2524-Mega Byte-A Impressora


Impressora jato de tinta

Uma impressora ou dispositivo de impressão é um periférico que, quando conectado a um computador ou a uma rede de computadores, tem a função de dispositivo de saída, imprimindo textos, gráficos ou qualquer outro resultado de uma aplicação. Herdando a tecnologia das máquinas-de-escrever, as impressoras sofreram drásticas mutações ao longo dos tempos. Também com o evoluir da computação gráfica, as impressoras foram-se especializando a cada uma das vertentes. Assim, encontram-se impressoras optimizadas para desenho vectorial e para raster, e outras optimizadas para texto. A tecnologia de impressão foi incluída em vários sistemas de comunicação, como o fax.
Dispositivo de saída que emite textos, ilustrações e gráficos impressos sob papel ou outros materiais específicos. As matriciais formam cada um dos caracteres utilizando combinações de agulhas embebidas em tintas que são pressionadas sobre o papel, sob o controle do computador, as de jato de tinta utilizam pequenos bocais para borrifar tinta sobre o papel. Impressoras que utilizam o sistema de margaridas giratórias, são aperfeiçoamentos das máquinas de escrever convencionais, enquanto as de laser lembram fotocopiadoras. As matriciais são baratas e podem operar de modo razoavelmente rápido, mas não possuem a qualidade das máquinas de margarida giratória. As de jato de tinta, também muito utilizadas estão sendo substituídas pelas laser.

2523-O que é a Imunologia?


É o estudo científico da imunidade. O sistema imunológico tem 2 partes principais: as células brancas do sangue e os anticorpos que circulam na corrente sangüínea, estes são proteínas produzidas pelos linfócitos beta, que é um tipo de célula sangüínea branca. Em resposta a uma exposição aos antígenos ( geradores de anticorpos), que são substâncias estranhas como toxinas. Os anticorpos permanecem em estado latente até se fixarem nos antígenos específicos contra os quais são eficientes. Tornando-se ativos podem destruir diretamente o antígeno ou marca-lo para que uma célula branca possa engolfa-lo e destruí-lo. Após ter sido exposto ao antígeno pela primeira vez, uma exposição posterior faz que aumente a rapidez de produção dos anticorpos e também a quantidade. Isso cria imunidade contra vírus nocivos, já que este é eliminado antes de ter tempo de agir. Com isso, expor artificialmente alguém a uma dose segura de antígenos, a protegerá de seus efeitos nos futuro. Os anticorpos produzidos por uma pessoa, podem por meio de transfusão de soro sangüíneo, conferir imunidade temporária a outra pessoa. É possível também, diagnosticar certas doenças, misturando-se anticorpos conhecidos com soro sangüíneo, extraído de um caso suspeito e observando-se a reação.

Imunidade
Mecanismo de defesa do organismo que provê proteção contra substâncias estranhas e potencialmente danosas, que são chamados de antígenos. Podem provir de microorganismos, sangue de transfusão, células de tecidos transplantados ou de qualquer elemento que seja reconhecido como estranho ao organismo, os quais desencadeiam a alergia. É administradas pelas células brancas do sangue e pela produção de anticorpos específicos pelo antígeno. A prática da imunização tem como objetivo aumentar a resistência de um indivíduo contra infecções. É administrada por meio de vacina, imunoglobina ou por soro de anticorpos. As vacinas são usadas para induzir a imunidade ativa; sua administração resulta numa resposta imunológica e na produção de anticorpos. Assim é induzida contra futuras infecções pelo mesmo microorganismo. A imunidade ativa dura muito mais anos; a passiva é induzida pela administração de anticorpos contra uma infecção particular. Os anticorpos colhidos de seres humanos são chamados imunoglobinas e os dos animais soros. A passiva dura apenas algumas semanas. A imunodeficiência é a desordem do sistema imunológico caracterizada pela incapacidade de estabelecer uma imunidade efetiva e uma resposta ao desafio dos antígenos. Qualquer parte do sistema imunológico pode ser afetada. Resulta numa freqüente suscetibilidade a infecções oportunistas e certos tipos de câncer, pode surgir como resultado de uma doença, como a infecção pelo HIV, ou pode ser induzida pela administração de drogas, como no tratamento de doenças auto- imunes ou na prevenção contra a rejeição de um transplante de órgãos.

2522-Ficção no Cinema – O Vingador do Futuro


Ação e ficção, com pitadas de bom humor e excelentes efeitos especiais.
No ano de 2084, o operário Douglas “Doug” Quaid recorre a um implante de memória, para poder simular uma viagem a Marte, já que sua esposa não concordava com uma viagem real. Mas algo sai errado e ele começa a se lembrar de quem realmente era e de fatos que, até então, desconhecia. Perseguido por visões de Marte, resolve ir até lá para conseguir respostas sobre seu passado e é perseguido por Lori, que ele pensava ser sua mulher. Ao chegar em Marte, une-se a um grupo de rebeldes que lutam contra uma corporação que quer dominar o planeta e, consequentemente, dominar o mercado de minério na Terra. Esses rebeldes conhecem o passado de Douglas “Doug” Quaid e ajudam-no a conhecer o verdadeiro propósito das visões e sonhos que o mesmo tem. Assim, torna-se a única esperança de vitória dos habitantes locais.
Em mais uma das adaptações do autor Philip K. Dick para cinema, em outro grande sucesso de bilheteria, Arnold Schwarzenegger vive o papel de Quaid, que comprou um pacote de férias para Marte, na realidade um sonho que o fará viver como agente secreto no Planeta Vermelho. Chegando lá, as coisas começam a se complicar, e ele passa a ter dúvidas se está vivendo mesmo um sonho ou se aquilo tudo é real. E se ele tem dúvidas, imagine nós…

Elenco
Arnold Schwarzenegger …. Douglas Quaid/Hauser
Sharon Stone …. Lori
Rachel Ticotin …. Melina
Ronny Cox …. Vilos Cohaagen
Michael Ironside …. Richter
Marshall Bell …. George/Kuato

A refilmagem de O Vingador do Futuro (Total Recall – 2012), que será estrelada por Colin Farrell, já tem data para estrear nos Estados Unidos. A Sony Pictures marcou a estreia para o dia 3 de agosto de 2012. Por enquanto o filme está em concorrência direta com O Legado Bourne, previsto para o mesmo dia.

Len Wiseman (Anjos da Noite) assume a direção do projeto, que será uma versão contemporânea da ficção científica baseada no conto We Can Remember It for You Wholesale, escrito por Philip K. Dick.

A produção, que tem um orçamento de US$ 200 milhões, começa a ser filmada em março, em Toronto.

2521 -Astronáutica – Os Emissários da Terra


Além de Armstrong e Aldrin, até agora apenas outros 10 astronautas, todos americanos,pisaram na Lua. Sete deles, além dos 3 pioneiros, estão vivos.
Apolo 12 – Novembro de 1969 – Charles Conrad (1930-1999) e Alan Bean permaneceram na Lua quase 8 horas. Conrad morreu num acidente de moto e Bean se tornou pintor de temas espaciais.
Apolo 14 – Fevereiro de 1971 – Alan Shepard (1923-1998) e Edgard Mitchell tripularam a primeira missão totalmente científica. Mitchell, ainda na Lua, tentou se comunicar por telepatiacom amigos. Criou em 1973 um instituto para o estudo da conciência.
Apolo 15 – Agosto de 1971 – David Scott e James Irwin (1930-1991) rodaram 27 km num jipe. Irwin fundou em 1972 uma igreja cristã. Fez várias tentativas para localizar na Turquia a arca de Noé.
Apolo 16 – Abril de 1972 – John Young e Charles Duke foram os primeiros na exploraçõa dos planaltos centrais da Lua.Young continuou na NASA, onde trabalha na área de segurança. Em 1981, comandou a primeira missão em ônibus espacial.
Apolo 17 – Dezembro de 1972 – Eugene Cernan e Jack Schimitt compartilharam durante as últimas e mais longas missões. Schmitt foi senador e é consultor para o setor espacial.

2520 – Hominídeos – A Pirâmide da Evolução


Todos os seres humanos modernos descendem de um mesmo grupo de antepassados, que viveu na África há cerca de 5 milhões de anos. Chamados de australopitecos, combinavam algumas características dos macacos, como braços e dedosmais alongados, que permitiam subir em árvores e se equilibrar sobre galhos e dos seres humanos, como a capacidade de andar ereto.
Australopitecos Afarensis – Batizado como Lucy, em homenagem a música dos Beatles, é o mais famoso dos hominídeos. Foi achado na Etiópia.
Australopitecos Anamensis – Viveu entre 4,2 e 3,9 milhões de anos atrás. Andava ereto.Seus fósseis foram localizadosnolago de Turkana no Quênia.
Australopitecos Africanus – Robusto e com uma poderosa dentadura, este hominídeo de Sterkfontein, na África do Sul, se alimentava de grãos.
Os antepassados humanos de 4 milhões de anos atrás apresentam um grande dimorfismo sexual. Os machos eram 2 vezes maiores que as fêmeas. Só a partir de 1,8 milhão de anos a diferençade estatura entre os sexos se tornou insignificante.

2519-Mega Notícias – Economia em S. Paulo: Só restaram Shoppings e Condomínios


Com uma campanha de descentralização já adotada há alguns anos pelo governo, a cidade de São Paulo tem perdido suas indústrias para outras cidades. No lugar delas aparecem condomínios residenciais e Shoppings. Só na última década foram construídos 134 novos shoppings e há 22 outros em construção. O comércio de rua,por sua vez, vem diminuindo por causa do desconforto e insegurança. O Shopping pioneiro foi o Iguatemi em S. Paulo, no bairro de Pinheiros e o Rio Sul no RJ. O Barra Shopping no Rio ocupa o equivalente a 8 quarteirões e é da mesma construtora que projetou o Morumbi e o BH Shopping. A maioria das pessoas compram por impulso. No sofisticado Pátio Higienópolis, num bairro rico e tradicional de SP há uma filial do Museu de Arte Moderna e até um bebedouro para cães. Para quem estádo lado de dentro, podem obstruir a visão de um Brasil em que a maioria não tem roupa para frequentar tal tipo de ambiente e embora não sejam mais voltados apenas para os ricos, ainda atendem a uma minoria. Mas eles continual sendo cosntruídos e as indústrias encolhendo.
Em 1954 existiam cerca de 400 fábricas de auto peças no Estado de São Paulo, que empregavam mais de 50 mil operários e técnicos. Nesta época, todos os automóveis e caminhões de São Paulo utilizavam exclusivamente baterias (então chamados de acumuladores) nacionais, a grande maioria deles fornecidas pela Satúrnia S/A através das marcas Heliar e Saturno, cuja qualidade se equiparavam as melhores marcas estrangeiras.
Com um capital a época de Cr$24.000.000,00 (vinte e quatro milhões de cruzeiros) era um dos grandes orgulhos da indústria paulista. Seu compromisso com a cidade era tanto que foi uma das empresas mencionadas em artigo no dia 25 de janeiro de 1954, ocasião do IV Centenário de São Paulo, pelo então jornal Folha da Manhã como um dos grandes contribuintes para a emancipação econômica do Brasil.
Com o tempo a Saturnia S/A encerrou suas atividades na região. Hoje as baterias Heliar são produzidas pela Power Solutions em Sorocaba.
A antiga fábrica que existia no bairro das Perdizes começou a ser demolida no início do século XXI e a primeira torre foi construída entre 2003 e 2004. Hoje no local temos dois edifícios e um terceiro sendo erguido. Do passado industrial protagonizado pela Satúrnia S/A só restaram saudades.

Torre da fábrica próxima a estação de trem

Uma das mais tradicionais indústrias de bebidas de São Paulo em ruínas

Da antiga fábrica da Antárctica na Mooca só restaram ruínas
A Antarctica teve seu primeiro anúncio publicado no então jornal “A Província de São Paulo”, atual Estado de São Paulo, em 13 de março de 1889: “Cerveja Antarctica em garrafa e em barril – encontra-se à venda no depósito da fábrica à Rua Boa Vista, 50”. Sob a perspectiva do contexto histórico, o Brasil passou da fase colonial para a República, em 1889. Nesta época, o Brasil efetivamente iniciava seu processo de industrialização. Era, também, o período de forte onda imigratória, que trazia para o país mão de obra para a lavoura, mas também para as nascentes indústrias de São Paulo. O decreto n. 164 de 17 de janeiro de 1890 regulamentou e deu novas liberdades à existência das Sociedades Anônimas. Então no dia 9 de fevereiro de 1891 foi oficialmente fundada a “Companhia Antarctica Paulista” como sociedade anônima, com 61 acionistas, dentre os quais, João Carlos Antonio Zerrenner, alemão, e Adam Ditrik Von Bülow, dinamarquês, ambos naturalizados brasileiros e proprietários da empresa Zerrenner, Bülow e Cia., exportadora e corretora de café. Eles importaram equipamentos da Alemanha para modernizar a produção de cerveja e os financiaram para a Antarctica.
E foi justamente com a fundação da Companhia Antarctica Paulista, em 1891, e da Fábrica de Cerveja Bavária, em 1892, que se marca o início da produção de cerveja em larga escala na cidade, e o fim de pequenos estabelecimentos voltados a esse tipo de atividade.
Para quem gosta de curiosidades, foi em 1921 que a Antarctica vendeu a antiga propriedade para o então “Palestra Itália”, hoje Palmeiras. É por essa razão que o local é conhecido como Parque Antarctica.
Para se ter noção da importância do local que um dia abrigou a maior companhia cervejeira do país, foi ali, nos idos dos anos 1910-1920, que surgiram dois outros grandes produtos de projeção mundial: a soda limonada em 1912, e o Guaraná Antarctica em 1920.
Se levarmos em conta a relevância da criação desses produtos para a economia do país, afora as passagens históricas que a fábrica acompanhou, como a quase tentativa de intervenção pelo governo Getúlio Vargas, pelo fato de haver ali capital alemão, já justifica a necessidade de tombamento desse imóvel que representa o período áureo da indústria paulistana
Infelizmente, do ponto de vista econômico, mas muito mais afetivo, de nossa memória, “perdemos” a Antarctica na Mooca, para a cidade de Jaguariúna, interior paulista, e para outras partes do Estado e do país. Ela se internacionalizou, virou Ambev junto com a Brahma, em 1999, e até hoje não deu um destino certo ao seu antigo endereço. Tanto que essa área industrial é tida como obsoleta e ociosa em São Paulo, alvo certo dos especuladores imobiliários.

2518-Medusas: Gelatina com veneno


Medusa, também conhecida como água-viva

Elas não tem cérebro, coração nem pulmões ou ossos. Parecem mais um punhado de gelatina, com longos cordões pendurados, mas as medusas devem ser as campeãs de adaptação e resistência. Povoam os mares com o mesmo formato e metabolismo de seus ancestrais, surgidos no período cambriano, há cerca de 700 milhões de anos. O principal segredo de seu recorde de sobrevivência estão em seus tentáculos, que possuem arpões carregados de veneno. A mesma artilharia pesada usada para caçar pequenos peixes e pancton serve de defesa contra seus raros predadores. Alguns peixes, baleias, caranguejos e tartarugas marinhas. Essas são imunes as ferroadas mortais devido á proteína queratina, que forma a carapaça destes animais, protegendo também sua boca e esôfago. Algumas espécies matam mais gente que os tubarões. Algumas outras liberam uma fotoproteína que quando entra em contato com o cálcio, as deixa luminosas. São bolhas de água. 95% de seu organismo é composto por nada além de água salgada. Mesmo quando não agüentam mais comer continuam matando. Uma Aurélia, o tipo mais comum, medindo apenas 25cm de diâmetro, pode abater até 10 filhotes de salmão por hora. Para se locomoverem, contam com 1 anel de poderosos músculos. A cada vez que se contraem, expulsam água do interior do sino, numa propulsão a jato, mas nem sempre têm força para lutarem com concorrentes. Comem de tudo, têm raríssimos inimigos e gastam pouquíssima energia para se reproduzir.
Sua anatomia : Sino é seu corpo e pode medir de 2 cm a 2 Metros. As gônadas são suas glândulas sexuais que produzem óvulos e os espermatozóides. Ropálios são células sensoriais que fazem o dela com o meio ambiente. Os canais radiais são sus intestinos. O anel coronal e boca, músculo de locomoção e órgão que também funciona como ânus.

Osso artificial -As algas são agora o principal ingrediente na fabricação de ossos artificiais. A estranha planta aquática sem raiz alcança até 60 metros de altura; para se sustentar possui esqueleto de carbonato de cálcio e a partir destes são feitos os ossos. Aquecido a 500°C o esqueleto se quebra em inúmeros grãos, que são mergulhados em solução que os transforma em fosfato de cálcio, depois são moldados na forma desejada. Sua vantagem é a porosidade e a resistência.

2517-São Paulo – Um porta-aviões brasileiro


O brasileiro São Paulo

Sua reforma foi toda realizada no arsenal da marinha no RJ. As maiores mudanças foram no equipamento eletrônico. Sua principal tarefa é coordenar a defesa da costa brasileira. Vai receber ainda, mísseis antiaéreos Mistral Simbad, da empresa francesa Matra. Modernizado, tornou-se uma poderosa arma de guerra. Este porta-aviões brasileiro não tem muito em comum com os enormes americanos, como o Nimitz, que operam até 90 aeronaves e tem poder de fogo capaz de fazer bombardeios nucleares. Tem mais parentesco com navios de controle de área italianos e espanhóis. Dentro dele funciona uma pequena cidade. Áreas de lazer e refeição são separadas de acordo com a graduação, com 2 sessões de cinema todas as noites
Construído na França entre 1950 e 1953, serviu à Marinha da França como porta-aviões da Classe Clemenceau sob o nome “FS Foch”, uma homenagem a Ferdinand Foch, comandante das tropas aliadas durante a Primeira Guerra Mundial.
Adquirido pelo equivalente a 12 milhões de dólares norte-americanos em setembro de 2000, foi recebido operacional pela Marinha do Brasil a 15 de Novembro desse mesmo ano, no porto de Brest, na França, quando teve passada a sua “Mostra de Armamento”.
Com 50% mais velocidade e podendo transportar o dobro de aeronaves que o antigo NAeL Minas Gerais (A-11), o NAe São Paulo (A-12) opera aviões de ataque AF-1 e helicópteros, sendo hoje a capitânia da Armada.
NAe é o acrônimo para Navio Aeródromo.

2516-Astronomia-Planeta e Estrelas


Planetas não emitem luz, apenas refletem. Mesmo um gigante como Júpiter, 400 vezes maior que a Terra, brilha com força 1 bilhão de vezes menor que o Sol. Segundo a NASA, basta uma lente de 1,2 metros para se examinar 6 mil estrelas da classe do Sol. Se todas tiverem planetas, garantem que podem detectar 60. Estrelas» Grandes estrelas ao morrer explodem e lançam no espaço a matéria que mais tarde volta a se reunir para criar novas estrelas. Gás e poeira interestelar formam nuvens cuja massa pode ser mi vezes maior que a do Sol e todos os corpos do Sistema Solar. Os grãos de poeira são 100 vezes menores que 1 mm. Em alguns pontos da nuvem, a matéria se concentra por causa da força gravitacional dos grãos de poeira e o gás. Uma parte da massa se desgarra do resto e se torna o embrião de um novo sistema planetário. O gás e a poeira tomam a forma de um disco porque como tudo no universo, encontra-se em rotação. O achatamento da massa é maior nas bordas. No centro, forma-se um bulbo, cujo interior irá se acender o novo Sol. A junção de muitos corpos pequenos colados uns aos outros por inúmeras colisões, molda o contorno de um planeta. Aquecidos pelos choques, ele ainda aprisiona rochas menores, como um anel a sua volta. A Terra pode ter tido um anel assim.

2515-Nutrição- Conceitos


O que é caloria ?
A energia dos alimentos é medida em calorias, sendo que uma caloria é a quantidade de energia necessária para elevar a temperatura de uma grama de água em 1°C. Como a caloria é uma quantidade pequena, quando nos referimos a medições do valor energético de um alimento usamos o quilocaloria, que eqüivale a mil calorias. A energia em repouso necessária para uma mulher adulta ( metabolismo basal), é em média de 1300 calorias e para o homem 1600. Qualquer exercício exige energia extra, aumentando a necessidade total de calorias.
Cuidado com as Dietas
Em caso de desnutrição grave, em que se esgotam as reservas de gordura e glicogênio, os amionoácidos agem como fonte de energia, em prejuízo da manutenção, regeneração e crescimento dos tecidos. Suas maiores fontes são: carne, aves, peixes, ovos e lacticínios. O consumo em excesso pode ocasionar problemas para indivíduos com distúrbio de fígado e rins, pois tais órgãos estão envolvidos na eliminação de produtos finais do metabolismo protéico. Todos os alimentos de origem vegetal, como arroz e feijão contém proteínas, mas em nenhum deles está presente a proteína completa contida nos alimentos de origem animal, está é a que contém todos os aminoácidos essenciais necessários ao organismo. Porém, aminoácidos ausentes em um desses alimentos as vezes estão presentes em outros. Portanto é necessário ingeri-los em conjunto

Enzimas secretadas pelo pâncreas transformam a gordura em ácidos graxos e glicerol, que podem penetrar na parede do intestino. Ali se recombinam 3 moléculas de ácido graxo para 1 de glicerol, formando triglicerides que são absorvidos pelo sistema linfático e passados a corrente sangüínea, daí ligados a proteínas e colesterol, a células em todo corpo. Gasto de energia: As células usam tais ácidos e o glicerol como energia. Toda a gordura em excesso é armazenada sob a pele, causando aumento de peso e obesidade. Trigliceres são também transportados para o fígado, onde são usados para produzir o colesterol. Gorduras fornecem 9 calorias por grama, contra apenas 4 dos carbohidratos. Os óleos preferidos são os de oliva,amendoim, milho, girassol e soja.

A Gordura Também é necessária
Há 2 tipos de gordura: saturadas e não saturadas, diferem na composição química e na forma como afetam o organismo as primeiras afetam a quantidade de colesterol no sangue, o que, por sua vez, aumenta o risco de doenças coronárias. As segundas são as gorduras vegetais, mais saudáveis. Não se deve ingerir mais de 30% de calorias em forma de gorduras. Embora prejudiciais em excesso, alguma gordura é saudável. Pequenas quantidades de ácidos graxos liberados em gordura são importantes para o crescimento e restauração das células. Também transportam as vitaminas A,D,E e K. As gorduras que ingerimos passam pelo estômago e não para os intestinos, onde são dissolvidos pelos sais biliares, liberados pelo fígado.
Cuidado com o diabetes
Comer um alimento rico em açúcar provoca em pessoas com secreção inapropriada de insulina, um rápido aumento nos níveis de glicose no sangue, seguido de uma queda rápida. Pode ocorrer como conseqüência de uma hipoglicemia, nível de glicose muito baixo no sangue, causando sintomas como fraqueza fome e tontura. Para os especialistas, carbohidratos constituem cerca de 55% de uma dieta saudável.

Colesterol
Estão nos ovos, fígado, rins e mariscos. Contudo suas principais fontes são: creme, manteiga, queijo duro e carnes gordas. Tais alimentos são transformados em colesterol no fígado. Este é conduzido no sangue, de onde as células retiram todo o colesterol que precisam, o que não é usado permanece e pode atingir níveis altíssimos. Está provado que seu excesso adere as paredes das artérias formando depósitos de gordura que obstruem o fluxo normal para órgãos como o coração e o cérebro.

Metabolização
O organismo só pode usar glicose. Todos os carbohidratos devem ser transformados em unidades simples e convertidos em glicose no fígado, antes de poderem ser usados. Há reação no aumento de glicose no sangue que ocorre quando se ingere carbohidratos, liberando insulina pelo pâncreas. O hormônio estimula a captação de glicose nas células. A que não for necessária a produção imediata de energia, transforma-se em gordura. A velocidade que os sacarídeos são absorvidos, depende do tipo de carbohidrato. Dó os simples são absorvidos através da parede do intestino, passando pela corrente sangüínea. Leva tempo para que as enzimas digestivas transformem o amido em moléculas simples.

O que são os Carboidratos?
São um grupo de substâncias químicas formadas por moléculas simples, conhecidas por sacarídeos; estes são combinados para formarem os 2 principais tipos de carbohidratos, açúcares e amidos. Os primeiros são carbohidratos simples, formados por 1 ou 2 moléculas de sacarídeos ligadas (monossacarídeos ou dissacarídeos). Tem sabor adocicado. Os mais comuns são a sacarose, ou açúcar de cana e a lactose, ou açúcar de leite. Amidos são carbohidratos complexos, constituídos de no mínimo 10 moléculas de sacarídeos, que devem ser transformadas antes de absorvidas pelo organismo. Entre as boas fontes estão ao vegetais, como a batata e derivados de grãos.
Os nutrientes são absorvidos pela corrente sangüínea e distribuídos para todas as células do organismo. A necessidade de energia depende em parte da atividade física exercida, que exerce atividade sedentária usa 70% de seu consumo diário de energia somente para manter o coração e demais órgãos funcionando e para manter a temperatura do organismo. Exercícios regulares pedem mais energia e reduzem as gorduras do organismo. O crescimento é um processo de aumento do número de células dos tecidos do organismo, durante a infância e a adolescência. Mas ao longo da vida, as células são sempre substituídas, como parte de um programa de manutenção da maioria dos tecidos e órgãos. Crescimento, restauração e manutenção das células, usam energia armazenada. Nenhum alimento por si só, supre as necessidades de nutrientes e energia vitais ao crescimento. O leite é excelente fonte de proteínas e carboidratos, o integral é gorduroso, o desnatado, não. Todos fornecem uma grande porcentagem da quantia diária recomendada de cálcio, vitamina B12 e riboflavina, em um único copo. Possui também vitaminas A e D , contudo, é deficiente em ferro e vitamina C.
Proteínas Carne, peixes e produtos derivados do leite são as principais fontes de proteínas, substâncias de crescimento e renovação dos tecidos. As proteínas serão utilizadas como fonte de energia quando indivíduo estiver em jejum absoluto, ou em fome extrema. Isto porém o levará a ser presa fácil das doenças pois o sistema imunológico, os anticorpos, são formados por proteínas
Fisiologia – Respiração O que caracteriza é a liberação de energia contida nos alimentos e que ocorre no interior de todas as células vivas. A respiração é uma reação química entre o alimento, que é o combustível que produz a energia e o comburente que é o oxigênio.. As mitocôndrias, situadas no citoplasma da célula, contém substâncias que permitem a realização de tal combustão. Existem 200 alvéolos por mm cúbico no pulmão. Nunca se deve deixar a torneira do gás aberta ou butijão, que contém um gás chamado monóxido de carbono, que se fixa na hemoglobina da hemácia, matando essa última. A asfixia é a falta de oxigênio nos tecidos ou excesso de gás carbônico. Um movimento respiratório tem 5 batidas de coração correspondentes. .

2514-Testes de laboratório


O teste de Wassereman para a sífilis combina moléculas de um corante com anticorpos, lâminas de microscópios com amostras de tecidos contendo certos antígenos, por exemplo, amostras do fígado infectado com um vírus, podem ser seletivamente tingidas com uma cor. Drogas imunosupressoras, tais como esteróides, deliberadamente suprimem reações de imunização. Elas são utilizadas para impedir a rejeição na cirurgia de transplantes quando o sistema é suprimido corre-se sérios risco de pegar infecções, tais como septicemia. As drogas imusupressoras ministradas são os corticosteróides, que reduzem o número de linfócitos beta; drogas citotóxicas são também utilizadas. Tais podem trazer efeitos colaterais e riscos ao paciente, fazendo com que se torne altamente suscetível a infecções provocadas por microorganismos, especialmente vírus. Mas são até então o único recurso para controlar a rejeição no caso de transplantes de órgãos.

2513-Clássicos do Terror: A Mosca (1986)



Trata-se de um remake da “Mosca da Cabeça Branca”, que tratamos em um artigo anterior do ☻ Mega.
The Fly (A Mosca) é um filme de horror e ficção científica, co-produção de 1986 dos Estados Unidos, Reino Unido e Canadá. Dirigido por David Cronenberg, baseado no filme homônimo de 1958.
Como muitos dos filmes do diretor Cronenberg, o tema central é a desfiguração, com metamorfoses do corpo que trazem à tona aspectos obscuros das emoções e comportamentos humanos. O filme teve uma sequência em 1989, The Fly II.
Um cientista (Jeff Goldblum) testa uma máquina de teletransporte de matéria. Sua namorada, a jornalista Verônica Quaife, acompanha o projeto e suas experiências. Inadvertidamente permite que uma mosca entre na câmara junto com ele.
Quando se dá a reintegração, ocorre a fusão a nível molecular, e com o tempo o cientista sofre mudanças, primeiramente boas, como agilidade, força, mas ao prosseguir, sua face começa a ser desfigurada, manchas nascem por todo seu corpo, e ele começa a soltar ácido pela boca.
No fim, a mutação chega a tal ponto, que seu corpo literalmente descasca. E dentro do mesmo sai uma mosca-humana do tamanho de uma pessoa.

A Mosca
EUA – 1986, Fox Classics
Nos anos 50, A Mosca fez sucesso destoando das produções de ficção científica. Em vez de uma ameaça vinda do espaço, seu vilão era um monstro do cotidiano, um mero inseto. Em 1986, o diretor David Cronenberg fez o remake do filme dando ênfase à repugnância, aumentando a gosma e os closes. Saiu consagrado com o Oscar de melhor maquiagem e liderou a guinada à nojeira escatológica que os filmes de horror deram. Tanto o dvd do original, de 1958, quanto o remake estão chegando às lojas.
Bastidores: A história de A Mosca combina elementos de dois clássicos da literatura. São eles O Médico e o Monstro, de Rober Louis Stevenson, e A Metamorfose, de Franz Kafka.

Assista on-line esse clássico de ficção

http://www.cinepredador.net/2010/07/download-mosca-dublado-dvdrip-rmvb.html

2512-Johnny Weissmuller, o Tarzan do Cinema


Wesmuller, o mais famoso Tarzan do Cinema era atleta olímpico

Foi um atleta e ator norte-americano de origem romena, famoso por interpretar Tarzan, o personagem de ficção criado pelo escritor estadunidense Edgar Rice.
Nascido no Banat, mais precisamente na localidade de Freidorf, hoje bairro da cidade de Timişoara na Romênia (à época parte do Império Austro-Húngaro), Weissmuller era filho de uma família de etnia alemã. Sua família emigrou para os Estados Unidos quando Johnny tinha apenas sete meses de idade.
Antes de entrar para o cinema, Weissmuller teve uma carreira excepcional como desportista, tendo conquistado cinco medalhas de ouro nas Jogos Olímpicos de 1924 e 1928. Ele estabeleceu 67 recordes mundiais de natação e ganhou 52 campeonatos nacionais, sendo considerado um dos melhores nadadores de todos os tempos.
Em 1934 imortalizou no cinema o famoso personagem Tarzan. O cinema transformou Tarzan, já conhecido através dos romances de Edgar Rice Burroughs, em mito conhecido universalmente e Weissmuller fez doze filmes como o homem macaco, celebrizando o famoso e estilizado grito do personagem.
Depois de Tarzan, ele interpretou com sucesso o personagem Jim das Selvas na série do mesmo nome, feita para a Columbia entre 1948 e 1955. Foram dezesseis filmes ao todo, com duração média de setenta minutos cada. Em 1955, a série transferiu-se para a TV, tendo sido feitos vinte e seis episódios de meia hora cada. Já envelhecido e obeso, Weissmuller tentava dar vida a um personagem atlético e aventureiro, calcado na legendária figura de Tarzan. Esse final melancólico marcou sua despedida das câmaras, tendo retornado apenas em pequenos papéis em dois filmes na década de 1970.
No final dos anos 1950, Weissmuller mudou-se para Chicago, onde fundou uma empresa de piscinas. Seguiram-se outros empreendimentos, a maioria envolvendo Tarzan ou a natação de uma forma ou de outra, mas sem grandes resultados. Aposentou-se em 1965 e no ano seguinte juntou-se aos ex-Tarzans Jock Mahoney e James Pierce para a campanha publicitária de lançamento da série de TV Tarzan, estrelada por Ron Ely. Em 1967, sua imagem foi imortalizada na capa do LP Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles.
Morreu vítima de um edema pulmonar em Acapulco, no México, onde vivia com a sexta esposa há sete anos para se recuperar de uma trombose.
Cinema
A Glorificação da Beleza (Glorifying the American Girl, 1929); musical; Weissmuller aparece em um dos segmentos
Big Splash, 1931; curta-metragem sobre natação
Water Bugs, 1931; idem
Swim or Sink, 1931; idem
The Human Fish, 1932; idem
Tarzan, O Filho das Selvas (Tarzan, the Ape Man, 1932); série Tarzan na MGM
A Companheira de Tarzan (Tarzan and His Mate, 1934); idem
A Fuga de Tarzan (Tarzan Escapes, 1936); idem
O Filho de Tarzan (Tarzan Finds a Son!, 1939); idem
O Tesouro de Tarzan (Tarzan’s Secret Treasure, 1941); idem
Tarzan Contra o Mundo (Tarzan’s New York Adventure, 1942); idem
Tarzan, O Vingador (Tarzan Triumphs, 1943); série Tarzan na RKO
Tarzan e o Terror do Deserto (Tarzan’s Desert Mistery, 1943); idem
Tarzan e as Amazonas (Tarzan and the Amazons, 1945); idem
Tarzan e a Mulher-Leopardo (Tarzan and the Leopard Woman, 1946); idem
Tarzan e a Caçadora (Tarzan and the Huntress, 1947); idem
Tarzan e as Sereias (Tarzan and the Mermaids, 1948); idem
Jim das Selvas (Jungle Jim, 1948); série Jim das Selvas na Columbia
A Tribo Perdida (The Lost Tribe, 1949); idem
A Lagoa dos Mortos (Captive Girl, 1950); idem
A Marca do Gorila (Mark of the Gorilla, 1950); idem
A Ilha dos Pigmeus (Pygmy Island, 1950); idem
Fúria no Congo (Fury of the Congo, 1951); idem
Cacique Branco (Jungle Manhunt, 1951); idem
Terra Proibida (Jungle Jim in the Forbidden Land, 1952); idem
O Tigre Sagrado (Voodoo Tiger, 1952); idem
Tulonga, A Ilha Condenada (Savage Mutiny, 1953); idem
Vale dos Canibais (Valley of the Headhunters, 1953); idem
O Gorila Assassino (Killer Ape, 1953); idem
Caçadores de Cabeças (Jungle Man-Eaters, 1954); idem
O Homem-Crocodilo (Cannibal Attack, 1954); idem
Deusa da Lua (Jungle Moon Men, 1955); idem
A Deusa Pagã (Devil Goddess, 1955); idem
Conjunto de Espiões (The Phynx, 1970); pequeno papel, interpretando a si mesmo
Won Ton Ton, O Cão Que Salvou Hollywood (Won Ton Ton, The Dog Who Saved Hollywood, 1976); idem, operário de um cinema
Tarzan foi baseado em um livro, Tarzan of the Apes, de 1912. O personagem apareceu em mais vinte e quatro livros e em diversos contos avulsos. Outros escritores também escreveram obras com o herói: Barton Werper, Fritz Leiber, Philip José Farmer etc.
Tarzan é filho de ingleses, porém foi criado por macacos “mangani” na África, depois da morte de seus pais. Seu verdadeiro nome é John Clayton III, Lorde Greystoke. Tarzan é o nome dado a ele pelos macacos e significa “Pele Branca”. É uma adaptação moderna da tradição mitológico-literária de heróis criados por animais. Uma destas histórias é a de Rômulo e Remo, que foram criados por lobos e posteriormente fundaram Roma.

2511-Biologia, Bioquímia e Genética – Origem da Vida na Terra e a Síntese de Proteínas


Qualquer célula viva é formada por macromoléculas e pertencem a 3 tipos fundamentais: os glicídeos ou açúcares; os lipídios, ou gorduras; e os protídeos ou proteínas. Na Terra primitiva havia água-oceano e também uma atmosfera. Ainda hoje, os vulcões emitem gases e nunca lançam oxigênio livre, pois ele se combina com facilidade com outras moléculas. Os gases vulcânicos não se parecem com a composição da atmosfera atual. A 1ª atmosfera, supostamente faltava oxigênio e abundava metano e amônia, ambos comuns em atmosferas de outros planetas. Numa simulação em laboratório, tal combinação foi submetida a intensas cargas elétricas. Depois de uma semana, a água ficou turva, cor de terra. Quando analisada, mostrou que vários aminoácidos haviam se formado. A energia permitia a união dos átomos. Um professor chamado Calvin conseguiu a sínteses de pequenas oses; os tijolos dos açúcares, utilizando apenas luz solar. As expoeriências provaram que o surgimento da vida não era apenas possível, mas inevitável. Lenta, mas progressivamente, o velho oceano foi se transformando numa “sopa” de aminoácidos, ácidos graxos e pequenos açúcares. Hoje, graças as plantas, há um excesso de oxigênio livre, substância terrível, que mal encontra uma molécula, já a oxida. Na velha terra, não havia plantas liberando oxigênio e nem seres vivos. Com isso, a concentração de sopa só poderia aumentar. Mas há mistérios a desvendar:
Como os tijolos se uniram as macromoléculas e como estas se organizaram em células?
Uma das propriedades básicas dos seres vivos é se autoduplicar. Uma bactéria, passado alguns minutos ou horas, se parte em 2 e estes se partirão em 4, 8, 16 e assim por diante, enquanto existirem condições favoráveis de ambiente. As combinações da velha sopa teriam se combinado ao acaso, se em um certo momento, não tivessem surgido os DNAs, capazes de se auto reproduzir, introduzindo constância e ordem ao caos existente. Calvin pode produzir a síntese espontânea dos pequenos açúcares usando como fonte de energia, a luz solar para quebrar a água e unir o hidrogênio com o carbono. Com esse processo, sintetizavam alguns tipos de açúcares, libertando ao mesmo tempo na atmosfera, o oxigênio que sobrava da água; era a fotossíntese. Esta reação permite que as plantas fabriquem matéria orgânica a partir de matéria inorgânica. As plantas se alimentam por si e são o alimento dos animais heterotrofos, por isso a vida não se esgotou no planeta e pode evoluir.

2510-Higiene e Saúde – Paradoxos


Segundo uma hipótese, a luta obsessiva contra os germes está nos tornando mais fracos, sujeitos a infecções diversas, alergias e até doenças auto-imunes, como a artrite e o diabetes. O autor da teoria é um famoso imunologista. Ele argumenta que, a Suécia, com uma das atmosferas mais limpas do planeta, tem uma das maiores incidências de doenças respiratórias da Europa. Em um estudo realizado por médicos ingleses, ainda em 1989, crianças filhas de famílias enormes ficam menos doentes e tem menos chances de sofrer asma que aquelas com poucos ou nenhum irmão. Na época, os cientistas sugeriram que os irmãos mais velhos levariam germes para dentro de casa e isso funcionaria como uma espécie de vacina. Novos estudos, analisando estatísticas indicaram que o contato com um pouco de sujeira na infância também diminui a probabilidade de se ter qualquer tipo de doença auto-imune.

2509-A Fundação Osvaldo Cruz


Fachada da sede, no RJ

A Fundação Oswaldo Cruz é uma instituição localizada na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. É ligada ao governo federal brasileiro, e tem como objetivo promover pesquisas na área da saúde pública.
As origens da fundação remontam ao início do século XX com a criação do Instituto Soroterápico Federal em 25 de maio de 1900 (cujo objetivo inicial era o de fabricar soros e vacinas contra a peste). Em 1901, passou para o governo federal, com o nome modificado para Instituto Soroterápico Federal.
Em 12 de dezembro de 1907, passou a denominar-se Instituto de Patologia Experimental de Manguinhos (referência ao nome do bairro carioca onde fica sua sede) e, em 19 de março de 1918, em homenagem a Oswaldo Cruz, passou a chamar-se Instituto Oswaldo Cruz. Em maio de 1970, tornou-se Fundação Instituto Oswaldo Cruz, adotando a sigla Fiocruz, que continua a ser utilizada mesmo depois de maio de 1974, quando recebeu a atual designação de Fundação Oswaldo Cruz.
Seu principal objetivo é a pesquisa e o tratamento das doenças tropicais. Seu trabalho não se limitou ao Rio de Janeiro nem à pesquisa e produção de vacinas. Nas campanhas de saneamento das cidades assoladas por surtos e epidemias de febre amarela, varíola e peste bubônica, teve que enfrentar uma cerrada oposição e um levante popular — a Revolta da Vacina. Ao se ocupar de condições de vida das populações do interior, deu origem a debates que resultaram na criação do Departamento Nacional de Saúde Pública, em 1920.
Em 1970, o instituto e outros órgãos federais foram congregados na Fundação Oswaldo Cruz, mais conhecida como Fiocruz, atualmente considerada uma das mais importantes instituições brasileiras de pesquisa na área da saúde.
Além do desenvolvimento de novas tecnologias para a fabricação em larga escala das vacinas contra a febre amarela e a varíola, devem ser citadas outras importantes contribuições relativas à descoberta da vacina contra o carbúnculo do gado, ou peste da manqueira, por Alcides Godoy; os estudos de micologia de Olympio Oliveira Ribeiro da Fonseca (1895-1978) e Arêa Leão; a descrição completa do fungo responsável pela paracoccidiomicose, mais conhecida por mal de Lutz, por Adolfo Lutz (1855-1940); as pesquisas sistemáticas de helmintos, de Lauro Pereira Travassos (1890-1970); a descrição do ciclo do Schistosoma mansoni (ver Esquistossomose); a causa do tifo exantemático — o germe bacteriforme Rickettsia prowasecki — por Rocha Lima; e o isolamento do vírus da SIDA em circulação no Brasil, por Bernardo Galvão.
A Fiocruz tem 17 unidades técnico-científicas, sendo 11 localizadas no Rio de Janeiro, 5 localizadas em outros Estados brasileiros e uma unidade em Maputo, capital do Moçambique.
As unidades técnico-científicas localizadas no Rio de Janeiro são as seguintes:
Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Biomanguinhos);
Centro de Criação de Animais de Laboratório (CECAL);
Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT);
Casa de Oswaldo Cruz (COC);
Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP);
Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV);
Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos);
Instituto Fernandes Figueira (IFF);
Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas (IPEC);
Instituto Nacional de Controle e Qualidade em Saúde (INCQS);
Instituto Oswaldo Cruz (IOC).

As unidades técnico-científicas localizadas fora do Rio de Janeiro são as seguintes:
Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (CPqAM) – Fiocruz Pernambuco;
Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz (CPqGM) – Fiocruz Bahia;
Centro de Pesquisa Leônicas e Maria Deane (CPqLMD) – Fiocruz Amazônia;
Centro de Pesquisa René Rachou (CPqRR) – Fiocruz Minas Gerais;
Instituto Carlos Chagas (ICC) – Fiocruz Paraná;
Escritório Internacional em Maputo – Fiocruz África.

Também existe mais 4 unidades administrativas todas ligadas a presidência da Fiocruz.
Diretoria de Administração do Campus (DIRAC) – Realiza toda a infra-estrutura do campus FioCruz.
Diretoria de Administração (DIRAC)
Diretoria de Recursos Humanos (DIREH)
Diretoria de Planejamento (DIPLAN)

A Fiocruz possui vasta produção científica e tecnológica, disseminada através de artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais especializados em Ciência e Tecnologia. Além disso, a instituição mantém permanente sistema de divulgação de sua produção científica e tecnológica em jornais, revistas, emissoras de rádio e TV e outros veículos de comunicação.

A participação em comissões, congressos, projetos e atividades diversas é outra forma de divulgação que a Fiocruz utiliza para levar sua produção científica e tecnológica à comunidade de C&T e à população em geral. Essas atividades podem ser visualizadas nos currículos dos produtores científicos da Fiocruz através da plataforma de currículos Lattes da Fiocruz – Fiolattes, que é uma expansão do Sistema de Currículos Lattes do CNPq.

Suas atividades científicas são fomentadas pela Vice-presidência de Pesquisa e Laboratório de Referência (VPPLR) e monitoradas pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Fiocruz.

2508- Clássicos do Cinema – Em Algum Lugar do Passado


DVD do Clássico

título original: (Somewhere in Time)
lançamento: 1980 (EUA)
direção:Jeannot Szwarc
atores:Christopher Reeve, Jane Seymour, Christopher Plummer, Teresa Wright.
duração: 103 min
gênero: Romance

Sinopse
Universidade de Millfield, maio de 1972. Richard Collier (Christopher Reeve) é um jovem teatrólogo que conhece na noite de estréia da sua primeira peça uma senhora, idosa, que lhe dá um antigo relógio de bolso enquanto, em tom de súplica, lhe diz: “volte para mim”. Ela se retira sem dizer mais nada, deixando Richard intrigado enquanto volta para seu quarto no Grand Hotel. Chicago, 1980. Richard não consegue terminar sua nova peça, assim decide viajar sem destino certo e resolve se hospedar no Grand Hotel. Lá resolve visitar o Salão Histórico, que esta está repleto de antiguidades e curiosidades do hotel, e fica encantado com a fotografia de uma bela mulher. Como não havia plaqueta de identificação Richard procura Arthur Biehl (Bill Erwin), um antigo funcionário do hotel, que diz para Richard que o nome dela é Elise McKenna (Jane Seymour), uma atriz famosa que fez uma peça no teatro do hotel em 1912. Collier fica tão obcecado com o rosto de Elise que decide não partir e então vai até uma biblioteca próxima, onde pesquisa sobre McKenna. Para sua surpresa descobre que Elise é a mesma mulher que lhe deu o relógio, que ele carrega até hoje. Richard então procura Laura Roberts (Teresa Wright), que escreveu o artigo sobre Elise. Inicialmente ela não o recebe bem, mas quando ele mostra o relógio Laura fica espantada, pois era uma objeto de estimação que ela nunca se separava e sumiu na noite em que ela morreu, ou seja, na noite em que falou com Richard. Ao conversar mais calmamente com Laura, Richard toma consciência que ele e Elise tinham vários fatores em comum, mas parece que para achar a peça que falta deste bastante intricado quebra-cabeças ele terá de ir em algum lugar do passado, mas para isto precisa se desligar totalmente do presente.
Fato curioso: O ator Christopher Reeve, do qual falamos anteriormente, morre no filme paralisado, como aconteceria na vida real alguns anos depois.

2507-Cristopher Reeve, vítima da paralisia


Reeve em 1985, encontro com o Presidente Reagan

Foi um ator e realizador de cinema americano. Seu papel mais famoso foi como o Super-Homem, numa série de quatro filmes. Após sofrer um acidente a cavalo, passou a liderar uma campanha pela legalização de pesquisas com células-tronco. Faleceu de uma grave infecção, em virtude do seu estado de saúde.
Chris Reeve tornou-se famoso ao protagonizar o papel de Superman no cinema, mas já era ator desde os 14 anos de idade, tendo estudado em prestigiadas escolas de artes cênicas. Iniciou sua carreira com pequenas participações no teatro e na televisão, obtendo seu primeiro bom papel em Alerta Vermelho: Netuno Profundo, em 1977. Mesmo tendo participado de outros bons filmes, como Em Algum Lugar no Passado e Vestígios do Dia, nunca conseguiu se livrar do estereótipo do Homem de Aço.
Em 27 de maio de 1995, um acidente (queda de um cavalo) o tornou tetraplégico devido a fratura nas suas duas primeiras vértebras cervicais. Um ano depois, foi aclamado em pé na cerimônia do Oscar. A partir daí passou a lutar por pesquisas com células-tronco e criou a Christopher Reeve Paralysis Foundation, visando a melhorar a condição de vida de pessoas como ele, vítimas de algum tipo de paralisia. Em 27 de janeiro de 1996, foi condecorado com a Ordem Bernard O’Higgins, como reconhecimento à defesa pública que fez dos actores chilenos durante a ditadura de Pinochet. Em setembro de 2003, ganhou o Prêmio Lasker, conhecido como o Nobel norte-americano.
Morte
Morreu a 10 de outubro de 2004, vítima de um infarto causado por uma infecção. Era casado desde 11 de abril de 1992 com a atriz Dana Reeve, que conhecera a 30 de junho de 1987 em Williamstown. Dana, desde o acidente de Christopher, dedicou-se exclusivamente a cuidar do esposo, uma tarefa que se provou laboriosa devido à gravidade de sua condição médica.
Ela também veio a morrer, a 6 de março de 2006, vítima de um câncer pulmonar. Desta união nasceu um filho, Will. Christopher tinha mais dois filhos, Matthew e Alexandra, frutos de uma relação anterior de dez anos (1977-1987) com a modelo inglesa Gae Exton. Seu último filho, Will, foi adotado pelo ator Robin Williams, com quem Christopher foi sempre muito amigo, no início da carreira de ambos Christopher fez mais sucesso e ajudou Robin, que após o acidente começou a retribuir a antiga ajuda, e com a morte de Christopher e logo após a morte de Dana Robin adotou Will e o cria hoje como se fosse seu próprio filho.

2506-Dr Know – A Paralisia


Há alguns anos atrás, a queda de um cavalo deixou o super-homem do cinema americano, Cristopher Reeve, preso a uma cadeira de rodas, Reeve que acabou morrendo algum tempo depois (2004). Como ele, todos os anos, 120 mil brasileiros sofrem algum tipo de lesão na medula. A maioria tem somente 15 a 28 anos de idade. Qualquer trauma forte pode partir a coluna, suas vértebras são como uma armadura protegendo a medula.Quando esses ossos fraturam pode surgir uma inflamação capaz de evoluir como uma bola de neve, comprometendo cada vez mais os nervose,, consequentemente os movimentos. Até bem pouco tempo atrás, os especialistas esperavam de braços cruzados o quadro se estabilizar sozinho e depois avaliavam os estragos e daí tentavam repará-los cirurgicamente. As sequelas eram enormes e quase sempre irreversíveis. Mas agora, entram mais cedo em ação. Nos EUA, uma droga promissora, a 4-aminodyridina, está sendo aprovada pela FDA e se junta a mais 2 armas clínicas. A família dos glângliosídeos e a metilprednosolona. Cada substância tem um mecanismo diferente, mas o trio trabalha unido, como no caso da AIDS. A 1ª droga é aplicada minutos após acontecer um acidente, a metilprednisolona. Em altas doses ela não deixa a lesão se espalhar, impedindo que a inflamação tome conta da medula, aí chega a vez da 4-aminopiridina, que melhora os impulsos, mesmo quando a medula já está comprometida. Finalmente, os médicos injetam no local, a famíla dos glangliosídeos, capazes de estimular o crescimento dos axônios, o prolongamento das células que formam a medula, por onde passam os sinais do cérebro para o corpo e vice-versa. Após a ação dos medicamentos,os cirurgiões entram em cena: abrem a coluna e retiram os fragmentos ósseos que estão comprimindo a medula , depois implantam pinos de titânio para estabilizar a espinha. Assim, o paciente volta a sentar rapidamente em cerca de 10 dias após a operação. Antes, eram implantadas placas de metal em toda a coluna e o paciente ficava 2 meses deitado. Pesquisadores suecos perceberam que, ao partir a medula, os axônios dos nervos não conseguiam crescer por falta de uma capa gordurosa de proteção, a mielina. Os cientistas então resolveram então criar uma ponte para ligar os nervos rompidos e restabelecer a comunicação a comunicação entre os axônios, mesmo sem a mielina. A proeza foi conseguida em ratos, cujas medulas foram cortadas ao meio. Após 6 meses, os roedores voltaram a andar. A experiência foi feita em seres humanos, mas não deu certo. Se espera que mais cedo ou mais tarde, o que funcionou em ratos, funcione em humanos.

2505-Mega Notícias da Medicina – É light, posso comer a vontade?


Os produtos light não garantem a leveza na balança. Um pesquisador da Universidade de Flórida investigou os hábitos de consumo de gordinhos, indivíduos com sobre peso, mas não obesos; e descobriram que estes consomem mais produtos light do que pessoas magras. A falta de resultados é porque exageram na quantidade, acreditando estarem consumindo poucas calorias.
A Dieta dos pontos – Promete uma perda de peso média de 3 a 4 quilos por mês.
Refeição – Um pires de bacalhau, 2 colheres de sopade arroz e de palmito, salada de agrião à vontade e uma colher de sopa de doce de leite.
É equilibrada e pode ser seguida por tempo indeterminado.O peso perdido a cada mês pode ultrapassar 4 quilos, sendo inadequada se o indivíduo não escolher os alimentos corretamente.