Ciência no Brasil – O Pai do acelerador de Partículas


Marcelo Damy
Em 1938, quando era estagiário da Universidade de Cambridge, aperfeiçoou o contador geiser , aparelho medidor de radiação, aumentando a velocidade do seu funcionamento mil vezes, da escala de milessegundos para microssegundos. Em 1949 foi responsável pela construção do primeiro acelerador de partículas brasileiro. O Betatron, na USP, que ajudou a fundar.
Astrofísica – roleta de Supernovas
Mário Schenberg estudou com Fermi e Pauli, na Europa. Descobriu o mecanismo de explosão das supernovas, mostrando junto com o físico George Gamow, que elas jogam energia fora na forma de neutrinos. Batizaram o efeito de urca, pela facilidade com que se perdia dinheiro no então cassino da Urca no RJ. Também estudou a evolução das estrelas e criou um critério para avaliar suas idades. Foi crítico de artes plásticas e deputado eleito em 1945.
Astrofísica – Raios feitos em casa
Outro cientista brasileiro, de nome O. Pacheco, foi diretor do Observatório de Nice, na frança, e também, um dos primeiros a apontar que os raios cósmicos não tem origem extragalática, mas vem da própria Via Láctea.
A Forma exata da Terra – Abraão de Moraes
Foi um dos criadores da astronomia brasileira. Professor de mecânica celeste, formou a primeira geração de astrônomos do país, dirigiu e dinamizou o Instituto Astrofísico e geofísico da USP. Em 1957, a partir da trajetória de satélites artificiais e das revelações russas sobre a viagem do satélite Sputinik, desenvolveu equações matemáticas para calcular a forma exata da Terra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s