brasil desenvolveu os primeiros soros contra veneno de cobra. Alberto Santos Dumont, conquistou em Paris o Prêmio Deutsch de la Neurthe, pela invenção de seu balão dirigível.