AIDs – Risco de epidemia de vírus resistentes as drogas


Teme-se um super vírus. Este é um alerta publicado na revista Science. Nos últimos 20 anos, a presença de vírus resistentes cresceu em cidades ricas onde o tratamento com antirretrovirais é comum. Embora os remédios tenham conseguido manter a taxa de transmissão do HIV resistente abaixo de 15% do esperado, cerca de 60% dos vírus desse tipo tem potencial para causar epidemias autossustentáveis. Ainda não há dados sobre a presença de vírus resistente nos países pobres.

ONGs – A Pastoral da Criança


Com soro caseiro e farinhas da multimistura, que Pastoral da Criança ajudou a difundir pelo Brasil, salvando milhões de crianças, atravessaram fronteiras e oceanos e já livraram da morte por desnutrição e diarréia, pelo menos 200 mil bebês em 3 continentes. Era liderada por Zilda Arns, que faleceu vítima do terremoto no Haiti (janeiro de 2010). Equipes da Pastoral estão em 19 países além do Brasil. Em Guiné-Bissau, 2 gêmeas de 4 meses, uma delas pesando apenas meio quilo, foram salvas por voluntárias que ensinaram a receita da multimistura e do soro caseiro á mãe. O trabalho ganhou respeito de outras crenças, mesmo com referências cristãs do guia distribuído. No Brasil já foram 1,6 milhão de crianças atendidas e 1,6 milhão de famílias pobres atendidas em 4063 municípios de todos os estados.

Mega Catástrofe – Terremoto no Haiti



Poucos dias após o teremoto, Porto Príncipe, ainda não começara a reagir da catástrofe que arrasou a paupérrima capital do paupérrimo país da América Central. Corrrespondentes das principais agências de notícias do mundo, percorrendo a cidade de carro encontraram centenas de corpos em decomposição acumulados, casas destruídas e sobreviventes sobre escombros e a quase ausência completa do Estado. Com serviços de resgate praticamente inexistentes, num prédio de uma Universidade, era possível ver salas repletas de corpos, misturados a cadeiras escolares, como em um cenário de um sangrento filme de terror. falta água, comida, combustível, eletricidade e infra-estrutura, que já era frágil mesmo sem terremoto. A Cruz vermelha estimou entre 45 e 50 mil mortos, mas a ONU avaliou em 100 mil.
Terremoto no Haiti – Terror e Caos
Abarrotado pelo volume colossal de feridos, o Hospital Geral se tornou o maior centro de amputação de Porto Príncipe. Um lugar de horrores, onde se aguarda a vez de morrer ao lado dos cachorros, lixo e do odor da gangrena. Em regiões miseráveis da cidade, os desabrigados improvisavam fogueiras, feitas de tudo o que se podia encontrar: lixo, corpos e pedaços de madeira. Na capital haitiana, praças viraram favelas e campos de várzea em camas. A fome e a sede levaram multidões de haitianos a invadirem lojas e supermercados. Após 7 dias de soterramento, como se emergisse das ruínas de Pompéia, foi retirada uma senhora de 66 anos. Desde o terremoto, os militares brasileiros distribuíram 125 toneladas de alimentos e 84 mil litros de água.
Sob um estado corrupto e fraco, a sociedade haitiana não consegue ir além da luta fraticida pela própria sobrevivência. É o que se vê desde as guerras de independência entre 1791 e 1804, que substituíram a tirania colonial pela de ex-escravos que se autoproclamaram imperadores. Sem forças armadas no país, uma tentativa de criar uma polícia haitiana com a ajuda dos EUA e da ONU se revelou um desastre. Com um treinamento pífio, logo se associaram ao tráfico de drogas e a grupos de extermínio. Agora é preciso criar um programa internacional de 10 anos para reconstruir do zero o Haiti e suas instituições.

Números do Haiti: capital Port-Au-Prince densidade demográfica de 248,6 hab por km quadrado. Moeda: Goude Língua: Francês
Explorado como colônia e oprimido por várias ditaduras, o país é o mais pobre da região. Sua agricultura não atende ao consumo interno. Os salários extremamente baixos, a fome e as condições de vida miseráveis já levaram milhares de haitianos a deixar os campos e as cidades em precárias fugas para a Flórida e para a Guiana. Quando não naufragam, são presos e repatriados. São pouquíssimas as indústrias úteis á economia do país. A maioria apenas explora a mão de obra. Lá se encontra a maior fábrica de tacos de baisebol do mundo, um produto inteiramente estranho ás necessidades do Haiti.

005-Cinema: Inteligência Artificial



Filme de 2001

Inteligência Artificial
O filme foi um sucesso de bilheteria do ano de 2001, uma produção iniciada por Stanley Kubric e terminada por Spielberg e estreou com estardalhaço nos EUA em 29 de junho de 2001. Os pesquisadores tem quebrado a cabeça por anos na esperança de entender o que temos de tão especial que nos faz difíceis de copiar. O robô sentimental David do filme foi um projeto do professor Hobby da Cybertronics, ele se baseou no seu filho com o mesmo nome. O garoto Haley Joel Osment de “O sexto sentido”, dá um show de interpretação. Alguns temem que máquinas espertas e capazes de se reproduzir significarão o fim da humanidade, nos transformando em sucata orgânica obsoleta. Para o cientista Kurtzweil, que assistiu o filme do MIT, nos EUA; um robô criança com sentimentos que tenta conquistar o amor dos pais adotivos não tem nada de fantástico. Em 25 anos saberemos tudo sobre o cérebro humano e seremos capazes de reproduzi-lo com perfeição. Construiremos máquinas capazes de fazer tudo o que fazemos. Este cientista foi um garoto prodígio que construía computadores e aparecia na TV exibindo suas engenhocas. Em 1976 inventou uma máquina de leitura para cegos cujo o primeiro comprador foi Steve Wonder. Ele previu a explosão da Internet e acertou; em abril de 2001 faturou 500 mil dólares do prêmio Lamelson- Mit, uma espécie de Nobel da invenção. Ele prevê: “Em 2099, um chip de um centavo de dólar vai Ter uma capacidade de computação 1 bilhão de vezes maior que todos os cérebros humanos somados. Desde 1900 quando as primeiras máquinas de calcular foram inventadas, o poder de cálculo de um computador de mil dólares a cada geração tem o dobro da potência da anterior. E isso deve durar para sempre pois teremos cada vez mais ferramentas mais poderosas para construir computadores.” Já para 2029 um computador com o preço de um PC atual terá na capacidade do cérebro humano. Com a nonotecnologia, que é a construção de máquinas do tamanho de moléculas isso vai ser fácil. Os computadores irão ler toda a filosofia, literatura, história e ciência já publicadas, assistir a todos os filmes e vasculhar toda a Internet. UM homem poderia implantar em seu sistema nervoso, chips para melhorar a memória ou a capacidade de raciocínio, ou se preferir, escaneará o cérebro e depois fará um download para um robô que a partir daí herdará a sua inteligência, suas idéias e seu passado… Um artigo publicado em uma revista científica americana defende a idéia que máquinas inteligentes e auto-replicantes são perigosas porque fugirão do nosso controle. “…podemos estar criando ferramentas que possibilitarão a construção da tecnologia que substituirá a nossa própria espécie…” , tema de outro filme “O exterminador do futuro”. O que mais assusta é que robôs microscópicos seriam capazes de construir tudo, átomo por átomo. Se tais aparelhos forem regidos por inteligência artificial, terão vontade própria, e quem garante que não vai dar neles a vontade de destruir o mundo? O melhor seria proibir alguns tipos de pesquisa. Poderíamos ficar a mercê de robôs e virarmos escravos. Mas para um outro grupo de cientistas não é preciso se preocupar: quanto mais sofisticadas as máquinas, mais chance haverá dos programas darem pau , porquê terão que fazer operações mais complexas. O Deep Blue, por ex. derrotou o campeão mundial de xadrez , mas não sabe que tem que entrar em casa quando está chovendo. Um professor de programadores organizou um seminário e fez a seguinte pergunta: É 2001, onde está Hall? Uma referência ao clássico de ficção “2001, uma odisséia no espaço”, de 1968.

Inteligência artificial e as emoções

A idéia de inteligência artificial não é nova. No filme 2001, uma odisséia no espaço, considerado o maior clássico de ficção científica de todos os tempos, o computador Hall pede para não ser desligado. É um medo surpreendente e o que está por trás dessa cena é um assunto que tem tomado muito tempo e dinheiro dos institutos de pesquisa sobre inteligência artificial: a emoção das máquinas. A opinião da ciência é a de que as emoções podem submeter um computador a situações adversas, como humor e tristeza,
mas para se ter uma máquina capaz de tomar decisões inteligentes é preciso que ela saiba o que são e possa experimentar emoções. E necessário primeiro que possa identificar os sentimentos ao olhar para o rosto de uma pessoa através de suas expressões. No ano de 2001, o diretor Spielberg retomou o tema com o filme Inteligência Artificial, mas não parece estar perto o dia em que teremos máquinas inteligentes, capazes de tomar decisões, e devem-se se levar em consideração também os riscos que isso pode levar.

Organização geral de uma planta


Molécula de CO², importante no processo de fotossíntese

A raíz é a parte geralmente aclorofilada e subterrânea cuja função é fixá-la no solo e dele retirar os minerais que a nutrirão. Darwin chegou a dizer que se a planta possuísse cérebro, esse seria localizado nas raízes. No Vale da Morte, um extenso deserto dos EUA, existem arbustos cujas raízes se aprofundam na Terra mais de 30 Metros, a fim de captar água dos lençóis subterrâneos profundos. O caule é a parte ascendente dos vegetais, que se desenvolve em geral no ar, podendo sustentar folhas, flores e frutos e de forma quase sempre cilíndrica, consistência herbácea ou lenhosa. Ao longo do caule costumam surgir brotos ou gomos que dão origem aos ramos. Os caules de plantas de pequeno porte são chamados hastes, quando estes se subdividem em nós, como o bambú ou cana de açúcar se chamam colmos, os da palmeira e coqueiro tem o nome de estípide e os das árvores em geral de tronco. A folha, uma expansão do caule, e possui 3 partes distintas: limbo, pecíolo e a bainha. Na transpiração elimina-se o excesso de água acumulada sob a forma de vapor. Na respiração absorve do ar o oxigênio indispensável e desprende o gás carbônico.
A Fotossíntese
A substância que dá a cor verde é a clorofila, que é uma espécie de sangue para os vegetais. Para completar a função da luz na síntese é necessário extrair o gás carbônico. É o processo inverso da respiração, por isso o campo tem o ar mais puro. Foi eliminada a necessidade da luz solar, substituindo-a por uma fonte química de energia. Na operação efetuada em laboratório foi identificada uma proteína rica em ferro, a ferrodoxina.

A Classificação dos Seres vivos


Introdução
Os biologistas tentam descobrir a verdadeira natureza dos vírus. Só podem ser estudados em microscópios eletrônicos, pois muitos chegam a medir 10 milionésimos de milímetro. A lista seria rande se quiséssemos citar todos. Os bacteriófagos se especializaram em parasitar bactérias. O vírus que produz a psitacose é um dos mais terríveis. Uma xícara deles poderia destruir toda a humanidade. A melhor definição dadas á eles foi a de “produtos químicos viventes”. Podendo ser cristalizado anos sem alimento, não cresce nem se reproduz, assemelhando-se a uma substância química. Todavia, posto em condições favoráveis, passa a reviver. A Medicina os utiliza para a fabricação de vacinas. A um leigo seria impossível diferenciar 1 microorganismo vegetal de um animal. A própria biologia ainda não conseguiu a classificação definitiva para o espiroqueta, causador da sífilis, parecendo uma forma de vida que se situa entre microorganismo vegetal e protozoário. O ☻Mega tem como objetivo aqui de dar apenas um esboço, já que a classificação é bem complexa e teríamos que decifrar os termos técnicos envolvidos.
Mega no Reino da Botânica
O tronco de uma árvore é constituído pela casca e pelo xilema, também chamado de lenho ou madeira, possui uma parte central chamada medula. A parte interna da casca chama-se floema. Os sucessivos anéis do xilema podem determinar a idade de uma árvore, pois cada qual se formou num período de aproximadamente 1 ano. No tecido começa o estudo da botânica. Os principais são: tecido de formação, parênquima, tecido de sustentação e o tecido de condução. O vegetal completo é constituído de 5 partes distintas distintas: Raíz, caule, folha, flor e fruto. Cada qual desempenha uma função específica, o parênquima tem função química. Por meio dele se processa a fotossíntese, a faculdade dos vegetais verdes fazerem da luz solar a síntese da matéria orgânica. O esclerênquina é o tecido responsável pela dureza da madeira e suas células não possuem citoplasma nem núcleo.

Planeta Biológico – Convivência


Mutualismo – Comensalismo – Inquilinismo – Parasitismo
O mutualismo é uma associação em que os seres vivos se auxiliam e se subdivide em 3 tipos distintos: simbiose, colônia e sociedade.
Simbiose é uma associação íntima e permamente entre 2 tipos diferentes de organismos, cada qual completa uma deficiência funcional do outro.
Colônia é um agrupamento individual de uma mesma espécie e que vivem unidas entre si.
Sociedade – Indivíduos da mesma espécie, que permanecem independentes uns dos outros, se auxiliando por meios indiretos.
O Comensalismo – Determinado ser vivo, para se aproveitar de outro de diferente espécie e que permanecem sem prejudicar.
Inquilinismo – Quando se serve de outra espécie como morada, sem se utilizar dele para se alimentar.
Parasitismo – O parasita vive á custa de outro, denominado hospedeiro, causando dano mais ou menos considerável. Sua ação pode ser espoliadora, tóxica, infecciosa e etc.

Mega Bloco – Genética, a ciência da hereditariedade


Em 6 de janeiro de 1884 morreu o obscuro Abade de um mosteiro na Morávia. Para a ciência oficial Mendel era um desconhecido. Sua obra sobre sobre a hereditariedade cobria-se de poeira na biblioteca local, desde quando publicada em 1866, nas atas da Sociedade de Ciências Naturais. Em 1900, porém, 3 botânicos redescobriram suas leis e desenterraram seu trabalho. A 1ª lei de Mendel tem o seguinte enunciado: os filhos de 2 indivíduos puros, para certo caracter, serão todos iguais,mas seus netos estarão na proporção de 3:1. Se houver dominância de um dos fatores e de 1:2, se não houver. Na 2ª lei diz “os caracteres hereditários não estão ligados entre si; cada um deles se transmite aos descendentes com absoluta independência dos demais, como se estes não existissem”. O próprio Mendel teve o cuidado de duvidar de suas leis, mas sua validade hoje está comprovada. A genética é aplicada na agricultura e pecuária, para melhorar o rendimento. A reprodução na genética humana é um fenômeno lento, o que impede de observar mais de 3 ou 4 gerações por século. Assim sendo, qual o estudioso no assunto poderá acompanhá-las? Por motivos óbvios não podem ser feitos cruzamentos para estudo prático da hereditariedade humana.

Os genes se transformam numa determinada de par de cromossomos, cujo número varia de espécie para espécie. A célula humana tem 46, a do escorpião 6; a do pombo 16; a da cebola idem; a do milho 20 e ado camarão 200. Já sabemos que cada cromossomo possui uns 30 mil genes. O ovo ou zigoto, embora seja uma única célula, possui milhares de caracteres masculinos e femininos. Eles indicarão através do DNA, em que quantidade e variedade as células vão ser produzidas e em que disposição e duração os órgãos vão funcionar. É o código da hereditariedade. O DNA, portanto é a molécula da vida. A mórula, a blástula e a gástrula são 3 importantes fases da embriogênese, o processo do desenvolvimento do ovo, até formar o embrião. Na gástrula já notamos os 3 folhetos que vão dar origem aos tecidos e órgãos do ser adulto. Um aspecto misterioso dia respeito a hibridação, ou o acasalamento de pais de ascendência diversa, dando como resultado, um descendente estranho a ambos. A ciência descobriu que o híbrido possui sempre qualidades superiores ás dos pais (uma galinha híbrida põe em média, 260 ovos por ano, enquanto a comum não passa de 105).

Física – O Quarto Estado da Matéria


O plasma gasoso é chamado de 4° estado da matéria. Ele é uma espécie de gás eletrificado. Tecnicamente é um gás rarefeito, mas seus átomos, quando muito aquecidos, perdem 1 elétron. O plasma constitui nada menos que 99% de toda a matéria do Universo, o Sol, por exemplo, é feito de plasma. Quando se aquece um sólido, ele vira líquido, quando se aquece 1 líquido ele vira gás e quando se aquece o gás ele vira plasma. O 4° estado é o mais energizado de todo. Hooje estuda-se o plasma com o objetivo de fazer a fusão nuclear, considerada a grande fonte de energia do futuro. A energia atômica, que conhecemos hoje, é o produto da fissão, ou seja, a divisão do núcleo do átomo. Agora se procura o contrário, a fusão de 2 núcleos em um só.

Lua, conquista política e não científica


Com o final da 2ª Guerra Mundial, os EUA e a então URSS embarcaram na corrida espacial. Os soviéticos saíram na frente e puseram o primeiro homem no espaço, Yuri Gagárin em 1961. No mesmo ano JFK, o presidente dos EUA, anunciou que mandaria um homem á Lua. Apesar dos cientistas recomendarem pesquisas mais próximas á Terra como prioridade. A promessa de Kennedy acabou cumprida com a Apolo 11, em 21 de julho de 1969. No entanto, a relação custo-benefício não compensou. A missão custou 22 bilhões de dólares, por isso não há projetos por enquanto de voltar á Lua. A preocupação hoje são é com a tecnologia de ligas produzidas no vácuo, com as estações orbitais e com o estudo do comportamento do homem em ambientes em gravidade.

Célula – A Base Mínima da Vida



Quem primeiro notou sua existência foi o cientista inglês Robert Hooke, no ano de 1655, que pesquisava um pedaço de cortiça e verificou compartimentos semelhantes a favo de mel. Seres unicelulares são invisíveis a olho nu, pois os maiores não chegam a medir 1 mm. Apesar de insignificantes dimensões, os microorganismos influem em toda a vida multicelular. Algums nos auxiliam, outros são nocivos e são denominados patogênicos. A Célula se constitui em 3 partes: Membrana exterior, Citoplasma e Núcleo. O núcleo é a parte que administra todo o processo de nutrição, reprodução e transmissão de caracteres hereditários, trata-se de uma pequena que queima o alimento e produz toda a energia. O núcleo separa-se do citoplasma pela membrana celular e possui uma infinidade de corpúsculos chamados genes, cuja constituição encontramos um ácido, o DNA, cuja forma molecular é bem complexa. O citoplasma é uma substância gelatinosa e executa os processos de respiração, crescimento e remoção de resíduos. Nos vegetais há uma segunda membrana constituída de celulose. Protoplasma é a substância que constitui o citoplasma e o núcleo. Seus componentes essenciais são água (60a 90%) e sais minerais (1%) e também substância orgânicas como proteínas, gorduras e carboidratos. A nutrição é a função básica de uma célula. Os alimentos são absorvidos e transformados em protoplasma; a substância que promove o crescimento celular. No metabolismo celular, atuam substância como enzimas, vitaminas e hormônios. No metabolismo, o processo de assimilação é mais conhecido pelo nome de anabolismo e o de dessassimilação pelo de catabolismo. Existem 2 tipos de células: as somáticas e as germinativas. As primeiras vão constituir os diferentes órgãos e tecidos de um ser vivo. As germinativas formam o ovo onde se forma a vida de um novo ser. A reprodução celular por divisão pode ser direta ou indireta. Na primeira, trata-se do simples estrangulamento do citoplasma e do núcleo, partindo a célula em 2. A divisão indireta é a mitose, onde se operam modificações no citoplasma e núcleo, até que se desdobra em 2 células-filhas com o mesmo número de elementos e as mesmas características da célula-mãe. Num corpo humano devem entrar mais de 30 trilhões de células e todas passaram pelo processo de divisão. E a maioria tem curta duração, por isso, a cada momento estão se processando em nosso organismo milhões de divisões celulares.

Mega Bloco – O Que é a Vida ?


Mega Bloco – O Que é a Vida ?
Embora pareça um paradoxo ou um contra-senso, ainda ousamos dizer que o que diferencia a matéria inanimada da que possui vitalidade, é uma coisa que parece não existir, assemelhando-se a uma propriedade abstrata. Embora seja a parte fundamental dos seres vivos, não pode ser medida, pesada ou vista. Mesmo os átomos e moléculas de um ser vivo não o acompanham até o fim de sua existência; todos vão sendo completamenet substituídos por outros, sem que isso altere o que representa a vida, A decomposição de um organismo após a morte nada tem de extraórdinária pois se trata de um simples processo químico de oxidação observado em vários metais em que as associações de elementos se desfazem para dar lugar a outros, pois como sabemos, na natureza nada desaparece. Baseado em simples termos científicos, ninguém soube até hoje, e possivelmente jamais o saberá, como se processa o fenômeno da vida. Somos testemunhas oculares da nascimento, evolução, decadência e morte de uma infinidade de seres vivos e os cientistas vem levantando hipóteses no intuito de reduzi-la a um punhado de leis, como nos outros ramos do conhecimento. Contudo, a essência da vida ainda nos é tão desconhecida quanto foi para o mais primitivo dos homens. As explicações filosóficas são hipotéticas pois não podem ser traduzidas em leis e nem oferecem campo a demonstração prática. O que podemos, quando muito, conhecer o comportamento físico e o processo químico da matéria quando se organiza num corpo vivo e verificar que entre a matéria inanimada e a vivente existem algumas profundas diferenças. Os seres vivos existem por período determinado, herdam e transmitem suas características. O estudo da vida, como o do átomo começou a ser feito pelos gregos há mais de 23 séculos. Deles vem a palavra biologia, que significa a ciência da vida.
Como e quando surgiu a vida na Terra?
Acreditou-se durante muitos anos, que a vida pudesse surgir espontaneamente na matéria inanimada, era o que se supunha com os germes em geral e foi denominado como geração espontânea, que foi defendida através de provas precárias. Pasteur provou nas últimas décadas do século 19, que era impossível existir a vida se não houvesse vida anterior. Foram então, formuladas teorias, para se ter uma impressão, mesmo que falsa, de como a vida começou em nosso planeta. Há menos de 1 bilhão e meio de anos é que surgiram os primeiros organismos unicelulares. Eram globos infinitesimais medindo menos de 1/100 de milímetro e quase que completamente insensíveis ao calor e ao frio, podendo viver em temperaturas extremas e até sem oxigênio. Esses estranhos seres representam, pois, o ponto de partida de toda a escala da vida. As organizações multicelulares só começariam há uns 600 milhões de anos atrás.
A Origem das Espécies
Já falamos do evolucionismo de Darwin em outros capítulos do ☻Mega, e embora possua alguma base científica por ser provado por geneticistas que algumas espécies são mutáveis em determinadas circunstâncias, uma mudança no gene de 1 ou alguns indivíduos de uma espécie produz um novo animal; encontra o obstáculo dentro do espírito religioso, colocando o homem somente como um elo imediatamente superior ao macaco antropóide. Embora não haja uma prova exata da origem simiana do homem, hoje não se pode julgá-la como uma hipótese tão vaga e improvável, mesmo com sua veracidade posta em dúvida por grandes intelectuais.

Estranha Partícula


Em 18 de janeiro de 1932, 2 franceses, um deles casado com Irene Curie, filha do casal Curie, bombardearam um bloco de parafina com radiação e observaram o surgimento de uma partícula subatômica, que não sabiam identificar. Na dúvida, afirmaram que era um próton, até então o único componente conhecido do núcleo do átomo. Não queriam crer que tivessem descoberto algo novo. Menos de 1 mês depis, no dia 17 de fevereiro, ao observar a mesma partícula numa experiência parecida, um cientista inglês de nome Chadwick declarou que se tratava de um componente do núcleo ainda desconhecido e sem carca elétrica, o nêutron. A descoberta lhe valeu o prêmio Nobel de física de 1935.

A descoberta do Lítio reduziu os custos com a bomba. Antes era necessário mais de 40 quilos do escasso plutônio para obter cerca de meio quilo de trítrio. Numa pequena explosão atômica, num raio de 1 km e meio, não há possibilidade de sobrevivência. A Bomba H possui efeito maior. A que foi explodida no Atol de Biquini contagiou com radioatividade toda a tripulação do barco pesqueiro Dragão Feliz, que se achava a 137 km de distância.

Um hospital da Idade Média


A grande sala dos pobres é hoje considerada o mais velho edifício destinado a ser um hospital. Um dos exemplos dos hospitais da Idade Média, a Grande Sala faz parte do Hotel Diel de Baune, na França e foi fundada em 1443; mesmo adaptando-se ao serviço dos modernos hospitais, ela ainda conserva a atmosfera do século 15. No fundo da sala, localiza-se uma pequena capela. As irmãs da congregação de Santa Marta, vestidas com hábitos tradicionais da antiga ordem, vem cuidando em tal hospital, de doentes, velhos e indigentes, há mais de 500 anos, mesmo durante os períodos de guerras, crises econômicas e mudanças políticas que o país sofreu.

Insetos


Existem cerca de 700 mil espécies de insetos no mundo. No Brasil, em razão da extensão de seu território, ainda não foi possível completar o, levantamento das espécies existentes. Sabe-se porem, que na região sul há um númemor bem menor que na região norte, onde o clima é favorável a proliferação. A grande preocupação do Instituto Osvaldo Cruz é o combate ao barbeiro, causador da doença de chagas e aos mosquitos transmissores da febre amarela da Amazônia. Entre as 700 mil wespécies existentes em todo o mundo, as mais numerosas são os bezouros, com aproximadamenet 200 mil e os lapidóplenos ( borboletas e mariposas ), totalizando cerca de 100 mil. O inseto é composto de 3 partes. A cabeça, portadora dos principais centros nervosos e da entrada do tubo digestivo, o tórax, portador das extremidades e locomoção, o abdomem, que contém os órgãos de digestão, excreção e reprodução, que é quse sempre bissexuada. A fêmea põe ovos, dos quais surgem larvas, que passam por etapas ou se encristalizam, nascendo dessa forma, o inseto. O tempo de vida é variado, as cigarras, cujas larvas vivem até 10 anos, no solo, vivem apenas algumas semanas. Já as efeméridas, que tem larveas que vivem alguns anos na água, mantém-se vivas apenas algumas horas. De uma maneira geral, porém, a média de vida dos insetos é de algumas semanas ou meses. Os úteis ao homem são todos os que fecundam flores, especialmente as árvores frutíferas, como abelahs, fornecedoras de mel e cera, e os que combatem biologicamente uma praga. Tem ainda os que decompõem matéria orgânica, como os longicórneos, ou escarabeídeos que se alimentam de madeira em putrefação e depois adubam as plantas com seu excrementos.

O Cicloton


É constituído de um enorme tambor de forma circular, dividido ao meio por um espaço. O próton é posto em movimento no centro do círculo e vai desenvolver uma trajetória em espiral pelas duas partes do tambor até ser atirado a uma direção desejada. A sua velocidade inicial é de 10 mil km por segundo e vai sendo acelerada por meio de eletroímãs dispostos sobre as 2 partes, até atingir 100 mil km por segundo.
O Que Chamamos de Reação em CadeiaQuando bombardeamos o núcleo de urânio com 1 projétil, ele se desintegra em outros menores. As partículas adquirem a potência de um projétil, desintegrando outros núcleos de urânio e numa fração de segundo explodirão bilhões de núcleos. Mas isso só ocorre com o U-235, felizmente as bombas atômicas nada mais são do que uma reação em cadeia. Na que foi lançada em Hiroshima, utilizou-se o U-235, na de Nagasaki, o Plutônio. Para a explosão não ocorrer antes da hora, basta dividir a massa crítica em 2 partes, assim a reação não progride. Antes da explosão, um detonador automático aproxima uma parte da outra. Conforme já citado anteriormente, mal Hitler havia mergulhado a Europa na 2ª Guerra mundial, Einstein escreveu ao presidente Roosevelt, advertindo que a Alemanha estava empenhada no estudo da desintegração do átomo, cujo poder destruidor era tão grande que não se podia imaginar. Impressionado, o presidente criou o Projeto Manhatan, sob o mais rigoroso sigilo. Nele, chegaram a trabalhar mais de 500 mil pessoas num consumo de material e dinheiro bastante elevados, mesmo para os EUA. Na bomba H, a explosão não é proveniente de reação em cadeia, mas da transmutação do hidrogênio em hélio, a fusão nuclear. A bomba atômica foi uma espécie de gatilho para a de fusão. Foi testada pela primeira vez em novembro de 1952, num atol chamado Biquini, em pleno Oceano Pacífico. Sua tecnologia envolve muitos segredos militares e dados e temos aqui somente noções gerais. A reação de um leve isótopo de Lítio com nêutrons da desintegração atômia, cria o trítrio, um isótopo de hidrogênio de número de massa igual a 3, que quando misturado com o deutério gera uma explosão termonuclear.

A Cura do Câncer Pelo Raio Vermelho


O milagroso sistema de cura se chama de tumores se chama terapia fotodinâmica e é produzido pela empresa canadense Quadra Logic Tecnologies. O paciente recebe uma injeção na veia da droga Photofrin, sensível a certas frequências de onda de luz. O sangue se encarrega de levar o remédio até as células cancerosas. Por meio de uma sonda, o cirurgião posiciona uma fibra ótica que é um canal para o raio laser. Quando a droga até então inerte for atingida pelo raio, libera oxigênio tóxico. Envenenados, o tumor e os vasos sanguíneos que o alimentam são estrangulados. A nova terapia promete ser útil também no tratamento da degeneração da mácula, uma doença causada pelo crescimento anormal das veias sanguíneas no centro da retina, no fundo dos olhos, que pode levar á cegueira.