Qual a diferença entre calor e temperatura?


Calor é o nome dado a energia térmica quando ela é transferida de um corpo a outro. No verão, um lago pode armazenar energia térmica durante o dia e transferir ao ambiente a noite na forma de calor. Temperatura é a grandeza física que permite medir quanto um corpo está quente ou frio. Está relacionada a energia cinética das partículas de um corpo, energia de movimento das partículas. A chama de uma vela pode estar numa temperatura mais alta que a água do lago, mas o lago tem mais energia térmica para ceder ao ambiente na forma de calor. Pelo tato temos a sensação se um corpo está frio ou quente, mas essa sensação pode ser enganosa. Para evitar isso criou-se um conceito chamado temperatura. A temperatura de qualquer objeto está relacionada coma velocidade com que as moléculas se mexem. Quando se movem depressa, o corpo está quente. Do contrário, está frio. Portanto a temperatura de um material está relacionada com a energia cinética de suas moléculas. Ao se colocar em contato 2 corpos com temperaturas diferentes, o mais frio esquenta e o mais quente esfria, porque há entre eles, uma transferência de energia.

A Anestesia


A descoberta de substâncias que inibem dores provocou um grande salto na cirurgia: operações antes só realizadas em último caso, tornaram-se rotina. Somente no século 19 os cientistas americanos descobriram os efeitos anestésicos de substâncias como o éter e o óxido nitroso, este mais conhecido como gás hilariante. Suas propriedades sedativas haviam sido descobertas pelo químico inglês Sir Humphry Davy em 1799. O gás foi usado nas primeiras décadas do século 19, não em medicina, mas em espetáculos públicos, onde os homens perambulavam rindo sob seus efeitos.. Nesta ocasião, um dentista observou que um cidadão havia cheirado o gás e bateu violentamente a perna numa cadeira, sem manifestar dor. No dia seguinte pediu a um aprendiz que lhe arrancasse um dente enquanto estivesse sob a ação do gás. A extração foi indolor. Apesar das divergências e dos acidentes ocorridos nas primeiras experiências a anestesia se desenvolveu a passos largos. Além do éter e do óxido nitroso, já apartir de 1847 o clorofórmio passou a ser empregado. Em 1853 John Snow usou substâncias na rainha vitória, no parto do seu 8° filho. Tempos depois, o clorofórmio foi abandonado por causa de complicações cardíacas e hapáticas que provocava. Até 1991 existiam 2 tipos de anestesia, a geral inalante e a endovenosa. Na primeira, o líquido anestésico era inalado pelo paciente, o vapor ia até o pulmão e a partir daí entrava na corrente sanguínea, sendo distribuído por todo o corpo. Chegando ao cérebro, bloqueava os impulsos nervosos que traziam a sensação dolorida. A anestesia local insensibiliza apenas uma região do corpo, como no caso da raquidiana. A prática milenar da acupuntura passaria a fazer parte das salas de cirurgia da China a partir da década de 1960 e desde então, não cessou de propagar-se pelo mundo. A aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo estimula o cérebro a produzir analgésicos naturais chamados endorfinas que bloqueiam a dor

Plantas que curam, com aval universitário


Duas plantas nativas brasileiras devem ser lançadas na forma de remédio. Uma delas é a espinheira santa, cuja capacidade de proteger o estômago já vinha sido analisada desde os anos 80 no laboratórios da Unifesp e na UFRGS. Outro novo ingrediente a ser explorado pela indústria é o chamado nó de cachorro, conhecido popularmente por melhorar o desempenho na cama. Os princípios ativos ajudam o funcionamento geral do organismo e se a performance sexual aumenta, é apenas uma conseqüência. Parte do dinheiro adquirido com as vendas será aplicado em novas pesquisas.

☻Mega Notícias -Preguiça leva ao enfarte


A eficácia de exercícios físicos no controle de doenças do coração sempre foi questionada por certos setores da medicina, que os viam apenas como fator secundário para a prevenção de ataques cardíacos. Um estudo mais recente, porém, publicado pela New England, colocou os exercícios físicos como essenciais no combate ás doenças. A pesquisa estudou 3106 homens adultos nos EUA e considerou a inatividade um alto fator de risco para o aparecimento das doenças do miocárdio. Segundo os autores do estudo, o risco de morte por enfarte é 3 vezes maior para as pessoas que apreciam uma vida sedentária.
Absinto Proibido
Durou pouco a euforia da importação do absinto, uma bebida cujo teor alcoólico pode chegar a 68%. Para ser vendido no Brasil, a proporção teria que cair para 53,5%. O Ministério da Agricultura voltou atrás na permissão ao receber denúncias de que o limite estabelecido pela legislação brasileira não estava sendo respeitado.
O poder do cérebro – Um pesquisador americano publicou um livro no qual revela que o cérebro humano tem uma capacidade equivalente a 10 milhões de livros com 1000 páginas cada um. Segundo ele, uma criança de um ano e meio aprende uma palavra nova a cada 2 horas.

Esporte – Da flecha à bola


Alguns astros do esporte ganham 10 vezes mais que o presidente dos EUA e depois de aposentados ainda são eleitos para altos cargos. Competições esportivas são confrontos simbólicos mal disfarçados. Um falecido treinador italiano dizia que o que importa é vencer. Em 1985, a primeira ministra britânica se viu obrigada a denunciar o comportamento brutal de embriagados torcedores ingleses, que em um jogo em Bruxelas, atacaram um grupo de italianos pelo simples fato de eles torcerem pelo seu próprio time. Dezenas de pessoas morreram quando as arquibancadas despencaram. Tribos afegãs no passado, jogavam polo com as cabeças decepadas de antigos adversários. Há 600 anos, onde hoje é a Cidade do México, havia um campo de jogos onde os nobres assistiam as competições. O capitão da equipe perdedora era decapitado e seu crânio colocado numa pratileira ao lado dos outros companheiros de desgraça. O mais antigo evento atlético organizado de que se tem notícia remonta à Grécia pré-clássica há 3500 anos. Durante aqueles primeiros jogos olímpicos uma trégua suspendia todas as guerras entre as cidades gregas. Os jogos eram mais importantes que as batalhas. Em tais competições, os homens participavam nus e não era permitido a entrada de mulheres na platéia. Por volta do século 8 aC. As olimpíadas consistiam em corridas, saltos, arremessos e lutas, as vezes até a morte. A caça é considerada esporte quando não se come o que se captura. Por um milhão de anos, nossos ancestrais masculinos correram de lá para cá, atirando pedras em pássaros, aterrorizando bando de animais. Suas vidas dependiam das habilidades na caça e no trabalho em equipe. Não só eram bons caçadores como bons guerreiros.

Gripe Suína – Verdade e Mitos


O que se pensava que seria uma pandemia, felizmente não se concretizou, mas ainda há desinformação sobre a doença.

•Não há risco de pegar gripe suína comendo carne do porco. O cozimento elimina o vírus.
•A gripe só contamina seres humanos. Não se pode contraí-la de cães, gatos e outros animais ed estimação.
•O uso da máscara cirúrgica não previne o contágio. Os vírus atravessam a máscara. Ela só é útil se usada pelos doentes.
•Tomar vitaminas ou chás naturais, mel própolis e alho não ajuda a fortalecer o sistema imunológico contra a gripe suína.
•Quem está resfriado não tem gripe. O resfriado provoca espirros e corrimento nasal, nunca a febre.
•O vírus H1N1 só ataca as células do sistema respiratório. Ele possui ganchos para se acoplar ás células do pulmão. A se acoplar, o vírus invade a célula e começa a se reproduzir. O destino da célula está selado. Cerca de 10 horas depois, de 10 mil a 1 milhão de vírus explodem a célula e atacam as outras células.
•Um antiviral de nome oseltamivir é feito de partículas que se acoplam aos ganchos dos vírus, impedindo que ataques as células humanas. O tratamento só surte efeito se iniciado dentro do primeiro ou segundo dia. Ao ser administrado após a multiplicação do vírus, o antiviral tem pouca ou nenhuma ação.

Vida Extraterrestre



A grandiosidade do universo é tamanha que não há razão para que a Terra seja o único astro dotado de vida. Carl Sagan (1934-1996), astrônomo da universidade de Cornell, nos EUa, autor de uma série de televisão e de um livro, ambos intitulados Cosmos , justificou assim a sua crença na vida extraterrestre:
“Há cerca de 100 bilhões de galáxias, cada uma com uma média de 100 bilhões de estrelas. Em todas as galáxias há talvez tantos planetas quantas estrelas, 10 sextilhões. Perante números tão esmagadores, que probabilidade há de apenas uma estrela comum, o Sol, ser acompanhado por um único planeta habitado? Por que seríamos nós, aconchegados num canto esquecido do cosmos, tão afortunados? A mim me parece que é provável que o Universo esteja transbordante de vida. Mas nós, homens, ainda não o sabemos.”

Vaca Louca – Amiga virou inimiga


Na Europa se alimenta o gado com farelo animal há mais de 50 anos. Tal prática proibida no continente americano pode ter disseminado a doença. O contágio humano se dá quando a pessoa consome a carne de um animal doente ou alimentos á base de tecidos contaminados. O mal não tem cura.
Sintomas: Depressão e ansiedade. Lapsos de memória, falta de coordenação motora, visão enevoada, perda do controle sobre a fala, redução de peso e o corpo se torna rígido. A vítima morre em cerca de 13 meses.

•Além de transmitir a doença, a vaca é agora também acusada de contribuir para a degradação do ambiente por produzir metano, um dos gases causadores do efeito estufa. A FAO estima que 1/3 das terras do planeta seja utilizado para a pecuária. Outro argumento é o de que gasta-se 10 vezes mais água para produzir um quilo de carne do que a mesma quantidade de soja. Seria menos danoso aos recursos hídricos alimentar-se de grãos do que com carne.
•Em 1796, o médico inglês Edward Jenner inventou o processo de vacinação ao inocular em uma criança o vírus da versão bovina da varíola. A adição da proteína animal na alimentação dos hominídeos foi o que permitiu atender a demanda energética que acompanhou o crescimento do cérebro no processo evolutivo. Sem isso, teríamos uma capacidade de raciocínio infinitamente menor. O gado foi domesticado há 10 mil anos. a domesticação consistia em prender os animais selvagens mais dóceis e deixar que esses se reproduzissem. A vaca também ajudava na agricultura, pois foi o primeiro motor da história. Com a criação ed gado e a agricultura deu origem as primeiras cidades. A própria palavra capitalismo vem do latim caput, que definiam um homemrico como aquele que possuía cabeças ed gado.. Na Índia, onde não se come carne de vaca, a metade da energia doméstica vem da queima de esterco.

Pradarias e estepes



O termo pradaria ou campo engloba ambientes abertos que diferem muito um com o outro: as estepes da Sibéria ocidental, as grandes planícies da América do Norte, as savanas da Índia e da África, os pampas da América do Sul, os cerrados do Brasil, e mesmo áreas florestadas que foram derrubadas para agricultura ou pastoreio.
Até a primeira metade do século 19, os bisões foram os verdadeiros dominadores das pradarias americanas. Eram a caça favorita dos índios e muitas tribos dependiam desses animais para se alimentar, vestir e abrigar. Após uma caça impiedosa movida por caçadores profissionais e amadores, em poucas dezenas de anos, os bisões estavam praticamente exterminados. Tal chacina favoreceu o homem branco de 2 maneiras: destruindo a economia dos índios e aumentando os espaços para a agricultura. Pradarias, estepes e pampas são denominações para tipos de planície e que apresentam cobertura vegetal herbácea. Como as ervas têm vida muito mais curta que as árvores, a acumulação de vegetais mortos no solo é muito mais rápida que nas florestas. De um modo geral, pradarias tem 5 a 10 vezes mais quantidade de humus que uma floresta, fazendo com que seu solo seja o mais fértil do mundo. Formam-se em regiões onde a chuva é suficiente para o crescimento de ervas, capazes de resistir a secas prolongadas. Localizam-se preferencialmente na faixa temperada menos quente e faixa subtropical. A savana africana, que está incluída na 2ª categoria, é um ervaçal com árvores esparsas ou agrupadas em pequenas manchas nas zonas de maior umidade. Neste ambiente vivem um grande número de herbívoros, caçados por um número menor de carnívoros. O espaço é aberto, com vegetação baixa, árvores escassas e sem bosques. Não é por acaso que quase todos os herbívoros das pradarias são corredores velozes e resistentes, sua salvação depende de uma rápida fuga. Um grande número de animais recorre as escavações, como a toupeira e o cão das pradarias, que não tem nada de cachorro, trata-se de um roedor. A exploração irracional desse ambiente pode transformá-lo num deserto. Foram métodos predatórios de cultivo os responsáveis pela transformação de grande parte da pradaria norte-americana, que estendia do Oklahoma ao Texas, num árido deserto. Fenômeno parecido está ocorrendo nos pampas do Rio Grande do Sul. Na savana africana, quem não é veloz, morre. Para um gnu, a velocidade é decisiva, pois se ele for menos veloz que uma leoa, terá um fim trágico. Na luta pela sobrevivência, os mais fracos e menos velozes são eliminados. De uma bactéria a uma baleia, todos os seres são dotados de instrumentos que os torna aptos a sobreviver nos ambientes em que vivem, sendo portanto adequados aos fatores ecológicos aos quais cada organismo é submetido: dimensões, força muscular, cor do corpo. presas, garras, couraças, espinhos, vevenos e etc. Entre as adaptaçãoes fisiológicas, temos: velocidade, agilidade, capacidade auditiva, olfativa, visual, resistência a jejum e falta d’água, mudanças de temperatura e escassez de oxigênio. Não existem velocistas nas florestas e nos bosques ou onde o terreno é intransitável e acidentado. Nos ambientes abertos, o elefante, o rinoceronte, o hipopótamo quase nunca correm e as girafas raramente: suas dimensões, a força muscular, os instrumentos de defesa lhe permitem não precisar correr. A fuga é o sistema mais óbvio e simples de defesa, mas é também o que provoca o maior dispêndio de energia, por isso, os animais só recorrem a ela quando não podem agir de outra maneira.

A Revolução Industrial e o Capitalismo Selvagem


Neste período e em seguida, foram transferidas grandes massas das populações rurais para as cidades onde não existiam habitações suficientes. Construíram-se os slums habitado pelo operariado mal nutrido e explorado, entre 12 e 16 horas de trabalho diário, inclusive crianças. Essa miséria estimulou uma visão revolucionária. Na Inglaterra, por volta de 1820, foram destruídas algumas máquinas. Em 1831 houve a sangrenta revolta dos tecelões de seda de Lion; a primeira revolta propriamente socialista na Europa. Na Alemanha, embora industrialmente atrasada, a nova indústria textil roubou o pão da miserável indústria doméstica dos tecelões da Silésia. Resultado: a revolta de 1844. Um jovem alemão nessa época, Karl Marx, propôs uma transformação não apenas filosófica, mas concreta e econômica do universo. Realizou um manifesto comunista em 1848, baseando-se na crítica minunciosa da burguesia e no mecanismo de sua economia. Ao contrário do que Marx predisse (ele previa a miséria), o padrão de vida dos operários não piorou, pois graças a ações organizadas, foram realizadas concessões. A história moderna do socialismo começou em 1869 com a fundação do Partido Social Democrata Alemão. Foi designado o dia 1° de maio foi designado como festa internacional e data em que se reinvindicaria em todos os países o dia de trabalho de 8 horas, que foi conquistado.

A Vida no Gelo


Tundras são enormes planícies sem árvores compreendendo a maior parte da região norte do Canadá, ex União Soviética, Escandinávia, Alasca e ilhas. A tundra existe só no Hemisfério Norte, não existindo na Antártida. Pouco habitada representa 1/20 da superfície terrestre. No verão derrete-se uma pequena parte da camada superior do gelo, permitindo que ali germine vegetação ártica. Nas zonas polares ou circumpolares a temperatura é inferior a 0°C em boa parte do ano. Chamado de permafrost, o ambiente funciona como um gigantesco frigorífico natural, conservando na Sibéria, cadáveres praticamente intactos de mamutes de 20 mil anos. Tais animais viveram no Pleistoceno, período que se iniciou hà 2,5 milhões de anos e se extinguiu no final da era glacial, há cerca de 10 mil anos. Várias espécies de mamíferos vivem exclusivamente na região, sem migrar, é o que acontecce com o boi almiscarado e algumas espécies de roedores. Pássaros são numerosos.

A Vida no Espaço


Além de usar o banheiro regularmente, os astronautas precisam realizar outras atividades que fazem na Terra, entre as quais comer e dormir. Evidentemente, no espaço, a falta de gravidade torna menos comuns as atividades cotidianas.

Sem refrigeradores a bordo da espaçonave para manter frescos os alimentos (ainda que a Estação Espacial Internacional agora disponha de refrigeradores), a maior parte da comida é desidratada e armazenada em embalagens seladas, para impedir que bactérias e outros organismos se desenvolvam. Os astronautas acrescentam água à comida para amaciá-la o bastante para consumo. Alguns alimentos são evitados completamente, mesmo que sejam perfeitamente inócuos na Terra, já que, no espaço, podem se tornar perigosos. Migalhas, por exemplo, podem flutuar e ser absorvidas pelo nariz de um astronauta. Comida quente pode causar queimaduras sérias caso flutue e entre em contato com a pele exposta.

Como os próprios astronautas podem flutuar enquanto comem, primeiro eles se prendem à mesa por meio de um sistema de cabos. Quando dormem, também precisam ficar presos. A área de repouso normalmente consiste de beliches equipados de sacos de dormir presos a uma parede.
Devido ao espaço em uma nave ser bem limitado, o cheiro dos corpos dos astronautas pode se tornar bastante desagradável. Quando precisam de um banho, os astronautas se limpam com uma esponja, o que é mais fácil do que tomar uma ducha. Usam uma esponja molhada e ensaboada para se lavar, e depois se “enxáguam” com um pano úmido.
Algumas espaçonaves estão equipadas com uma espécie de “chuveiro” especial. Ele consiste de um cilindro de um metro de diâmetro. O chuveiro fica completamente cercado por uma cortina que se estende do chão ao teto e impede que a água flutue para fora. Os astronautas usam um esguicho para se enxaguar e uma mangueira de sucção para remover a água de suas peles e da área do chuveiro.

De olho no Mapa – Paraguai


Capital: Assunção com 485 mil habitantes – População do país: 4.700.000 e 11,5 habitantes por km².
Línguas – Espanhol e Guarani. Moeda – Guarani. 95% da população é composta por mestiços, espanhóis e índios. A população urbana não chega a 50% e a população ativa é de apenas 1 milhão de pessoas, dedica-se a agricultura. Contudo, a produtividade é baixa, com só 3% da superfície cultivada. A indústria praticamente inexiste, sendo quase artesanal. Seu forte é a Usina de Itaipú: o país dispões de muito mais energia do que pode consumir.

As Montanhas
Rajadas de vento e neve, ar rarefeito e temperatura de -29°C, tais obstáculos foram enfrentados por uma expedição japonesa, que em meados dos anos 70, tentaram chegar ao cume do monte Everest. Por volta de 2 mil metros de altitude, as florestas começam a escassear. A 5 mil metros a vegetação se torna rala e rasteira. Cada vez mais rarefeito, o ar oferece um suprimento muito pobre de oxigênio. Na Ásia, durante o inverno, o leopardo das neves, que chega a viver a 6 mil metros de altitude, desce para cerca de 2 mil. O condor-dos-andes, cujos ninhos podem ser encontrados a 5 mil metros acima do nível do mar, bate em retirada, habitando temporariamente as costas do oceano, se alimentando de peixes mortos e carcaças de focas e baleias. Outras aves de rapina como a águia e o abutre da montanha, fazem o mesmo.